Publicado em “Notícias da Rua Judaica”, em 23/11

Do jornalista Osias Wurman, lider comunitário e Cônsul Honorário de Israel no RJ

O Rabino Aryeh Sufrin, diretor do centro Chabad Lubavitch em Ilford, Essex, estava entre os que receberam a distinção de ‘Member of British Empire (MBE)’, há duas semanas. Esta honra é tradicionalmente atribuída àqueles que fizeram contribuições significativas para a nação inglesa, e o rabino Sufrin foi reconhecido pelo seu trabalho na luta contra a dependência das drogas pela juventude. Sufrin tem dirigido um centro de apoio para jovens viciados em drogas e álcool durante os últimos 18 anos. O centro atende a adolescentes cristãos, muçulmanos e judeus, e Sufrin até mesmo emprega um imã que trabalha com viciados muçulmanos.

Durante a cerimônia a rainha Elizabeth II teve o cuidado para abster-se de apertar a mão do rabino para não constrangê-lo, mas ela mesma colocou a fita sobre o seu terno. Sufrin descreveu a experiência numa entrevista ao site oficial do Chabad. Ele contou que a rainha disse para ele que era um prazer para ela lhe atribuir a honra e comentou como seria desafiador o seu trabalho. Há vários anos, o Prince Edward, filho da rainha, contribuiu para a construção de um novo prédio para a fundação do rabino que levou o nome de Drugsline. Durante a cerimônia a rainha perguntou, para grande espanto do rabino, sobre o progresso na construção. Sufrin disse que ficou impressionado com o fato de que uma senhora de 83 anos que havia falado com tanta gente antes de ele se lembrar de perguntar sobre o projeto e ficou também emocionado pelo fato de ela se abster de aper tar sua mão.