Enter your email address to get our weekly email with fresh, exciting and thoughtful content that will enrich your inbox and your life.

Tehillim do Dia - Salmos

Capítulos 83-87

Mostrar conteúdo em:
Salmo 83
A inimizade histórica das nações do mundo contra Israel se origina de um motivo bem mais profundo que o preconceito racial. Ela resulta do ódio ao que Israel representa: a soberania absoluta de Deus e a completa subordinação do esforço humano à Sua vontade.
  1. Um cântico e salmo de Assaf.
  2. Ó Deus, não Te mantenhas em silêncio; não ajas como um surdo e não Te cales, ó Deus!
  3. Pois eis que rugem Teus inimigos, e os que Te odeiam levantaram suas cabeças.
  4. Contra Teu povo tramam maldades e conspiram contra Teus protegidos.
  5. Eles dizem: “Vamos destruí-los para que não sejam uma nação e não mais haja lembrança do nome de Israel.”
  6. Todos juntos conspiram contra Ti e fazem um pacto.
  7. As tendas de Edom e os Ismaelitas, Moab e os Hagaritas;
  8. Gueval, Amon e Amalec, a Filistéia e os habitantes de Tiro.
  9. Até a Assíria a eles se associou, e se tornou o braço forte dos filhos de Lot.
  10. Trata-os como a Midiã, como a Sisra e como a Iabin no rio Kishon;
  11. eles foram aniquilados em En-Dor, tornando-se adubo para a terra.
  12. Faze aos seus nobres como a Orev e Zeev, e a todos os seus príncipes como a Zévach e Tsalmuná,
  13. que disseram: “Apoderemo-nos da morada de Deus.”
  14. Meu Deus! Faze com que sejam como o pó no redemoinho e como a palha ao vento.
  15. Como o fogo que consome a floresta e como a chama que incendeia montanhas;
  16. persegue-os com Tua tempestade e atemoriza-os com Tua tormenta.
  17. Cobre suas faces de vergonha para que busquem o Teu Nome, ó Eterno.
  18. Que sejam humilhados e atemorizados para sempre, e assim serão abatidos e perecerão.
  19. Saberão, então, que Tu, cujo Nome é Eterno, és único, e que Tu, ó Altíssimo, és o soberano de toda a terra.



Salmo 84
Expulso da Presença Divina, o judeu exilado só quer reconquistar a proximidade Dele. A perseguição e os agrados da prosperidade estrangeira o desviam do esforço em atingir esta meta sublime.
  1. Ao mestre do canto, sobre “Guitit”, um salmo dos filhos de Côrach.
  2. Quão amadas são Tuas moradas, ó Eterno dos Exércitos!
  3. Anseia e suspira minha alma pelos átrios do Eterno; meu coração e todo meu ser enaltecerão o Deus vivo.
  4. Até o pássaro encontrou uma casa, e a ave livre um ninho para si, onde coloca seus filhotes, junto aos Teus altares, ó Eterno dos Exércitos, meu Rei e meu Deus.
  5. Bem-aventurados os que vivem em Tua casa, pois eles Te louvarão continuamente.
  6. Bem-aventurados os homens que têm sua força em Ti e em cujos corações estão os Teus caminhos.
  7. Atravessando o vale árido transformam-no numa fonte que jorra, como se uma chuva o tivesse coberto de bênçãos.
  8. Eles se fortalecerão continuamente e apresentar-se-ão perante Deus em Tsión.
  9. Ó Eterno, Deus dos Exércitos, ouve minha prece; escuta-me, ó Deus de Jacob!
  10. Ó Deus, que és nosso protetor, faze revelar-se a face do Teu ungido.
  11. Pois é melhor um dia nos Teus átrios do que mil fora deles; prefiro sempre estar na casa do meu Deus do que morar nas tendas dos ímpios.
  12. Sol e escudo é o Eterno; graça e glória Ele concede e não nega qualquer bem aos que trilham o caminho da retidão.
  13. Ó Eterno dos Exércitos, bem-aventurado é o homem que apenas em Ti confia!



