"Tem um sentido a minha vida? A vida de um homem tem sentido? Posso responder a tais perguntas se tenho espírito religioso, mas, ‘fazer tais perguntas tem sentido?’ Respondo: ‘Aquele que considera sua vida e a dos outros sem qualquer sentido é fundamentalmente infeliz, pois não tem motivo algum para viver".

Judeu assumido, apesar de ter sido criado em um lar no qual o judaísmo jamais fora praticado, Einstein sempre acreditou em D’us. Sempre defendeu a ideia de o cosmo ser uma obra harmoniosa, fruto de uma inteligência suprema, responsável pela organização da matéria e da vida. Foi elogiado por um grão-rabino da França, Jacob Kaplan, que admirou a sua capacidade de conciliar a rigorosa pesquisa sobre o universo com a convicção da existência de uma força criadora superior. Sua ligação com o Estado de Israel era notória e já havia participado ao lado de Weizmann da campanha para arrecadação de fundos para a criação da Universidade Hebraica de Jerusalém.

Einstein conseguiu ser a rara combinação de um gênio que possui um profundo senso de moral e é totalmente indiferente às convenções. Dono de uma personalidade controversa, segundo os seus amigos mais próximos, um tanto quanto temperamental principalmente em suas relações pessoais, Einstein foi o símbolo de tudo o que era novo, original na era moderna.

Aluno do Luitpold Gymnasiun, em Munique para onde a sua família havia mudado, quase sempre obtinha as notas mais altas em Matemática e em Latim. Sobre este período, sua irmã escreveu: “não gostou daqueles anos de escolaridade; professores autoritários, estudantes servis, ensino livresco - nada disso lhe caía bem. Além do mais, tinha uma natural antipatia por ginástica e esportes. Tinha tonturas e cansava-se facilmente. Sentia-se isolado e fazia poucos amigos na escola".

Em 1896, ingressou na Escola Politécnica Federal, em Zurique, onde estudou Física e Matemática. Obteve emprego no Departamento de Patentes em Berna.

Reconhecimento Mundial
Em 1909, Einstein tornou-se professor Extraordinário em Zurique e, dois anos mais tarde, professor de Física Teórica em Praga. Em 1912, passou a ocupar o mesmo cargo em Zurique. Em 1914, foi indicado diretor do Instituto Kaiser Wilhelm de Física e professor da Universidade de Berlim, tornando-se, novamente, cidadão alemão no mesmo ano. Em 1920, durante uma de suas aulas em Berlim, foram realizadas manifestações anti-semitas, fato que o levou a deter-se com mais atenção aos fatos que então ocorriam na Alemanha.

Um ano mais tarde, fez sua primeira visita aos Estados Unidos cujo objetivo principal era arrecadar fundos para a construção da Universidade Hebraica de Jerusalém. Na ocasião, foi condecorado e deu várias palestras. Em 1922, recebeu o Prêmio Nobel de Física, por um trabalho de 1905 sobre os efeitos fotoelétricos. Ele não participou da cerimônia de premiação pois estava no Japão. Ao longo de sua vida, visitou vários países, incluindo alguns da América Latina.

Doou os manuscritos de seus trabalhos científicos para a Universidade Hebraica de Jerusalém, da qual foi presidente de 1925 a 1928.

Em 1933, Einstein renunciou mais uma vez a cidadania alemã por razões políticas e emigrou para os Estados Unidos, onde assumiu a função de professor de Física Teórica na Universidade de Princeton. Tornou-se cidadão americano em 1940, mas manteve a cidadania suíça. Aposentou-se em 1945.

Ao longo de sua vida, Einstein atuou em prol da paz. Em 1944, por exemplo, autografou o seu trabalho de 1905 e permitiu que fosse leiloado para ajudar as vítimas da guerra. Cerca de seis milhões de dólares foram arrecadados e o manuscrito encontra-se atualmente na Livraria do Congresso.

