Este shabat deve se ter muita alegria, mais do que o normal.

  • Deve se andar com sapatos de couro neste Shabat, mesmo quem não costuma faze-lo sempre. Como também roupas de Shabat normais lavadas.
  • É proibido ter relações maritais neste Shabat, salvo se for a noite do micve.
  • Marido e mulher não devem dormir na mesma cama, nem shabat e nem motsaei shabat, e devem evitar beijos e abraços. Demais harchacot não precisa rigorar.
  • Shabat a tarde, após chatsot (em S Paulo 12:12), não se estuda Torá além do permitido em tisha beav
  • Não se recita o Pirkei Avot neste Shabat.
  • Chitas e Rambam deve ser feito antes do meio dia, como também as leis do Beit Hamicdash. Quem não o fez antes do meio dia pode, em último caso, pode fazê-lo depois.
  • Pode se fazer um farbrenguen neste Shabat até o fim do dia.
  • A refeição final – seudat hamafseket – deve ser feita com chalá e carne. Pode se comer também peixe.
  • Deve se terminar de comer até o por do sol (em S Paulo 17:48). Como também lavar a boca, as mãos ou qualquer parte do corpo somente até este horário.
  • Pode (e deve) ficar com sapato de couro e sentar normalmente em cadeiras altas até a saída de Shabat.
  • Após o horário da saída de Shabat (em S Paulo as 18:23) deve-se recitar a benção hamavdil bein kodesh lekodeh, e então retirar os sapatos de couro, e não mais sentar em cadeiras normais.
  • Deve-se então acender a vela de havdalá em casa e recitar a bracha de Bore Meorei Haesh (na sinagoga se faz esta bracha após maariv). Quem não fizer a bracha nesta noite não poderá fazer no dia seguinte.
  • Não se recita nesta noite a Brachá de Borei minei bessamim.
  • Mulheres ou homens que não vão jejuar por motivo de saúde, devem recitar a havdala completa, dando o copo de vinho para uma criança beber. Se não tiver criança pode beber normalmente. Não se faz havdala somente para crianças, sendo que elas irão ouvir no dia seguinte dos adultos.
  • Não se fala vaiten lecha nesta noite nem no dia seguinte.
  • Não se recita Vihi Noam em maariv, somente veata kadosh.