Enter your email address to get our weekly email with fresh, exciting and thoughtful content that will enrich your inbox and your life.

Haazinu / Rosh Hashaná

Especial Rosh Hashaná
Rosh Hashaná
O Ano Novo judaico é o Dia do Julgamento, quando D'us determina o destino de cada um para o ano que se inicia. Parte principal do serviço de Rosh Hashaná é o toque do shofar que desperta as pessoas para o arrependimento.
Rosh Hashaná
Por que não há uma festa animada em Rosh Hashaná?

Todos se divertem muito celebrando o ano novo. Por que levamos o nosso tão a sério? Para que falar em julgamento? Por que todas as preces? Não podemos apenas festejar?
Responsabilidades Sem Medo
Rosh Hashaná é um paradoxo. De certo modo é celebrada como um dia de festa: comidas especiais são servidas em meio a grandes reuniões familiares e estendemos cumprimentos alegres desejando a todos ao nosso redor um ano bom e doce. Entretanto, o Halel, uma prece de alegria e agradecimento usualmente recitada nas festividades judaicas, é omitido em Rosh Hashaná. Como explica o Talmud: ‘Os livros da vida e da morte estão aberto perante D'us e o povo judeu quer cantar louvores?’
Teshuvá, Tefilá e Tsedacá

Qual é este serviço? É, como dizemos em nossas preces, “arrependimento, prece e caridade” que afastam o mal e trazem o bem. Porém as palavras são ilusórias... Teshuvá não é arrependimento, Tefilá não é prece e tsedacá não é caridade.
O Toque do Shofar
Vemos então que o primeiro passo para o coroamento de Hashem como nosso rei é aumentar o nível de sensibilidade para captar as mensagens que Ele nos envia. Como aprendemos da Guemará em Berachot, quando Hashem fala através de fenômenos naturais ou através de eventos históricos, precisamos sintonizar nossos ouvidos, levantar nossa antena e receber Sua mensagem. Este é o primeiro passo na Teshuvá.
História Chassídica
Pés No Chão, Olhos no Alto

“Toda sinagoga,” começou Rabino Mordechai Yoel, “é construída com janelas grandes: não apenas para possibilitar a entrada da luz, mas também para permitir que as pessoas olhem para o céu. Pois os Céus, sabemos, são reminiscentes do Trono da Glória, e olhar na direção do céu inspira no homem a reverência aos Céus."
Rosh Hashaná
O Poder da Romã
A romã é uma fruta nativa do Irã, mas cultivada em toda a região do Mediterrâneo há milhares de anos. A palavra (em inglês, pomegranate) deriva do latim, pomum (maçã) e granatus (com sementes), devido ao seu formato semelhante à maçã e às centenas de sementes que preenchem o fruto. Em hebraico, a palavra para romã é rimon, que também significa “sino”.
Tashlich
A prece de Tashlich, recitada às margens de um rio, lago ou mar, onde quer que haja peixes, tem um outro significado, despertando-nos pensamentos de arrependimento. Pois isto nos lembra da insegurança da vida do peixe, e o perigo do peixe ser atraído pela isca, ou de ser apanhado na rede do pescador. Nossa vida, também, está repleta de ciladas e tentações.

Corrija o mal que você fez, espalhando o bem no mesmo ambiente. Dê a quem você prejudicou; agrade a quem você desagradou; elogie quem você caluniou; cure quem você feriu. Só a reparação do mal pode saná-lo. Só o amor anula o ódio. Só o benefício invalida o malefício.


— Kolel Rio
Imprimir revista