Ainda estamos em Elul e a fragrância do perdão está no ar. Você tentou e tentou, mas nunca foi capaz de perdoar ninguém e provavelmente não o fará no futuro. E esse dilema é agravado pelo fato de que você não consegue perdoar.

O rancor é uma coisa muito pesada de suportar. Pode, D'us não permita, causar-lhe doenças, assim como sofrimento pela pessoa de quem você guarda rancor, tanto neste mundo quanto no próximo. A razão pela qual não perdoamos é porque buscamos compensação, compaixão, validação, vingança, restituição ou justiça. Infelizmente, guardar rancor não é a maneira de conseguir nenhuma dessas coisas. Continuamos esperando que a outra pessoa expresse remorso e peça perdão, justificando nossa dor e raiva. E esperamos...

Em vez disso, aqui estão 10 passos para o perdão que podem não ser fáceis de implementar, mas são definitivamente factíveis. Faça-os lentamente. Se você conseguir perdoar até mesmo uma pessoa usando esse método, você terá aliviado a carga em seu coração, aumentado a medida do perdão no mundo e talvez até inclinado a balança a favor do povo judeu.

1. Pense na pessoa em sua vida que você sente que o prejudicou e de quem você ainda guarda rancor. Em seguida, avalie o incidente de 1 a 10, de acordo com o grau de gravidade que você atribui a ele. Por exemplo, se alguém esqueceu do seu aniversário, pode ser 1 ou 2 (OK, talvez 8 se for o seu marido ou esposa). Um colega que fez com que você fosse demitido pode receber um 7 e um abuso sério e prolongado seria um 10. Claro, só você pode decidir quão grave foi a ofensa.

2. Se você sofreu a um nível 3 ou menor de algumas pessoas, especialmente se tiver ocorrido no passado (ou seja, ainda não recorrente), tente perdoá-las e esqueça. Não vale a pena apegar-se a isso. Tente superar e até mesmo ser indiferente a pequenos insultos ou ofensas. A Torá descreve D’us como sendo lento para irar-se. Imite-O. Pergunte a si mesmo se vale a pena você desperdiçar suas energias e desgastar-se nisso – é algo que deseja levar para o túmulo? Tente perdoá-las.


3. Isso é algo pessoal? Pergunte a si mesmo se o comportamento negativo de certas pessoas é apenas a maneira como elas se comportam com todos; em outras palavras, se a dor que elas causaram a você não foi a nível pessoal.

Um professor que costumava implicar comente com você e te marcou para o resto da vida permanece em uma categoria diferente de um professor que intimidava todo mundo. Embora você possa ter sofrido nas mãos desse professor ou de uma outra pessoa, todo mundo sofreu, e embora você desejasse que alguém o protegesse (talvez alguém de quem você guarda rancor), não há necessidade de se agarrar à dor, buscando validação, porque ela já foi validada por unanimidade. Essas pessoas significam más notícias. Pessoas com personalidades difíceis sofrem muito. São geralmente tão miseráveis por dentro quanto por fora. Tente perdoá-las, afaste-se, e no futuro, fique o mais longe possível delas.

4. Há pessoas em nossas vidas que são constantes opositores; elas chovem em nosso desfile, fazem profecias de destruição e tentam nos desencorajar de seguir a paixão de nosso coração. Elas minam nossa confiança e esperança. A melhor vingança contra esses tipos é o sucesso. Se alguém lhe disser que você não sabe desenhar e agora suas pinturas valem $50.000 cada, você realmente precisa guardar rancor contra elas? Se alguém previu que você nunca seria nada e você terminou como o primeiro da classe em uma prestigiosa faculdade, você realmente precisa perder seu tempo pensando nelas? Elas estavam erradas, e talvez você até tenha uma dívida de gratidão a elas, já que as previsões sombrias dessas pessoas muitas vezes podem nos levar a alcançar muito mais sucesso. Você pode dar um desfecho brilhante destacando suas conquistas. Por exemplo, enviando um ingresso de presente para sua apresentação ao professor de teatro que disse que você não tinha nenhum talento.

