Enter your email address to get our weekly email with fresh, exciting and thoughtful content that will enrich your inbox and your life.

Tehillim do Dia - Salmos

Capítulos 66-68

Mostrar conteúdo em:
Salmo 66
O caráter milagroso da redenção de Israel, obra de Deus no passado, e a futura reunião dos dispersos, levará o mundo inteiro a reconhecer Seu domínio.
  1. Ao mestre do canto, um cântico, um salmo. Aclame a Deus toda a terra.
  2. Eleve cânticos à magnificência do Seu Nome, e que seja exaltada a Sua glória.
  3. Proclama ao Eterno: “Quão extraordinárias são Tuas obras!” Por Teu imenso poder, a Ti se sujeitarão mesmo os Teus inimigos.
  4. Ante Ti se prostrará toda a terra e erguerá a Ti suas canções, louvando o Teu Nome.
  5. Vinde perceber os feitos do Eterno, que por sua grandeza despertam reverência nos homens.
  6. Transformou o mar em terra seca, e por seu leito marcharam à pé; por isso, com Ele nos alegramos.
  7. Com Seu poder governa o mundo; Seus olhos perscrutam as nações. Que não se vangloriem os rebeldes.
  8. Bendizei nosso Deus, ó nações da terra, que seja ouvida a voz que canta em Seu louvor.
  9. Por Ele nos foi concedida a vida, e impedido de resvalar nosso pé.
  10. Pois nos submeteste à provação e nos purificaste como se refina o teor da prata.
  11. Nos prendeste em uma rede; sobre nós derramaste angústia.
  12. Ao jugo de homens perversos nos submeteste; nos fizeste passar por fogo e água, mas finalmente nos conduziste à abundância da felicidade.
  13. Com oferendas virei à Tua Casa, e os votos
  14. proferidos por meus lábios nos momentos de aflição, cumprirei.
  15. Trarei a Teu altar oferendas - novilhos, carneiros e cabritos -, a serem queimadas com incenso.
  16. Que venham todos os que temem a Deus e escutem, pois contarei o que Ele fez por minha alma.
  17. Com meus lábios O invoquei e com a minha língua O exaltei.
  18. Não me teria escutado o Eterno se iniqüidade percebesse em meu coração.
  19. Mas ouviu-me o Eterno e aceitou minha oração.
  20. Bendito seja, pois não rejeitou minha prece e não me negou Sua bondade.



Salmo 67
Esta é uma oração pela rápida chegada da era messiânica, quando a humanidade seguirá a liderança de Israel na adoração ao Eterno quando receberá as recompensas de Suas bênçãos.
  1. Ao mestre do canto, sobre instrumentos de cordas, um salmo, um cântico.
  2. Que o Eterno nos conceda Sua graça e nos abençoe, e que faça sobre nós resplandecer Seu rosto,
  3. para que na terra seja conhecido Seu caminho, e entre todas as nações, Sua salvação.
  4. Ergam-Te graças todos os povos. Que todos eles cantem em Teu louvor.
  5. Alegrem-se e rejubilem todas as nações, porque com eqüidade as julgarás, e pelo caminho reto as conduzirás.
  6. Ergam-Te graças todos os povos. Que todos eles cantem em Teu louvor.
  7. Possa então a terra produzir em abundância seus frutos; possa o Eterno, nosso Deus, nos abençoar.
  8. Sim, possa Ele nos abençoar e ser reverenciado e temido até os confins da terra.



