Chanucá é a “festa das luzes”, festa judaica de oito dias, celebrada com um acendimento noturno da menorá, preces e alimentos fritos.

A palavra hebraica Chanucá significa “dedicação”, e é assim chamada porque celebra a rededicação do Templo Sagrado (como você vai ler abaixo). Também chamada de Hanukkah (ou variações) a palavra hebraica é pronunciada com um “Kh” gutural,kha, não tcha-nu-kah.

O que Chanucá comemora

No segundo século Antes da Era Comum, a Terra Santa era governada pelos selêucidas (sírios-gregos), que tentavam forçar o povo de Israel a aceitar a cultura e as crenças gregas em vez da observância das mitsvot e crença em D'us.

Contra todas as probabilidades, um pequeno grupo de judeus fiéis, liderado por Judas o Macabeu, derrotou um dos mais poderosos exércitos da terra, expulsou os gregos, reassumiu o Templo Sagrado em Jerusalém e o rededicou ao serviço de D'us.

Quando eles procuraram acender a Menorá do Templo (o candelabro com sete braços), encontraram apenas uma pequena ânfora de azeite de oliva que tinha escapado da contaminação pelos gregos. Milagrosamente, eles acenderam a menorá e o suprimento de um dia durou oito dias, até que novo azeite pudesse ser preparado sob condições de pureza ritual.

Para comemorar e publicar esses milagres, os sábios instituíram a festa de Chanucá.

Como Chanucá é Observado

No coração da festa está o acendimento da menorá. A menorá tem nove chamas, uma das quais é o shamash (“atendente”), que é usado para acender as outras oito luzes.Na primeira noite, acendemos apenas uma chama. Na segunda, uma chama adicional Na oitava noite de Chanucá, todas as oito luzes são acesas.

Bênçãos especiais são recitadas, com uma melodia tradicional, antes do acendimento, e canções tradicionais são cantadas depois.

Uma menora é acesa em toda família (ou mesmo por cada indivíduo dentro da família) e colocada no batente ou janela. A menorá também é acesa em sinagogas e outros locais públicos. Nos últimos anos, milhares de menorás enormes têm sido colocadas na frente de prédios das prefeituras e casas legislativas, e em shopping centers e parques no mundo inteiro.

Recitamos a prece Hallel especial diariamente, e adicionamos V’Al HaNissim em nossas preces diárias e nas Graças Após as Refeições, para oferecer louvor agradecimento a D'us por “entregar os fortes nas mãos dos fracos, os muitos nas mãos de poucos… os perversos nas mãos dos justos.”

Quando é Chanucá?

Chanucá começa na véspera de 25 de Kislêv e continua por oito dias. No calendário civil, geralmente coincide com Dezembro.

Alimentos de Chanucá

Como o milagre de Chanucá envolveu azeite, é costume comer alimentos fritos em óleo. O clássico do leste europeu é o latke (panqueca) com molho de maçã ou creme azedo, e o favorito em Israel são sufganiot (sonhos) recheados de geléia ou doce de leite.

Dreidel: o jogo de Chanucá

Em Chanucá, é costume jogar com um “dreidel” um dado de quatro lados com as letras hebraicas nun, gimmel, hei e shin, um acrônimo para “nes gadol hayá sham”, “um grande milagre aconteceu ali”. O jogo geralmente é jogado por um pote de moedas (podem ser de chocolate...), ou outra coisa, que é ganha ou perdida baseado em qual letra o dreidel para quando é girado.

Presente de Chanucá

Na sociedade de hoje motivada pelo consumo, as pessoas tendem a colocar importância em dar presentes de Chanucá. No entanto, a tradição na verdade é dar guelt, presentes de dinheiro, para crianças. Além de recompensar o comportamento positivo e devoção ao estudo de Torá, os presentes em dinheiro dão às crianças a chance de darem tsedacá (caridade). Por isso as moedas de chocolate envoltas em papel prateado ou dourado também fazem parte da festa.

O que significa para você

Notando que a pessoa deveria passar tempo próximo às luzes de Chanucá, o Rebe Anterior costumava dizer: “Devemos ouvir cuidadosamente aquilo que as velas estão dizendo.” Então, o que as chamas tremulantes estão nos dizendo? Aqui estão algumas mensagens:

a – Nunca tenha medo de defender aquilo que é certo. Yehuda, o Macabeu, e sua família enfrentaram dificuldades assustadoras, mas isso não os deteve. Com uma prece nos lábios e fé no coração, eles encararam a batalha de suas vidas – e venceram. Podemos fazer o mesmo.

b – Sempre aumente em questões de bondade e observância de Torá. Sim, uma única chama foi suficientemente boa para ontem, mas hoje precisa ser ainda melhor.

c – Uma pequena luz vai longe. As velas de Chanucá são acesas quando a noite está caindo. Colocadas no batente, elas servem como um farol para as ruas que estão escurecendo. Não importa o quanto esteja escuro lá fora, uma vela de bondade Divina pode transformar a escuridão em luz.

d – Leve para as ruas. Chanucá é única no sentido de ser uma mitsvá básica observada em público. Não basta ser um judeu no coração, ou mesmo em casa. Chanucá nos ensina a brilhar lá fora em nossa vizinhança com o brilho Divino das mitsvot.

e – Não se envergonhe de cumprir mitsvot, mesmo se você se sentir diferente. Em vez disso, seja uma menorá, proclamando orgulhosamente sua unicidade radiante para todos verem.

Rabi Shimon Rosenberg de Afula, de Israel, o pai de Rivkah Holtzberg, acendeu uma menorá com oito metros de altura durante Chanucá de 2008 na frente do Portal da Índia em Mumbai, apenas semanas após sua filha e seu genro, Rabi Gavriel Holtzberg, serem mortos num ataque terrorista. Gavriel Holtzberg acendia aquela menorá todo ano.
Rabi Shimon Rosenberg de Afula, de Israel, o pai de Rivkah Holtzberg, acendeu uma menorá com oito metros de altura durante Chanucá de 2008 na frente do Portal da Índia em Mumbai, apenas semanas após sua filha e seu genro, Rabi Gavriel Holtzberg, serem mortos num ataque terrorista. Gavriel Holtzberg acendia aquela menorá todo ano.