5. Pergunte a si mesmo se a dor foi uma ocorrência única ou sensível ao tempo. Às vezes, pessoas que amamos e confiamos fazem algo muito doloroso, mas é uma única vez, talvez porque estava passando por um momento difícil. Se eles pediram perdão, fizeram as pazes ou continuaram a agir de forma amorosa depois, tente deixar o incidente para trás. Nós somos humanos. Todos nós temos um dia de folga, uma semana, um mês (até mesmo um ano!) e nem sempre consideramos as consequências de nossas ações. Além disso, especialmente se este foi um acordo único, pergunte a si mesmo como você pode ter contribuído para a ofensa de alguma forma, mesmo sem querer. Pergunte a si mesmo se vale a pena arruinar um relacionamento, ou a memória de um, guardando ressentimentos para sempre.


6. O diretor de elenco. Nós não lançamos nossas próprias vidas. D'us coloca pessoas em nossas vidas para nos ensinar lições, para nos dar presentes, para nos ajudar a aprender e fazer as pazes, para nos ajudar em nossa jornada e, finalmente, para nos aproximarmos dEle. Quando eles terminam seu propósito, Ele os remove de nossas vidas. Às vezes, Ele os alivia; às vezes, eles saem no que pode parecer um ato de traição. O oposto também é verdade. Você pode ter experimentado um relacionamento no qual você se inclinou para terminar, e isso simplesmente não vai embora. As pessoas nos deixam porque são reformuladas pelo diretor de elenco da Heavenly. Deseje-lhes bem em seu coração, agradeça-lhes pelos presentes que lhe concederam e perdoe sua partida repentina. Eles terminaram sua execução em sua produção. Eles terminaram seu propósito Divino em sua vida.


7. Redefina seu relacionamento. Se alguém que lhe magoou ainda permanece em sua vida, talvez você ache mais fácil perdoá-lo ao redefinir seu relacionamento. Com certeza o que a pessoa fez foi algo imperdoável tratando-se de seu melhor amigo, mas tolerável em um conhecido. Talvez se você encontrar-se com a pessoa com menor frequência, ou protegendo-se ao manter uma certa distância emocional, essa pessoa terá menos capacidade de te machucar. E você achará mais fácil ser mais tolerante com ela dessa forma.

8. Se as pessoas que te machucaram não fazem mais parte da sua vida,mas ainda estão acessíveis (e quem não está hoje em dia através das redes sociais?), tente entrar em contato com elas. Explique o quanto lhe magoaram e peça que expliquem, reformulem e tentem aplacar seus sentimentos. Talvez possam; talvez não sejam capazes, mas muitas vezes apenas tomar a iniciativa lhe dará um grau de desfecho.

9. Nada ocorre em nossas vidas sem que venha do Alto. Isso não significa que as pessoas têm permissão de nos magoar, apenas que ninguém machuca mesmo um único dedo sem que seja decretado por D'us. D'us é Onisciente e sabe quando, até o que percebemos como mal, é bom para nós. Repasse a experiência para perceber o que você aprendeu com ela. Alguém o processou, ensinando-o a se proteger? Alguém que lhe fez bullying lhe ensinou a ter mais compaixão pelos mais fracos que você? Você aprendeu a aumentar a sua honestidade de um ladrão?


10. Uma carga pesada. Vá até uma torneira e encha dois copos de água. Segure-os à sua frente para que seus braços fiquem paralelos e em um ângulo de 90 graus em relação ao corpo. Cronometre o máximo de tempo que consegue segurá-los. Perceberá que não consegue mantê-los por muito tempo. Segurá-los causa uma dor tremenda, mesmo após poucos minutos. Isso não é nada comparado à dor emocional, espiritual e até física que causamos a nós mesmos quando nos apegamos a emoções negativas. É nossa escolha quanto tempo segurar esses copos. Mas mesmo que não possamos liberá-los completamente, podemos largá-los e descansar um pouco. Então, quando você estiver revivendo cenas dolorosas de sua vida e se sentindo repleto de raiva, mágoa e recriminação, pare o filme e coloque-o de lado como você fez com os copos. Mesmo se você acabar pegando-os novamente em uma certa hora, dia ou mês depois, você terá se beneficiado de deixá-los de lado por um tempo e descansar. Remova a memória de sua consciência por um tempo e faça uma pausa.

A dor é um ingrediente necessário para o crescimento espiritual. Da mesma forma é o perdão. Perdoe os outros por suas transgressões e D'us perdoará as suas, e todos nós podemos entrar no Ano Novo com uma ficha limpa ou, pelo menos, mais limpa.