“Quando você acender as lâmpadas da Menorá...” (Bamidbar 8:2)

Na diretiva da Torá para acender as lâmpadas da Menorá, o termo usado para “quando você acender” é “Behaalotechá”, que literalmente significa “quando você fizer subir as chamas”. Os Sábios expõem esse termo associado com subir os degraus que estavam na frente da Menorá, os quais o cohen subia, enquanto preparava as lâmpadas. (Rashi)

“A vela de D'us é a alma do homem” (Mishlei 20:27), cada judeu representa uma vela das sete velas do candelabro. Porém muitas dessas almas não brilham ou não iluminam todo seu potencial. Assim, o acendimento da Menorá é também uma metáfora para acender a chama Divina na alma do homem e, assim fazendo, a alma irá reluzir brilhantemente com as luzes da Torá e das mitsvot.

Da mesma forma, o degrau que ficava perante a Menorá nos ensina que quando uma pessoa se engaja em acender a centelha Divina em seu amigo judeu, o próprio acendedor também ascende. Da mesma forma que o cohen subia um degrau para preparar as lâmpadas da Menorá, uma pessoa que aceita sobre si mesma acender e fazer brilhar a alma de seu amigo judeu, também é elevada espiritualmente em todo aspecto de sua vida. E a partir desse estado elevado, ela irá certamente se sair bem em sua missão de acender as lâmpadas da Menorá espiritual.

Sefer Hassichot 5748, vol. 2, págs. 486-48