Salmo 68
O triunfo de Israel e os mensageiros de Deus na Terra sobre os impérios mais poderosos, se repetem sempre ao longo da história em todos os sentidos. Com este fenômeno histórico como cenário, o salmista relata o triunfo da Grande Redenção, e Deus será adorado em todo mundo.
  1. Ao mestre do canto, um salmo de David, um cântico.
  2. Ao erguer-Se o Eterno, dispersam-se Seus inimigos, e da Sua Presença fogem os que Lhe são adversos.
  3. Dissipa-os como a fumaça que se esvai; assim como no fogo se derrete a cera, que ante a Presença Divina pereçam os ímpios.
  4. Os justos, porém, que se alegrem; que exultem perante o Eterno e se rejubilem com alegria.
  5. Que ergam ao Eterno uma canção, que entoem salmos a Seu Nome, que louvem ao que habita nos céus e diante Dele se regozijem.
  6. Pai para os órfãos e defensor para as viúvas é o Eterno, em Sua santa morada.
  7. Ele faz reencontrar um lar aos abandonados; no tempo apropriado liberta os cativos; só os rebeldes deixa habitar em terra árida.
  8. Quando saíste à frente de Teu povo, ó Eterno, e marchaste através do deserto,
  9. a terra se abalava e até os céus se desfaziam em gotículas. Ante a Presença do Eterno, o Deus de Israel, tremeu o Sinai.
  10. Chuva de dádivas derramaste e, ao se esgotar a terra de Tua possessão, Tu a restabeleceste.
  11. Teu rebanho ali se assentou em Tua benignidade; a preparaste para abrigo do desamparado.
  12. O Eterno profere uma ordem e múltiplos mensageiros transmitem Sua mensagem.
  13. Os reis inimigos e seus exércitos se põem em fuga, deixando seus despojos aos habitantes das terras que haviam acossado.
  14. Entre fronteiras seguras vos haveis de abrigar, enquanto sobre vós fulgem como prata as asas das pombas esvoaçantes e brilham como ouro suas penas.
  15. Ao dispersar o Eterno os reis malévolos, os oprimidos que estavam envoltos em trevas viram clarear como a nevemais alva o monte Bashan.
  16. Majestoso é o monte Bashan, a montanha de Deus.
  17. Por que se agitam os picos mais altos, invejando-a? Pois esta é que é a montanha escolhida por Deus para Sua morada e nela habitará para sempre.
  18. Miríades e miríades de carruagens com incontáveis anjos O acompanhavam, e entre elas, em santidade, vem o Eterno ao Sinai.
  19. Subiste às alturas levando cativos e recebendo homenagens até mesmo dos que se rebelam contra Tua morada.
  20. Bendito é o Eterno! Dia após dia nos sustenta, o Deus de nossa salvação.
  21. Sim! Ele é para nós o Deus que nos liberta até mesmo dos grilhões da morte.
  22. Ele esmagará a cabeça de Seu inimigo, o crânio do que caminha envolto em iniqüidade.
  23. Deles disse o Eterno: “Eu os farei voltar de Bashan, fá-los-ei voltar mesmo das profundezas do mar,
  24. para que pise teu pé sobre seu sangue, para que até a língua de teus cães tenha uma porção de Teus inimigos.”
  25. Vêem os homens Teu caminho, ó Eterno, o caminho de meu Rei e meu Deus conduzindo ao santuário.
  26. Cantores o precedem seguidos por músicos e donzelas tocando pandeiros.
  27. Congregai-vos para abençoar o Eterno, ó vós que vindes da fonte de Israel.
  28. Vêm com Benjamim, o caçula, a dirigi-los; os príncipes de Judá a comandá-los; os príncipes de Zebulun e Naftali.
  29. Teu Deus estabeleceu teu poder, a força, ó Eterno, de que nos dotaste.
  30. A Teu Templo, em Jerusalém, Te trarão oferendas os reis.
  31. Reprimi as feras dos juncos, a manada de touros em estouro como os bezerros das nações, até que se curvem trazendo oferendas de prata; dispersa os povos que se deleitam em praticar as guerras.
  32. Portadores de tributos virão do Egito, e Cush estenderá suas mãos ao Eterno.
  33. Ó vós, impérios da terra, cantai ao Eterno, entoando Seu louvor!
  34. Pois Ele desde antes do início dos tempos faz ressoar Sua voz poderosa comandando o mundo.
  35. Reconhecei e honrai o poder do Eterno, cujo poder está na altura dos céus e cuja majestade se derrama sobre Israel, Seu povo.
  36. De Seu santuário emana o temor do Eterno, o Deus de Israel, que concede força e grandeza a Seu povo. Bendito sejas, ó Deus!



Salmo 66
O caráter milagroso da redenção de Israel, obra de Deus no passado, e a futura reunião dos dispersos, levará o mundo inteiro a reconhecer Seu domínio.
  1. Lamenatsêach shir mizmor, haríu lelohim col haárets.
  2. Zamerú chevod shemó, símu chavod tehilato.
  3. Imru lelohim ma norá maassêcha, berov uzechá iechachashu lechá oievêcha.
  4. Col haárets yishtachavú lechá vizamerú lach, iezamerú shimchá sêla.
  5. Lechú ur’ú mif’alót Elohim, norá alilá al benê adam.
  6. Hafach iam leiabasha, banáhar iaavru veráguel, sham nismechá bo.
  7. Moshel bigvurato olam enav bagoyim tits’pêna, hassorerim al iarúmu lámo sêla.
  8. Barechú amim Elohênu, vehashmíu col tehilato.
  9. Hassam nafshênu bachayim, velo natan lamot raglênu.
  10. Ki vechantánu Elohim, tseraftánu kitseraf cássef.
  11. Havetánu vametsudá, sámta muacá vemotnênu.
  12. Hircávta enosh leroshênu, bánu vaesh uvamáyim vatotsiênu larvaia.
  13. Avo vetechá veolót, ashalem lechá nedarai.
  14. Asher patsú sefatai, vediber pi batsar li.
  15. Olót mechin aalê lach im ketóret elim, eesse vacar im atudim sêla.
  16. Lechú shim’ú vaassaperá col yir’ê Elohim, asher assá lenafshi.
  17. Elav pi caráti, veromam táchat leshoni.
  18. Áven im raiti velibi, lo yishmá Adonai.
  19. Achen shama Elohim, hic’shiv becol tefilati.
  20. Baruch Elohim, asher lo hessir tefilati vechasdo meiti.

