Por Rabi Elozor Barclay e Rabi Yitschak Jaeger – Extraído de "Guidelines" – mais de 250 perguntas comumente feitas sobre Purim (Targum/Feldheim).

1 – Qual é o significado do Machatzit HaShekel (meio-shekel)?

Em erev Purim, há um costume de doar três moedas para caridade, para relembrar o meio-shekel que era doado anualmente ao tesouro do Templo no mês de Adar. Cada moeda deveria valer metade da moeda corrente naquele país (ex. Meio-shekel, meio-dólar, meia-libra, meio-real).

2 – Por que são doadas três moedas?

Na porção da Torá que fala sobre o meio-shekel (Shemot 30:11-16), a palavra "terumá" – doação – aparece três vezes.

3 – A pessoa deve doar exatamente três meias-moedas?

Sim. Não se deve dar uma moeda e meia, nem dar mais que a quantia exata e pegar troco. Se a pessoa não tiver as moedas exatas deve consegui-las com outra pessoa ou na caixa de caridade.

4 – E se eu não conseguir obter as moedas exatas em lugar algum (ou se não existe meia-moeda no moeda corrente no local)?

Ele deve dar três moedas inteiras e ter em mente que metade de cada moeda é para cumprir a mitsvá, e as outras metades são uma doação para caridade. Ou então, duas pessoas juntas podem doar três moedas inteiras.

5 – As meias-moedas devem ter algum valor mínimo?

Estritamente falando, não há exigência mínima e pode-se usar até mesmo meias-moedas de baixo valor. No entanto, nesta situação é louvável doar uma soma equivalente ao valor do meio-shekel original, além das três moedas. Isso totaliza aproximadamente dois dólares (9.6 gramas de prata). Se a pessoa dá diversos conjuntos de meias-moedas pelos membros da família e o valor total atinge este número, ele não precisa doar mais.

6 – Pode-se usar moedas de outro país?

É questionável se a pessoa pode usar moedas que não sejam correntes em seu país, e ele deveria usar uma das sugestões acima mencionadas. Em circunstâncias mais difíceis, pode-se cumprir a mitsvá doando qualquer quantia em dinheiro à caridade.

7 – Quem está obrigado a cumprir esta mitsvá?

Segundo uma opinião, somente homens a partir dos 20 anos são obrigados. Segundo outras opiniões, todos os homens acima da idade de bar mitsvá estão obrigados. No entanto, o costume é que um pai doe em nome de todos os seus filhos, independentemente da idade.

8 – Este costume deve ser mantido todo ano?

Se um pai começar a doar em nome do filho, deve fazê-lo todos os anos. No entanto, quando a criança chega ao bar mitsvá e aceita cumprir a mitsvá por si mesmo, o pai não precisa mais doar por ele. Um pai não é obrigado a doar em nome dos filhos pelos quais nunca tenha doado previamente.

9 – Pode-se descontinuar esta prática realizando a anulação de promessas?

Como este é um costume universal, a anulação de promessas não pode ser feita. No entanto, se um pai começou a doar em nome de seus filhos presumindo erradamente que esta é uma obrigação, ele pode interromper esta prática sem anulação de promessas.

10 – O dinheiro deveria ser doado a uma causa específica?

O dinheiro deveria ser doado aos pobres. Não pode ser utilizado para manutenção da sinagoga, necessidades comunitárias, ou algo semelhante.

11 – E se eu não conseguir encontrar um pobre?

O dinheiro deve ser posto de lado para os pobres e guardado até que possa ser doado à causa correta.

12 – Em que dia esta mitsvá é cumprida?

No jejum de Ester. Em Jerusalém, alguns têm o costume de cumpri-lo em 14 de Adar.

13 – A que horas a mitsvá deve ser cumprida?

Em Minchá. Alguns cumprem a mitsvá antes de Minchá e outros pouco depois.

14 – E se alguém se esquecer de cumprir a mitsvá no dia correto?

Ele deveria doar o dinheiro na manhã de Purim, antes da leitura da Meguilá. Se também esquecer nesta hora, deve doar até o final de Adar.

15 – Deve-se dizer alguma coisa quando se doa o dinheiro?

Não é preciso dizer nada, mas se quiser, pode dizer que aquilo é para comemorar a doação do meio-shekel. Deve-se tomar cuidado para não dizer "este é o meio-shekel", pois segundo algumas opiniões, isso santificaria o dinheiro e proibiria o seu uso.

16 – Pode-se usar o dinheiro de maasser (10% de tsedacá)?

Não. O dinheiro de maassêr não pode ser usado para cumprir uma obrigação ou um costume aceito, mas está reservado para doações voluntárias.