Salmo 85
Destruído o primeiro Templo, Israel é exilado por causa de seus pecados. Mas reconquistou o favor Divino e retornou à sua Terra (vers. 2-4). Assim, também, nós oramos, em nosso presente exílio, para Deus restabelecer novamente Seu favor por nós, desta vez permanentemente (vers. 5-14).
  1. Ao mestre do canto, um salmo dos filhos de Côrach.
  2. Tu, ó Eterno, Te compadeceste da Tua terra e fizeste retornar os cativos de Jacob.
  3. Perdoaste a iniqüidade de Teu povo e apagaste todos os seus pecados.
  4. Retiveste toda Tua indignação e Te apartaste do furor da Tua ira.
  5. Faze-nos retornar, ó Deus da nossa salvação, e anula Tua cólera contra nós!
  6. Acaso permanecerás irado conosco para sempre? Tua indignação estenderás a todas as gerações?
  7. Porventura não tornarás Tu a vivificar-nos, para que em Ti se regozije o Teu povo?
  8. Mostra-nos a Tua benevolência, ó Eterno, e concede-nos a Tua salvação!
  9. Ouvirei o que falar o Eterno, pois palavras de paz Ele dirigirá a Seu povo e a Seus devotos, para que não mais se entreguem à insensatez.
  10. Decerto, iminente está Sua salvação para os que O temem, a glória a ser estabelecida em nossa terra.
  11. A bondade e a verdade se encontraram, a justiça e a paz se uniram.
  12. Da terra brotará a verdade e, do céu, a justiça despontará.
  13. Pois o Eterno concederá o bem e a nossa terra produzirá seus frutos.
  14. A justiça irá diante Dele quando para nós Ele se voltar.



Salmo 86
Quando alguém em perigo ora a Deus, espera que seu pedido seja atendido. Mas, em outro sentido, o pedido já está sendo atendido. Sua oração o conscientiza de quanto está próximo de Deus. E isso o tranqüiliza, como uma criança assustada se acalma quando sua mãe está perto.
  1. Uma prece de David. Ó Eterno, inclina para mim os Teus ouvidos e dá-me Tua resposta, pois sou um desvalido e estou aflito.
  2. Preserva minha alma, pois sabes que Te sou devoto; ó Deus meu, salva este servo que em Ti confia.
  3. Compadece-Te de mim, que a Ti clamo sem cessar.
  4. Conforta a alma de Teu servo, porque a Ti, ó Eterno, eu a elevo.
  5. Tu és bondoso e clemente, e imensa é Tua misericórdia para com todos que Te invocam.
  6. Escuta minha prece e atende a voz das minhas súplicas, ó Eterno!
  7. No dia de minha angústia, a Ti clamarei, e sei que me responderás.
  8. Não há entre os deuses um que se possa a Ti comparar, nem obras que se assemelhem às Tuas.
  9. Todas as nações que criaste virão prostrar-se ante Ti e glorificarão Teu Nome.
  10. Maravilhosos são Teus feitos e imensa é Tua grandeza, pois só Tu és Deus.
  11. Ensina-me Teu caminho, ó Eterno, para que eu possa andar sob Tua verdade e dedicar meu coração a temer somente Teu Nome.
  12. De todo meu coração hei de Te agradecer, e para sempre glorificarei Teu Nome,
  13. pois com Tua incomparável benignidade livraste minha alma do mais profundo abismo.
  14. Contra mim se levantaram soberbos e violentos, que não Te tem diante deles e procuravam tirar-me a vida.
  15. Mas Tu, ó Eterno, és um Deus clemente e misericordioso, lento em irar-Se e transbordante em bondade e retidão.
  16. Volta-Te para mim e compadece-Te; concede de Tua força a Teu servo e salva assim o filho da Tua serva.
  17. Apresenta-me um sinal de Teu favor, para que o vejam os que me odeiam, e se sintam humilhados por saber que Tu me ajudas e confortas.