Einstein recebeu o título de Doutor Honoris Causa em Ciência, Medicina e Filosofia de diferentes universidade americanas e européias. Durante os anos 20, lecionou na Europa, América e Leste Europeu e recebeu os títulos de Fellowship e Membro-Honorário da várias instituições científicas renomadas de todo o mundo. Recebeu vários prêmios entre os quais O Nobel de Física em 1922; a Medalha Copley da Sociedade Real de Londres, em 1925; e a Medalha Franklin, do Instituto Franklin, em 1936. Einstein morreu no dia 18 de abril de 1955 em Princeton, Nova Jersey.

Em 1996, a Fundação Filantrópica Jacob E. Safra e a família Safra doaram ao Museu de Israel os manuscritos de Albert Einstein sobre a Teoria Especial da Relatividade, datados de 1912.

Frases Célebres de Einstein
Sobre a crise:

Não pretendemos que as coisas mudem, se sempre fazemos o mesmo. A crise é a melhor benção que pode ocorrer com as pessoas e países, porque a crise traz progressos. A criatividade nasce da angústia, como o dia nasce da noite escura. É na crise que nascem as invenções, os descobrimentos e as grandes estratégias. Quem supera a crise, supera a si mesmo sem ficar "superado".

Quem atribui à crise seus fracassos e penúrias, violenta seu próprio talento e respeita mais aos problemas do que às soluções. A verdadeira crise, é a crise da incompetência. O inconveniente das pessoas e dos países é a esperança de encontrar as saídas e soluções fáceis. Sem crise não há desafios, sem desafios, a vida é uma rotina, uma lenta agonia.

Sem crise não há mérito. É na crise que se aflora o melhor de cada um. Falar de crise é promovê-la, e calar-se sobre ela é exaltar o conformismo. Em vez disso, trabalhemos duro. Acabemos de uma vez com a única crise ameaçadora, que é a tragédia de não querer lutar para superá-la.


“Só há duas maneiras de viver a vida: a primeira é vivê-la como se os milagres não existissem. A segunda é vivê-la como se tudo fosse milagre.”

“Nem tudo que se enfrenta pode ser modificado, mas nada pode ser modificado até que seja enfrentado.”

“Além das aptidões e das qualidades herdadas, é a tradição que faz de nós aquilo que somos.”

“Somos todos muito ignorantes, mas nem todos ignoramos as mesmas coisas.”

“Os grandes espíritos sempre encontrarão violenta oposição por parte dos medíocres. Estes últimos não podem entender quando um homem não sucumbe impensadamente a prejuízos hereditários senão quando, honestamente e com coragem, usa sua inteligência.”

“É mais fácil destruir um átomo do que um prejuízo.”

“Dificuldades e obstáculos são fontes valiosas de saúde e força para qualquer sociedade.”

“Se vais sair à frente para descrever a verdade, deixa a elegância para o alfaiate.”

“Não penso no futuro, pois ele chegará em seu momento”

“O segredo da criatividade está em dormir bem e abrir a mente às possibilidades infinitas. O que é um homem sem sonhos?”

“Se um dia tiver que escolher entre o mundo e o amor… Lembre-se. Se escolher o mundo ficará sem o amor, mas se escolher o amor com ele você conquistará o mundo.”

“A mente que se abre a uma nova ideia jamais voltará ao seu tamanho original.”

“O mundo não está ameaçado pelas pessoas más, e sim por aquelas que permitem a maldade.”

“Estranha criatura o homem: não pede para nascer, não sabe viver e não quer morrer.”

“O dia está a minha frente esperando para ser o que eu quiser. E aqui estou eu, o escultor que pode dar forma a este dia.”

“Lembre-se que as pessoas podem tirar tudo de você, menos o seu conhecimento.”

“O único lugar onde Sucesso vem antes de trabalho é no dicionário.”

“Basta de dizer a D’us o que Ele deve fazer.”

“Quando recebemos um ensinamento devemos receber como um valioso presente, e não como uma dura tarefa. Eis aqui a diferença que transcende.”

“Se minha Teoria da Relatividade resultar exitosa, a Alemanha me reclamará como alemão, a Franca declarará que sou um cidadão do mundo. Se minha teoria resultar equivocada, a França dirá que sou alemão e a Alemanha, que sou judeu.”