Moshê advertiu: "Na Outorga da Torá, vocês ouviram uma voz vinda do fogo. Não cometam o engano de pensar que viram uma imagem de D’us.. Certamente não viram! É proibido fazer qualquer pintura ou imagem para representá-lo.

"Estão proibidos também de fazer imagens de pessoas, animais, do sol ou da lua. Isto os ajudará a se manter afastados de idolatria, uma transgressão que contraria toda a Torá."

O que acontecerá se Benê Yisrael servirem a ídolos?

Moshê advertiu: "Após viverem em Êrets Yisrael por longo tempo, vocês poderão pensar: ‘Estamos a salvo aqui! D’us jamais nos expulsará. Permaneceremos aqui para sempre!’"

"Lembrem-se de que se vocês servirem ídolos ou fizerem o mal, serão rapidamente exilados do país. D’us os expulsará e os dispersará entre as nações. Tornar-se-ão servos de adoradores de ídolos. Mas mesmo após isto acontecer e vocês estiverem no exílio, em terras estranhas, poderão encontrar D’us . Procurem por ele com todo seu coração e sua alma. Quando tudo que lhes digo se tornar realidade, façam teshuvá e ouçam D’us! Ele é misericordioso e não os abandonará. Ele se lembrará do acordo que fez com seus pais."

"Se alguma vez suspeitarem que D’us esqueceu a promessa que fez a seus antepassados para redimir vocês, perguntem-se: ‘Aconteceu mesmo de todo um povo ter escutado D’us falar diretamente a eles? D’us tem falado com pessoas, mas nunca antes, ou depois, a uma nação inteira. Alguma vez aconteceu que toda uma nação foi salva por meio de milagres como o das Dez Pragas? D’us realizou estes milagres para vocês porque Ele amou seus antepassados e vocês, filhos deles. Qual foi o propósito de todos estes milagres? Mostrar que Ele é o único D’, que não há outro poder além d’Ele. Assim como D’us os tirou do Egito, ele os resgatará de todas as outras nações."

Os versículos acima (Devarim 4:25-40) são lidos da Torá na sinagoga, na manhã do jejum de Tish’á Beav. Esta Parashá é apropriada para Tish’á Beav, porque fala sobre a punição de Benê Yisrael, e promete que D’us aceitará nossa teshuvá mesmo quando estivermos no exílio.

O Midrash nos diz:

As Palavras de Moshê Eram Uma Profecia

Quando Moshê advertiu Benê Yisrael a guardarem a Torá mesmo após viverem em Êrets Yisrael por um longo tempo, ele usava a palavra venoshantem. Isto significa "após você ter-se tornado velho e instalado no país" (da raiz yashan, velho). A Torá usa esta palavra porque faz uma insinuação ao futuro. O seu valor numérico (guematriyá) é 852. Moshê profetizou: "Se servirem ídolos, D’us os expulsará de Êrets Yisrael após 852 anos".

A profecia de Moshê tornou-se realidade?

Na verdade, Benê Yisrael permaneceu no país apenas 850 anos antes que o Primeiro Bêt Hamicdash fosse destruído, não 852.

Em Sua misericórdia, D’us enviou a punição dois anos antes da data que Moshê previu. Se D’us tivesse esperado mais dois anos, Benê Yisrael teria caído tão baixo que D’us teria que destruí-los, D’us não o permita.

Moshê ameaçou que, se Benê Yisrael pecasse, seria rapidamente exilado do país. Mesmo assim D’us esperou pacientemente por 850 anos, sempre esperando que Benê Yisrael fizesse teshuvá.