Salmo 87
Jerusalém, a cidade escolhida por Deus para o centro de vida e adoração da Torá, é verdadeiramente o centro do mundo. Tudo que é grande e nobre no mundo vem da Torá, que Deus colocou lá.
  1. Um salmo e cântico dos filhos de Côrach. Acima de todas as moradas de Jacob,
  2. ama o Eterno os portões de Tsión, cujas fundações se assentam sobre a montanha sagrada.
  3. Ah, maravilhas são contadas a Teu respeito, ó cidade de Deus!
  4. Diz o Eterno: “Por mérito de poucos, lembro do Egito e da Babilônia, e também da Filistéia, Tiro e Cush, sabendo que naqueles lugares eles nasceram.”
  5. Mas em Tsión nasceram multidões que conhecem o Eterno e Ele mesmo a estabeleceu como a mais nobre cidade.
  6. Quando fizer a lista das nações, destacará os que ali nasceram.
  7. Músicos e cantores sobre ela afirmarão: “Todos os meus pensamentos e toda minha inspiração provém de ti, ó Tsión!”



Salmo 83
A inimizade histórica das nações do mundo contra Israel se origina de um motivo bem mais profundo que o preconceito racial. Ela resulta do ódio ao que Israel representa: a soberania absoluta de Deus e a completa subordinação do esforço humano à Sua vontade.
  1. Shir mizmor leassaf.
  2. Elohim al domi lach, al techerash veal tish’cot El.
  3. Ki hine oievêcha iehemaiun, umssan’êcha nasseú rosh.
  4. Al amechá iaarímu sod, veyit’iaatsu al tsefunêcha.
  5. Ameru lechu venach’chidem migoi, velo yizacher shem Yisrael od.
  6. Ki noatsu lev iachdav, alêcha berit yich’rotu.
  7. Aholê Edom veyishmeelim, Moav vehaguerim.
  8. Gueval veamon vaamalec, Peléshet im ioshevê Tsor.
  9. Gam Ashur nilvá imam, haiu zerôa livnê Lot sêla.
  10. Asse lahem kemidian, kessisserá cheiavin benáchal Kishon.
  11. Nishmedu veen dor, haiu dômen laadamá.
  12. Shitêmo nedivêmo keorev vechizeev, uchzévach uchtsalmuná col nessichêmo.
  13. Asher ameru niresha lánu, et neot Elohim.
  14. Elohai shitêmo chagalgal, kecash lifnê rúach.
  15. Keesh tiv’ar iáar, uchlehava telahet harim.
  16. Ken tirdefem bessaarêcha, uvsufatechá tevahalem.
  17. Male fenehem calon, vivac’shú shimchá Adonai.
  18. Ievôshu veyibahalu adê ad, veiach’peru veiovêdu.
  19. Veiedeú ki ata shimchá Adonai levadêcha, elion al col haárets.

Salmo 84
Expulso da Presença Divina, o judeu exilado só quer reconquistar a proximidade Dele. A perseguição e os agrados da prosperidade estrangeira o desviam do esforço em atingir esta meta sublime.
  1. Lamenatsêach al haguitit, livnê Côrach mizmor.
  2. Ma iedidot mishkenotêcha Adonai Tsevaót.
  3. Nich’sefá vegam caleta nafshi lechats’rot Adonai, libi uvsari ieranenú el El chai.
  4. Gam tsipor matseá váyit, uderor ken la asher sháta efrochêha, et mizbechotêcha Adonai Tsevaót malki velohai.
  5. Ashrê ioshevê vetêcha, od iehalelúcha sêla.
  6. Ashrê adam oz lo vach, messilót bilvavam.
  7. Overê beémec habacha maian ieshitúhu, gam berachot iate more.
  8. Ielechu mecháyil el cháyil, ierae el Elohim betsion.
  9. Adonai Elohim Tsevaót shim’á tefilati, haazína Elohê Iaacov sêla.
  10. Maguinênu ree Elohim, vehabet penê meshichêcha.
  11. Ki tov iom bachatserêcha meálef, bachárti histofef bevêt Elohai midur beaholê résha.
  12. Ki shémesh umaguen Adonai Elohim, chen vechavod yiten Adonai, lo yimná tov laholechim betamim.
  13. Adonai Tsevaót, ashrê adam botêach bach.

