A Torá nesta parshá descreve que o arrependimento não é algo distante, mas está ao alcance de cada pessoa. A palavra hebraica para arrependimento é teshuvá, e a raiz da palavra é "shuv" – retornar. Para a maioria de nós, o elemento crucial é uma mudança em nossa perspectiva.

Um grande rabi perguntou certa vez aos alunos a diferença entre leste e oeste, ou em outras palavras, a diferença entre certo e errado.

O rabi respondeu posicionando o corpo de frente para o leste e então voltando-se 180 graus para oeste, enfatizando que para fazer a teshuvá da maneira certa a pessoa deve mudar de direção, voltando essencialmente para o caminho da direita. "Isso nos traz de volta a Hashem, e retornaremos; renovaremos nossos dias como antigamente" (Echá 5:21).