Por Aron Moss
Pergunta:
Não consigo entender minha mulher. Ela reclama que nunca passo tempo com ela. Portanto planejei passarmos um dia inteiro juntos. Levei-a ao shopping e comprei tudo que ela quis. Após quatro horas voltamos para casa, e eu estava me preparando para trabalhar um pouco, quando ela saiu com essa: "Mas não passamos nenhum tempo juntos!"
Estou perdido. Se quatro horas comprando com ela não bastam, o que mais posso fazer?



Resposta:
Uma das maiores diferenças entre homens e mulheres é a maneira pela qual vemos a realidade. O homem olha para os fatos, a mulher para os sentimentos. Para um homem, os fatos determinam o que é real, independentemente da maneira como me sinto a respeito. Para uma mulher, seus sentimentos definem a realidade, e os fatos em si são apenas secundários.



Vejamos um exemplo típico. Um casal se prepara para ir a um casamento. Estão atrasados porque a mulher ainda não se vestiu. A conversa é mais ou menos assim:



MARIDO: Se não sairmos nos próximos três minutos perderemos a cerimônia.


MULHER: Mas não tenho nada para vestir.


MARIDO: Como, não tem nada para vestir? Há 78 vestidos no seu armário, bem na sua frente!


MULHER: Estou dizendo, não tenho nada para vestir. Este vestido me deixa gorda, aquele eu usei nos últimos três casamentos, e estou enjoada de tanto usar os outros.


A essa altura, o marido não sabe o que dizer. Teme que a única solução seja comprar um novo vestido para ela, mas isso não pode ser feito em apenas 3 minutos. Portanto, ele sai do quarto, exasperado.



Isso ocorre porque ele está olhando para os fatos. Os fatos são que, na verdade, existem 78 vestidos no guarda-roupa. Se nenhum deles é suficientemente bom, então a única solução é comprar outro. Porém se ele visse as coisas sob a perspectiva de sua mulher, então conseguiria entender o que na verdade ela quer dizer, e ajudá-la a resolver o problema.



Quando ela diz "Não tenho nada para vestir", é isso mesmo que quer dizer. Ela pode ver as roupas no armário, mas o que está realmente dizendo é: "Não há nada neste armário que eu me sinta bem usando." A realidade de uma mulher é baseada em suas sensações, e não nos fatos puros e simples. Portanto, ela realmente não tem nada para vestir.



Quando se considera os seus sentimentos, o armário está vazio.
O marido deve entender que a perspectiva de sua mulher é tão válida quanto a dele. Ele pode estar certo — no mundo dos fatos, existe ali um guarda-roupa lotado. Porém há um mundo igualmente real, o mundo dos sentimentos. Se ela não se sente bem com seu guarda-roupa, então ela literalmente não tem nada para vestir.



Para solucionar o dilema ele precisa não mudar os fatos, e comprar um novo vestido para ela. Ele precisa esquecer-se dos fatos e concentrar-se nos sentimentos dela. Ele pode tirar um vestido do armário e dizer: "Mas você fica tão bonita com este!" Se ele disser isso com sinceridade, então ocorre algo surpreendente. Aquele vestido surge do nada, e ela tem algo para vestir. Não porque os fatos mudaram, mas porque os sentimentos dela mudaram, Agora ela se sente bem naquela roupa.


O mesmo se aplica à sua confusão sobre a necessidade que sua mulher tem de passar tempo com você. Quando ela diz que vocês não passam tempo juntos após um dia inteiro de compras, você imediatamente olha para os fatos. E diz, corretamente, que passaram quatro horas juntos. Porém não é isso que ela quer dizer. Quando fala que quer passar mais tempo com você, ela não quer dizer que queria que o relógio se movesse enquanto vocês estão no mesmo aposento, ela quer dizer que deseja sentir-se próxima de você, reconectar-se com você, partilhar os sentimentos dela com você e deseja que você partilhe os seus com ela.



Ficar na fila dentro de uma loja não vale — embora tecnicamente vocês estejam passando tempo juntos. Porém uma caminhada pelo parque conversando sobre assuntos profundos, sobre a vida, ou rindo juntos sobre nada em particular durante o café da manhã — isso é passar tempo verdadeiro juntos, porque vocês estão conectados. Uma hora de atenção vale infinitamente mais que um dia inteiro de obrigações juntos.



D'us criou o homem e a mulher diferentes, para que pudéssemos aprender um com o outro. Com os homens, as mulheres podem aprender o valor de, às vezes, afastar-se dos sentimentos e contemplar os fatos. Com as mulheres, os homens podem aprender que os sentimentos podem ser mais reais que os fatos. Que a vida não é medida pelo tiquetaque do relógio, mas sim pela batida do coração.