Qual é o significado mais profundo do talit?

RESPOSTA:

Por Rabino Aron Moss
A principal idéia da prece judaica é conectar-se com D'us. Mas como pode um ser humano limitado conectar-se com um D'us infinito, ilimitado? Realmente, deveria ser impossível. Porém D'us deseja um relacionamento conosco, portanto Ele "limitou-Se". Fez isso expressando-Se na criação. O mundo em que vivemos é na verdade uma expressão de D'us. Assim como uma música é uma expressão do compositor que a escreveu, e um quadro uma expressão do pintor, também o mundo com tudo que há nele é uma expressão da obra de arte Divina. Não podemos ver D'us, mas podemos ver Sua criação. Assim como ao olhar para um quadro ou ouvir uma sinfonia podemos ter uma sensação sobre quem é o artista, também quando observamos a beleza deste mundo, sua complexidade e seus ritmos, podemos começar a apreciar D'us.

MAS (e este é um grande mas) embora a criação expresse D'us, jamais poderia expressar o Seu verdadeiro ser. Por mais belo que seja o mundo, é apenas uma fração insignificante da verdadeira sabedoria Divina. E é aqui que D'us é muito diferente de um artista. Para expressar-se, o artista precisa colocar toda sua concentração, esforço e criatividade em sua obra. Mas para D'us expressar-Se é exatamente o oposto – Ele limitou-Se, diminuiu-Se para fazer um mundo físico. Seria como o brilhante musicista tendo de escrever um jingle sobre iogurte para um comercial no rádio. Isso expressa o seu gênio? Não; expressa sua paciência! Da mesma forma, D'us não precisa investir "esforço" para criar um mundo tão diverso e surpreendente. O único esforço estava em limitar-Se para criar uma existência tão finita.

O talit tem duas partes – a veste em si e o tsitsit, ou franjas. A veste circunda nosso corpo, e as franjas pendem dele. Eles representam os dois aspectos do ser de D'us. Seu verdadeiro ser está totalmente além da nossa capacidade de entendimento, representado pela veste que nos envolve. As pequenas franjas penduradas nos cantos, é apenas uma minúscula fração do Seu ser que podemos experimentar.

Não importa quão sagrados nos sentimos, D'us é infinitamente mais sagrado. Ele é o Talit que nos circunda. Mas não importa o quanto possamos nos sentir sagrados, D'us desce até nós e nos pede para falarmos com Ele. Ele é o Tsitsit que desce para segurarmos e o beijarmos.

Precisamos ter isso em mente quando rezamos, portando um talit.