Pergunta:

Ouvi que no judaísmo há um costume de como e quando cortar as unhas por questões cabalísticas. Por que os judeus cortam as unhas fora de ordem e quando devem ser cortadas?

Resposta:

Na verdade existe um costume antigo de não cortar as unhas sequencialmente. A menção mais antiga parece estar numa versão de Massechet Kallá citada por Machzor Vitry, escrita por Rabi Simcha ben Shmuel de Vitry (que faleceu em 1105, o mesmo ano que seu mestre, Rabi Shlomo Yitzchaki (Rashi) 1 . Aprendemos que as pessoas devem tomar cuidado para não cortar as unhas em ordem, pois isso pode trazer esquecimento, pobreza etc.2

Alguns aceitam como um indicador de que as razões mais profundas por trás desse costume não são nitidamente aparentes.3

Existe uma determinada sequência adequada para cortar as unhas, e quando fazê-lo. dedo anelar, esquerdo, direito, dedo indicador.

Em outras palavras, quando cortar suas unhas, comece com seu dedo anelar esquerdo, e então alterne todos os outros dedos. Na mão direita, comece com o dedo indicador.

Embora alguns sejam da opinião de que não é preciso ser cuidadoso para cortar as unhas nessa ordem, a maioria escreve que o ideal é ter cuidado com isso.4

Cortar em preparação para o Shabat
Corte suas unhas de quarta-feira a sexta-feira. Por quê? Porque cortamos nossa unhas em honra ao Shabat, e os dias de quarta até sexta-feira têm uma conexão com o Shabat vindouro.

A maioria, porém, parece ser da opinião de que deve-se cortar as unhas em dias ainda mais próximos do Shabat, i.e., sexta-feira (ou quinta à noite), quando é mais discernível que as unhas estão sendo cortadas em preparação para o dia sagrado.5

É onde as coisas se tornam um pouco mais complicadas. Somos avisados também que não é auspicioso cortar as unhas das duas mãos e pés no mesmo dia. Portanto, uma sugestão é cortar as unhas do pé na quinta-feira à noite e as da mão na sexta-feira. Outros, no entanto, afirmam que deve-se cortar as unhas na quinta à noite, pois elas começam a crescer novamente no terceiro dia após serem cortadas, e não queremos que comecem a crescer no Shabat. Afinal, o motivo principal de cortá-las é honrar o Shabat.6

Num nível prático, é mais importante que as unhas da mão, e não as dos pés, sejam cortadas em honra ao Shabat. Portanto, se tanto as unhas da mão quanto as dos pés precisam ser cortadas, você deveria cortar as das mãos na sexta-feira e as dos pés na quinta à noite.

Sobre o assunto de cortar unhas, aqui estão algumas precauções adicionais (em resumo):

Rosh Chodesh
Rabi Yehudah he-Chassid (1150-1217) previne que por motivos místicos, a pessoa deve tomar cuidado para não cortar o cabelo ou as unhas em Rosh Chodesh (a Lua Nova judaica).7

Chol Hamoed – Dias Intermediários
O costume askenazita é não cortar as unhas em Chol Hamoed – os dias intermediários das festas judaicas – porque a pessoa já deveria começar o feriado bem arrumada, e não protelar arrumar-se até que tenha algum tempo livre após o início das festas.8

Queimar Unhas e Mulheres Grávidas
Embora as precauções acima sobre cortar as unhas não sejam encontradas no Talmud, o Talmud nos diz que “o justo enterra suas unhas, o pio as queima, e os perversos as jogam fora sem cuidados.” A explicação para isso é que os pedaços de unhas cortadas devem ser cuidadosamente descartados, para evitar que uma mulher grávida tropece neles e possa ter um aborto.9

O Zohar explica que as forças da impureza estão muito mais conectadas com a parte das unhas que estão fora dos nossos dedos e são cortadas.10 O Rebe explica que, num nível pessoal, as “unhas” representam a parte de nós que pode ser usada para incomodar e arranhar alguém. Assim, a importância de cortar as unhas nos ensina que antes de interagirmos com outros, e especificamente antes de denegrir alguém, precisamos “primeiro aparar nossas unhas.” Devemos assegurar que qualquer crítica é feita não para satisfazer nosso anseio por criticar ou diminuir, mas apenas em benefício da pessoa em mente.11