Durante a festa de Shavuot, não vamos trabalhar, dirigir, escrever ou ligar ou desligar dispositivos elétricos. Podemos cozinhar acendendo a chama de um fogão com uma chama pré existente, preparada antes do início do feriado.

   Quinta-feira
   5 de Sivan
   28 de maio

Véspera de Shavuot
É costume decorar os lares com flores e plantas na quinta-feira, antes do início do feriado.

A festa de Shavuot começa hoje à noite.

Prepara-se Eruv Ttavshilin para poder cozinhar no Yom Tov para Shabat.

Mulheres e meninas acendem velas hoje, em honra a Shavuot.

Após a tefilá com trechos especiais de Shavuot, é servida uma refeição festiva, com a recitação do kidush.

Nesta noite, é costume permanecer acordado e estudar a Torá até o amanhecer.

 

 

  Sexta-feira
   6 de Sivan
   29 de maio

Primeiro dia de Shavuot
Leitura da Torá: Shemot 19:1–20:23; Bamidbar 28:26–31
Hatará: Yechezkel 1:1–28; 3:12

Leitura dos Dez Mandamentos.
Todos os homens, mulheres e crianças deveriam comparecer à sinagoga para ouvir a leitura dos Dez Mandamentos. Este ano, excepcionalmente devem fazer a leitura dos Dez Mandamentos em casa.

O Rebe, de abençoada memória, incentivou levar até mesmo bebês de escutarem os dez Mandamentos. Em casa, certifique-se que seus filhos, até recém nascidos, escutem à leitura dos Dez Mandamentos realizada em voz alta em seu lar, pois: "Nossos filhos são nossas garantias [de que manteremos a Torá]". Isso, afirma o Midrash, era a única garantia aceitável para D'us.

Em Shavuot os cohanim s abençoam a congregação com a Bênção Sacerdotal durante a prece de Musaf. Este ano, excepcionalmente não será realizada devido a fechamento das sinagogas.

Muitas comunidades cantam o poema de Akdamut antes da leitura da Torá.

O Kidush é recitado, e uma refeição festiva é servida. Costuma-se comer uma refeição à base de laticínios. Espera-se uma hora, e só então serve-se uma refeição de carne.

Após o completo anoitecer, acende-se as velas de uma chama pré-existente marcando o segundo dia de Shavuot. Também para quem recita o Yizkor em memória de seus pais (pai, mãe ou ambos), costuma-se acender uma vela de 24 horas, também de uma chama pré-existente, após o acendimento das velas de Yom Tov. Após Maariv, uma refeição festiva com kidush é servida.

 

 

   Shabat
   (de dia)
   Sábado
   7 de Sivan
   30 de maio

Segundo dia de Shavuot
Leitura da Torá: Devarim: 15: 19-16: 17; Bamidbar 28: 26–31
Haftará: Habacuk 2: 20–3: 19

O Yizkor é recitado (e a caridade é bli neder, prometida) para a elevação das almas dos entes queridos que partiram.

Os sacerdotes abençoam a congregação em Bircat Cohanim durante a oração de Musaf, mas este ano, devido ao Coronavírus e o fechamento das sinagogas, não será realizado.

O Kidush é recitado e a refeição festiva é servida.

Algumas comunidades têm o costume de ler o Livro de Ruth no segundo dia de Shavuot.

A festa termina ao completo anoitecer.