Por Shea Hecht
O casamento de Kyle Paxman foi desmanchado seis semanas antes da data marcada.

Coisas horríveis acontecem conosco todos os dias, em níveis diferentes. Todos esperamos que quando chegar a hora, possamos reagir da maneira correta – da maneira que reagimos em nossas fantasias – vendo o bem em tudo e transformando uma experiência negativa em algo positivo.

Quando um estranho entrou no escritório de Kyle Paxman com a notícia de que seu noivo estava cancelando o casamento, ela reagiu exatamente da maneira que todos esperávamos que fizesse; transformou o negativo em algo muito positivo.

"O vestido tinha chegado, as flores estavam compradas, o cardápio fora escolhido", disse a Srta. Paxman, gerente de dois bufês no Resort e Spa La Costa, em Carlsbad, Califórnia. "Cento e oitenta convidados de todo o país e das Ilhas Virgens tinham comprado passagens para vir e passar o fim de semana do meu casamento."

Porém em vez de cancelar a recepção, a Srta. Paxman, de 29 anos, transformou-o num evento beneficente. "Como se consegue superar algo tão horrível?" perguntou ela. "Precisávamos transformar isso em algo positivo, e começar o processo de cura."

Assim que recebeu a má notícia sua mãe, Patrícia Carbee, começou cancelando reservas e eventos, mas foi informada de que a família ainda deveria pagar os custos da recepção, quartos de hotel e outras despesas.

"Já tínhamos gastado o dinheiro, e comecei a pensar em outras maneiras de utilizar as coisas já compradas", disse a Sra Carbee.

Kyle e seus pais tinham convidado 125 mulheres para coquetéis e um jantar completo e, em retorno, ela espera que todas preencham cheques para as duas instituições de caridade que ela escolheu.

"Se pensarmos a respeito disso, ela não apenas está se valorizando, está ajudando a valorizar outras mulheres", disse Bibiana Betancourt, uma executiva que angaria fundos. Ela disse que os planos de Kyle eram os mais incomuns que ela já vira em seus sete anos levantando dinheiro.

Kyle Paxman disse que não sabia se seu ex-noivo, cujo nome não declarou, sabia o que ela estava fazendo.

"Será difícil, obviamente", disse ela sobre aparecer perante os convidados. "Mas o final da minha história não é tão horrível assim."

Aprendi duas lições incríveis com a "Noiva Abandonada". Uma é que a pessoa pode fazer limonada quando recebe limões. As instituições que terão benefícios com o casamento cancelado serão eternamente gratas por Kyle Paxman ter decidido levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima – usando esta horrível experiência para criar algo de bom. A segunda e mais valiosa lição, em minha opinião, é que uma pessoa consegue passar por algo traumático como um noivado rompido e ainda permanecer forte e não perder a classe.

Kyle Paxman tinha todos os motivos para se juntar às fileiras de pessoas que reclamam e denunciam aqueles que as prejudicaram, porém ela se recusou a fornecer o nome do noivo. Creio que ela percebeu que fazê-lo parecer mau não traria nada de positivo para ela ou para qualquer outra pessoa.

Isso sim é o que denominamos de força!