Salmo 85
Destruído o primeiro Templo, Israel é exilado por causa de seus pecados. Mas reconquistou o favor Divino e retornou à sua Terra (vers. 2-4). Assim, também, nós oramos, em nosso presente exílio, para Deus restabelecer novamente Seu favor por nós, desta vez permanentemente (vers. 5-14).
  1. Lamenatsêach livnê Côrach mizmor.
  2. Ratsíta Adonai artsêcha, shávta shevit Iaacov.
  3. Nassáta avon amêcha, kissíta chol chatatam sêla.
  4. Assáfta chol evratêcha, heshivôta mecharon apêcha.
  5. Shuvênu Elohê yish’ênu, vehafer caas’chá imánu.
  6. Haleolam teenaf bánu, timshoch apechá ledor vador.
  7. Halo ata tashuv techaiênu, veamechá yismechú vach.
  8. Har’ênu Adonai chasdêcha, vaiesh’achá titen lánu.
  9. Eshmeá ma iedaber hael Adonai, ki iedaber shalom el amo veel chassidav, veal iashúvu lechislá.
  10. Ach carov lireav yish’ó, lishcon cavod beartsênu.
  11. Chéssed veemét nifgáshu, tsédec veshalom nashácu.
  12. Emét meérets titsmach, vetsédec mishamáyim nishcaf.
  13. Gam Adonai yiten hatov, veartsênu titen ievulá.
  14. Tsédec lefanav iehalech, veiassem ledérech peamav.

Salmo 86
Quando alguém em perigo ora a Deus, espera que seu pedido seja atendido. Mas, em outro sentido, o pedido já está sendo atendido. Sua oração o conscientiza de quanto está próximo de Deus. E isso o tranqüiliza, como uma criança assustada se acalma quando sua mãe está perto.
  1. Tefila ledavid, hate Adonai oznechá anêni, ki ani veevion áni.
  2. Shamra nafshi ki chassid áni, hosha avdechá ata Elohai, habotêach elêcha.
  3. Chonêni Adonai, ki elêcha ecrá col haiom.
  4. Samêach néfesh avdêcha, ki elêcha Adonai nafshi essa.
  5. Ki ata Adonai tov vessalach, verav chéssed lechol coreêcha.
  6. Haazina Adonai tefilati vehac’shíva becol tachanunotai.
  7. Beiom tsarati ecraêca, ki taanêni.
  8. En camôcha vaelohim Adonai, veen kemaassêcha.
  9. Col goyim asher assíta iavôu veyishtachavú lefanêcha Adonai, vichabedú lishmêcha.
  10. Ki gadol ata veosse niflaot, ata Elohim levadêcha.
  11. Horêni Adonai darkêcha, ahalech baamitêcha, iached levavi leyir’á shemêcha.
  12. Odechá Adonai Elohai bechol levavi, vaachabedá shimchá leolam.
  13. Ki chasdechá gadol alai, vehitsálta nafshi misheól tachtiya.
  14. Elohim, zedim cámu alai vaadat aritsim bic’shú nafshi, velo samúcha lenegdam.
  15. Veata Adonai El rachum vechanun, érech apáyim verav chéssed veemet.
  16. Pene elai vechonêni, tena uzechá leavdêcha, vehoshía leven amatêcha.
  17. Asse imi ot letova, veyir’u soneai veievôshu, ki ata Adonai azartáni venichamtáni.

Salmo 87
Jerusalém, a cidade escolhida por Deus para o centro de vida e adoração da Torá, é verdadeiramente o centro do mundo. Tudo que é grande e nobre no mundo vem da Torá, que Deus colocou lá.
  1. Livnê Côrach mizmor shir, iessudato beharerê códesh.
  2. Ohev Adonai shaarê Tsión, micol mishkenót Iaacov.
  3. Nichbadot medubar bach, ir haelohim sêla.
  4. Azkir Rahav uvavel leiodeai, hine Feléshet vetsor im Cush, ze iulad sham.
  5. Ultsión ieamar ish veish iulad ba, vehu iechonenêha elion.
  6. Adonai yispor bichtov amim, ze iulad sham sêla.
  7. Vesharim kecholelim, col maianai bach.


© Direitos Autorais, todos os direitos reservados. Se você gostou desse artigo, encorajamos você a distribuí-lo, desde que concorde com a política de copyright de Chabad.org.

A Parashá
ParasháBehar
Esta página em outros idiomas