Salmo 67
Esta é uma oração pela rápida chegada da era messiânica, quando a humanidade seguirá a liderança de Israel na adoração ao Eterno quando receberá as recompensas de Suas bênçãos.
  1. Lamenatsêach binguinót mizmor shir.
  2. Elohim iechonênu vivarechênu, iaer panav itánu, sêla.
  3. Ladáat baárets darkêcha, bechol goyim ieshuatêcha.
  4. Iodúcha amim Elohim, iodúcha amim culam.
  5. Yismechú viranenú leumim, ki tishpot amim mishor, uleumim baárets tanchem sêla.
  6. Iodúcha amim Elohim, iodúcha amim culam.
  7. Érets natena ievulá, ievarechênu Elohim Elohênu.
  8. Ievarechênu Elohim, veyireú oto col afsê árets.

Salmo 68
O triunfo de Israel e os mensageiros de Deus na Terra sobre os impérios mais poderosos, se repetem sempre ao longo da história em todos os sentidos. Com este fenômeno histórico como cenário, o salmista relata o triunfo da Grande Redenção, e Deus será adorado em todo mundo.
  1. Lamenatsêach ledavid mizmor shir.
  2. Iacum Elohim iafútsu oievav, veianússu messan’av mipanav.
  3. Kehindof ashan tindof, kehimes donag mipenê esh, iovedu reshaim mipenê Elohim.
  4. Vetsadikim yismechú, iaaltsu lifnê Elohim veiassíssu vessimchá.
  5. Shíru lelohim zamerú shemo, sôlu larochev baaravot beiá shemo veilzu lefanav.
  6. Avi ietomim vedaian almanót, Elohim bimeon codshó.
  7. Elohim moshiv iechidim báita, motsi assirim bacosharot, ach sorerim shachenu tsechichá.
  8. Elohim betsetechá lifnê amêcha, betsadechá vishimon sêla.
  9. Érets raasha af shamáyim natefu mipenê Elohim, zé Sinai mipenê Elohim Elohê Yisrael.
  10. Guéshem nedavót tanif Elohim, nachalatechá venil’a ata chonánta.
  11. Chaiatechá iashevu va, tachin betovatechá leani Elohim.
  12. Adonai yiten ômer, hamevasserot tsavá rav.
  13. Malchê tsevaót yidodun yidodun, unvat báyit techalec shalal.
  14. Im tishkevun bên shefatáyim, canfê ioná nechpá vakéssef, veevrotêha birac’rac charuts.
  15. Befares Shadai melachim, ba tashleg betsalmon.
  16. Har Elohim har Bashan, har gavnunim har Bashan.
  17. Láma teratsedun harim gavnunim, hahar chamad Elohim leshivto, af Adonai yishcon lanétsach.
  18. Rechev Elohim ribotáyim alfê shin’an, Adonai vam Sinai bacódesh.
  19. Alíta lamarom, shavíta shévi, lacáchta matanót baadam, veaf sorerim lishcon Iá Elohim.
  20. Baruch Adonai iom iom, iaamos lánu hael ieshuatênu sêla.
  21. Hael lanú El lemoshaót, velelohim Adonai lamávet totsaót.
  22. Ach Elohim yimchats rosh oievav, codcod sear mit’halech baashamav.
  23. Amar Adonai mibashan ashiv, ashiv mimetsulót iam.
  24. Lemáan timchats reglechá bedam, leshon kelavêcha meoievim minêhu.
  25. Raú halichotêcha Elohim, halichót Eli malki vacódesh.
  26. Kidemú sharim achar noguenim, betoch alamót tofefót.
  27. Bemac’helót barechu Elohim, Adonai mimecor Yisrael.
  28. Sham Biniamin tsair rodem, sarê Iehudá rigmatam, sarê Zevulun sarê Naftali.
  29. Tsiva Elohêcha uzêcha, úza Elohim, zu paálta lánu.
  30. Mehechalêcha al Ierushaláyim, lechá iovilu melachim shai.
  31. Guear chaiat cane, adat abirim beeglê amim, mitrapes beratsê chássef, bizar amim keravot iechpátsu.
  32. Ieetaiu chashmanim mini Mitsráyim, Cush tarits iadav lelohim.
  33. Mamlechót haárets shíru lelohim, zamerú Adonai sêla.
  34. Larochev bishmê shemê kédem, hen yiten becolo col oz.
  35. Tenú oz lelohim, al Yisrael gaavató veuzo bashechakim.
  36. Norá Elohim mimicdashêcha, El Yisrael hu noten oz vetaatsumót laam, baruch Elohim.


© Direitos Autorais, todos os direitos reservados. Se você gostou desse artigo, encorajamos você a distribuí-lo, desde que concorde com a política de copyright de Chabad.org.

A Parashá
ParasháVayishlach
Esta página em outros idiomas