Enter your email address to get our weekly email with fresh, exciting and thoughtful content that will enrich your inbox and your life.

Seleções do Midrash

Midrashim Sobre a Parashat Devarim

A primeiro de Shevat, em 2.488 (trinta e seis dias antes de sua morte), Moshê anunciou: "Todo o Povo de Israel deve se reunir e escutar minhas palavras!"
A voz de Moshê não era alta o suficiente para atingir 600.000 pessoas, mas ocorreu um milagre, e ele pôde ser ouvido por todos os judeus presentes.
Moshê havia reclamado sobre como era difícil lidar com um povo tão numeroso. Mas não queria que o povo pensasse que estava infeliz por eles serem tantos. Por isso, rapidamente acrescentou uma bênção para que se tornassem ainda mais numerosos!
Moshê continuou seu discurso: "Disse-lhes que trouxessem a mim os homens justos que sejam sábios e compreensivos. Eu os escolheria como juízes..."
Dois anos após deixarmos o Egito, poderíamos ter entrado em Êrets Yisrael. Mas devido ao espiões, D’us nos manteve no deserto por mais 38 anos...
Vocês prepararam suas espadas, e estavam prontos a escalar a montanha na fronteira de Êrets Yisrael. Mas D’us advertiu: ‘Diga-lhes para não escalar! Não estou com eles! Serão derrotados!’...Benê Yisrael estavam proibidos de conquistar três nações que faziam fronteira com Êrets Yisrael...
O gigante Og era meio-irmão de Sichon. Governava o reino Emorita de Bashan. Quem era Og? Como Og sobreviveu até a época de Moshê?
Sabemos que todo o livro de Devarim é um longo discurso. Benê Yisrael não contradisse Moshê. Aceitaram cada palavra e fizeram teshuvá. A pessoa que possui sabedoria ouve suas falhas com gratidão e tenta aprimorar a si mesmo.
Parashá Devarim em PDF
Benê Yisrael atingiram o final de seus quarenta anos no deserto. Todos os homens da geração de Moshê haviam morrido, e seus filhos agora eram adultos…