Porque o conheci, e sei que ordenará a seus filhos e à sua casa depois dele, a fim de que guardem o caminho do Eterno, para fazer caridade e justiça. - Versículo 18:19

"Assim como é obrigatório a cada judeu, do mais notável erudito até o homem mais simples, colocar tefilin todos os dias, do mesmo modo há um dever inequívoco que paira sobre todo indivíduo: o de separar meia hora todos os dias para pensar sobre a educação de seus filhos." (Rabi Sholom Dovber de Lubavitch)

      Rabi Yossef Yitschac de Lubavitch relatou certa vez:

"Em Rosh Hashaná de 5649, quando eu contava sete anos e vários meses, visitei minha avó e ela deu-me um melão. Saí até o quintal e sentei com meus amigos em um banco exatamente em frente à janela de meu pai, e dividi o melão com os meninos.

"Papai chamou-me e disse: 'Percebi que você de fato compartilhou o melão com seus amigos, mas não o fez de todo o coração.'
Explicou-me então longamente a idéia de um 'olho generoso' e de um 'olho maldoso'.

"Fui tão profundamente afetado pelas palavras de meu pai que fui incapaz de me recobrar por meia hora. Chorei amargamente e vomitei o melão que havia comido.

"'O que deseja do menino?', perguntou minha mãe.

"Papai replicou: 'É bom assim. Agora esta qualidade ficará gravada em seu caráter.'"

Concluiu Rabi Yossef Yitschac: "Isto é educação."