1 – Seu Pai Era Levi

No início da narrativa da vida de Moshê, lemos que “um homem da casa de Levi foi e se casou com uma filha de Levi.”1 Em versículos posteriores aprendemos que o homem era Amram, neto de Levi, e sua esposa era sua Tia Yocheved, filha de Levi.2

2 – Ela nasceu na fronteira egípcia

A Escritura nos diz que Yocheved nasceu no Egito.3 Mas ela também é contada entre as 70 almas que viajaram para o Egito com Yaacov. Como isso pode ser? Sua mãe estava grávida dela na época em que a família viajou para o Egito, e ela nasceu “entre os muros.”4

3 – Seu Nome Significa “Glória de D'us”

Yo é uma contração relativamente comum do nome de D'us que é usado para iniciar muitos nomes bíblicos, como Yochanan e Yonathan. Cheved pode ser lido como kavod, que significa “honra” ou “glória”. Assim Yocheved pode ser interpretado como “glória de D'us.”

Na verdade, o Midrash nos diz que ela foi chamada assim porque sua aparência era semelhante à própria aparência iluminada de D'us.5

4 – Ela Era Mãe de Três Profetas

Amram e Yocheved tiveram três filhos, Miriam, Aharon e Moshê todos profetas.

Além disso, cada um deles proveu para o povo j udeudurante sua jornada de 40 anos no deserto. D'us enviou o Maná em mérito de Moshê, as Nuvens de Glória em mérito de Aharon, e o poço em mérito de Miriam.6

5 – Ela Era Shifrá, A Parteira Judia

Lemos sobre Shifrá e Puá, as corajosas “parteiras judias” que resistiram à ordem do faraó de matar todos os meninos nascidos para o povo de Israel.

Segundo a tradição, Shifrá era nenhuma outra que Yocheved, e Puá era ou sua filha Miriam, ou sua nora Elisheva.

Você pode perguntar por que Yocheved era mencionada como Shifrá. Alguns dizem que isso se conecta com a palavra sh-p-r, que significa “beleza” pois ela iria embelezar os bebês, enquanto outras se conectavam com sh-p-r-u, “elas multiplicavam,” pois a população israelita cresceu rapidamente durante seus cuidados.7

6 – Ela Se Divorciou e Se Casou Novamente

À luz do severo decreto do faraó, Yocheved e Amram, então pais de Miriam e Aharon, decidiram se divorciar, em vez de trazerem filhos para um mundo infanticida. Miriam, no entanto, viu que outros seguiam seu exemplo, sua decisão bem intencionada iria causar o fim do povo escolhido de D'us, e por esse motivo convenceu seus pais a se casarem novamente.8

7 – Ela Deu À Luz aos 130 Anos

Este recasamento (e o subsequente nascimento de Moshê) ocorreu quando Yocheved tinha 130 anos de idade, porém ela é mencionada como “filha de Levi.” Rabi Yehuda explica que àquela altura, ela milagrosamente se tornou como uma jovem, com pele lisa, uma face jovial, e fertilidade renovada.9

8 – Ela Deu À Luz Sem Dor

Yocheved estava entre as pessoas justas que não foram manchadas pelo pecado de Adam e Eva. Portanto ela deu a luz a Moshê sem as dores do parto.10

9 – Ela Salvou o Bebê Moshê da Morte

Depois que Moshê nasceu, Yocheved o escondeu em casa durante três meses. Quando escondê-lo não era mais possível, ela o pôs num cesto à prova d’água e o colocou entre os juncos do Rio Nilo, esperando que ele seria salvo dos esquadrões de morte do faraó. O bebê foi encontrado por Bátia, filha do faraó. Devido ao rápido pensamento de Miriam, o bebê foi dado a Yocheved, que agiu como sua ama de leite.

10 – Ela Viveu Para Experimentar o Êxodus

Yocheved e Amram tiveram vidas excepcionalmente longas. Yocheved teve a rara distinção de entrar e sair do Egito, uma qualidade que ela partilhou com sua famosa prima, Serach, filha de Asher.11

11 – Ela Tem Sua Própria Câmara Celestial

O Zohar descreve quatro câmaras, e cada qual é presidida por uma mulher justa.

Na câmara de Yocheved, ela lidera dezenas de milhares de mulheres em estudo e louvor três vezes todo dia. Quando ela canta a Canção do Mar a cada dia, as almas dos justos escutam sua doce voz e os anjos cantam com ela.12