Um dos nossos maiores medos é o fracasso. A possibilidade de fracassar é aterrorizante ao ponto de abandonarmos muitas atividades importantes para evitá-lo. Temos medo da humilhação, desapontamento, de rebaixar a nós ou aos outros, e pior de tudo, de arruinar nossa reputação.

Mas a realidade é que nem tudo que fazemos termina em sucesso. O plano Divino da criação inclui o fracasso como parte do crescimento humano. Com a perspectiva correta, o fracasso pode até se tornar um catalisador para maior progresso e melhoria.

Aqui estão cinco ideias a considerar:

Não produzir um resultado desejado nem sempre significa que fracassamos.

1 - Definição de sucesso. No mundo atual, sucesso é definido por resultado em oposição ao esforço. Se você investiu um tremendo esforço mas não atingiu um resultado visível, mensurável, dramático, você é considerado um fracassado. Porém, a definição judaica de sucesso é muito diferente. Não é definido por qualquer resultado, mas sim pelo esforço, empenho e melhoria e progresso interiores. Nossa tradição declara claramente que a recompensa pelo estudo de Torá não é para aqueles que cobrem o maior material, mas sim para aqueles que se aplicam com suor e esforço. Não produzir um resultado final desejado nem sempre significa que fracassamos; mas sim, a tentativa e o esforço sólidos são eles próprios o nosso sucesso.

2 - O fracasso não faz de nós más pessoas. No alicerce de toda pessoa existe uma centelha Divina de infinita bondade e pureza que é totalmente independente de suas realizações e conquistas. Quando não obtemos sucesso num projeto em particular, nossa bondade essencial ainda permanece intacta.

3 - O fracasso é uma oportunidade para aprender. Certa vez ouvi dizer que nos primeiros tempos da IBM, um programador de computador acidentalmente causou um prejuízo de um milhão de dólares à empresa. Quando foi chamado à diretoria, ele estava certo de que sua carreira tinha chegado ao fim. Perante os executivos mais graduados, ele teve de explicar o que aconteceu e o que poderia ser feito para evitar aquele erro. Quando ele terminou, foi mandado de volta ao trabalho, com o emprego intacto. Em reação à sua surpresa, um dos altos executivos comentou: “Gastamos um milhão de dólares treinando você, não podemos demiti-lo agora.” O fracasso é a única oportunidade de aprender a ser mais forte no futuro.

4 - O fracasso não nega as realizações anteriores. alguém que caminha durante uma hora ainda está a vários quilômetros de seu destino, mas ainda está mais perto da sua meta do que estava antes. Não podemos descontar nossas realizações até agora. O fracasso é apenas uma experiência temporária de aprendizado. Nós nos recuperamos, levantamos e seguimos em frente.

5 - Transforme-o num catalisador para o verdadeiro crescimento. O sucesso constante e a felicidade também podem resultar num crescimento limitado. Sentimo-nos bem com nós mesmos, somos incapazes de sair do nosso pequeno mundo. Às vezes o fracasso pode quebrar a concha da nossa zona de conforto para nos permitir dar um salto gigante até algo novo. Somos forçados a repensar nossas estratégias e metas. Torna-se uma impressionante oportunidade para mudar de rumo. Uma semente plantada no solo deve se desintegrar antes que possa se transformar numa árvore luxuriante. Às vezes a rotina deve chegar a um final abrupto, dando-nos a chance de atingir novas alturas.

Portanto, não tenha medo do fracasso. Se acontecer, dê as boas vindas e use-o para atingir um novo nível de desenvolvimento.