Até a época de Yaacov, as pessoas estavam bem, e então, quando chegava a hora de seu falecimento, morriam subitamente. Ao final da vida, a pessoa espirrava uma vez, e com este espirro a alma deixava o corpo. (Por isso, quando alguém espirra, é costume desejar-lhe "Saúde!", para nos lembrar que certa vez, há muito tempo, o espirro era fatal, e agora, graças a D'us, não é mais.)

Yaacov rezou a D'us: "Se uma pessoa morre subitamente, não tem tempo de abençoar os filhos e dar-lhes instruções, nem resolver seus assuntos. Por favor, D'us, permita que haja um tempo preparatório de doença antes da morte, para que seja possível cuidar da minha família e fazer todos os arranjos necessários."

D'us aceitou a prece de Yaacov. Quando este ficou doente, sabia que estava na hora de abençoar os filhos e dar-lhes seus últimos ensinamentos.

Todos os nossos patriarcas formularam pedidos semelhantes a D'us:

•Antes da época de Avraham, todas as pessoas tinham aparência jovem até falecerem. Avraham pediu a D'us que lhe conferisse sinais de idade, argumentando: "Se pai e filho têm a mesma aparência, como as pessoas saberão qual honrar ao adentrarem juntos um recinto? Destaque um homem idoso através de sinais como cabelos brancos e rugas. Então as pessoas saberão a quem respeitar."

D'us respondeu-lhe: "Você pediu algo bom! Por isso, começarei com você." Então Avraham começou a parecer-se com um idoso, e depois dele, toda a humanidade começou a apresentar sinais externos de idade.

•Antes de Yitschac, ninguém jamais sentira dor. Veio então Yitschac e pediu dor e sofrimento.
Disse a D'us: "Se alguém morrer sem a vivência da dor, lhe será aplicado todo o rigor do julgamento Celestial. Dores neste mundo o pouparão da punição no Mundo Vindouro."

D'us respondeu: "Você pediu algo bom! Começarei por você!" Em seguida, Yitschac ficou cego.

Yaacov pediu por doenças antes da morte. D'us disse: "Você pediu algo bom! Começarei com você!" Conseqüentemente, Yaacov tornou-se o primeiro homem a adoecer antes de falecer.

•Antes da época do rei Chizkiyáhu, ninguém se recuperava de uma doença fatal. Chizkiyáhu rezou a D'us: "Se um homem permanecer saudável até sua morte, esquecerá de fazer teshuvá. Mas se alguém ficar gravemente enfermo, fará teshuvá, na esperança de recuperar-se." D'us disse: "Você pediu algo bom! Começarei com você!" Chizkiyáhu ficou gravemente doente, mas recuperou-se.

Este Midrash é um surpreendente guia para nossos dias e época. Se pudéssemos formular um desejo a D'us, qual seria? Certamente, expressaríamos nosso desejo de juventude eterna, saúde, felicidade, e assim por diante. O Midrash nos conta que os patriarcas pediram justamente o contrário! Pediram para parecerem velhos, para terem dor e sofrimentos!

Por que reagiram de maneira diferente? A resposta é que atribuímos grande importância ao bem-estar neste mundo. Nossos patriarcas, contudo, estavam sempre cônscios de que o objetivo da existência é o Mundo Vindouro. Portanto, pediram o que quer que promovesse o bem-estar espiritual e rejeitaram tudo o que pudesse ser obstáculo ao bem-estar da alma.