Enter your email address to get our weekly email with fresh, exciting and thoughtful content that will enrich your inbox and your life.

Tehillim do Dia - Salmos

Capítulos 88-89

Mostrar conteúdo em:
Costumes Especiais para o Mês de Elul e para as Grandes Festas
O Baal Shem Tov instituiu um costume de recitar três capítulos adicionais de Salmos todos os dias, desde o dia 1º de Elul até Yom Kipur (em Yom Kippur os restantes 36 capítulos são recitados, completando assim todo o livro dos Salmos).
Veja abaixo para os capítulos adicionais de hoje.
Salmo 88
Este Salmo é um pedido apaixonado pela libertação de Israel de seu longo e quase insuportável exílio.
  1. Um salmo e cântico dos filhos de Côrach; ao mestre do canto, com “Machalat Leanot”, um “Maskil” de Heman, o Ezrachita.
  2. Ó Eterno, Deus de minha salvação, dia e noite clamo a Ti.
  3. Inclina Teu ouvido e recebe minha súplica.
  4. Pois de aflições está saturada minha alma, e minha vida está a se esvair.
  5. Fui considerado como alguém a caminho da sepultura, um homem já sem forças,
  6. abandonado entre os mortos, como um cadáver numa tumba que já não recebe Tua atenção.
  7. Me puseste no fundo de um abismo, nas trevas das profundezas.
  8. Pesa sobre mim Tua ira, vagalhões me atormentam.
  9. Afastaste de mim meus companheiros e uma abominação me tornaste ante eles; sinto-me numa prisão de onde não posso escapar.
  10. Meus olhos esmorecem de aflição; todos os dias estendo para Ti minhas mãos.
  11. Será para os mortos que realizarás maravilhas? Erguer-se-ão os cadáveres para Te agradecer?
  12. Será nas sepulturas exaltada Tua misericórdia e nas ruínas Tua fidelidade?
  13. Podem, na escuridão, serem conhecidas Tuas maravilhas, e na região do esquecimento, Tua justiça?
  14. Quanto a mim, a Ti ergo minhas súplicas e, desde o alvorecer, a Ti chega minha prece.
  15. Por que repeles minha alma e encobres de mim Tua face?
  16. Envolto estou em aflição e desde a juventude me sinto desfalecer; o temor de Ti não me abandona.
  17. Teu furor passou sobre mim; me abateu o Teu horror.
  18. Como ondas furiosas me cercam todo o dia e juntas me acometem.
  19. Afastaste de mim todos os meus amigos, e agora só as trevas me são companheiras.



Salmo 89
As promessas de Deus a David e Israel são eternas e, com certeza, serão cumpridas. Esta verdade acompanha Israel durante seu exílio.
  1. Um “Maskil” de Etan, o Ezrachita.
  2. Para sempre cantarei sobre a imensa bondade do Eterno; minha boca proclamará Tua fidelidade a todas as gerações.
  3. Pois posso afirmar: “A bondade é a fundação sobre a qual foi edificado o mundo, e nos céus colocaste a marca de Tua fidelidade.”
  4. São palavras do Eterno: “Fiz um pacto com o Meu escolhido e jurei a David, Meu servo:
  5. Tua semente perpetuarei pela eternidade e pelas gerações afora manterei Teu trono.”
  6. Os céus louvarão Tuas maravilhas, ó Eterno, e os seres celestes Tua fidelidade.
  7. Pois quem, nos céus, se compara ao Eterno? Quem, entre os anjos, a Ele se assemelha?
  8. Deus é reverenciado entre os anjos, e temido por todos os que estão à Sua volta.
  9. Ó Eterno, Senhor dos Exércitos, quem é poderoso como Tu? A fidelidade se estende à Tua volta.
  10. Domas o fluxo violento do mar e, quando suas vagas se encapelam, Tu as acalmas.
  11. Abateste a Rahav, fazendo-o parecer um morto; com Teu braço poderoso dispersaste Teus inimigos.
  12. Teus são os céus e a terra, o mundo e tudo o que ele contém, pois Tu os fizeste.
  13. O norte e o sul por Ti foram criados; os montes Tavor e Hermon cantam em júbilo Teu Nome.
  14. Vigoroso é Teu braço, forte Tua mão e exaltada Tua Destra.
  15. Retidão e justiça são os alicerces de Teu trono, e verdade e bondade emanam de Tua face.
  16. Bem-aventurado o povo que reconhece o som do “Shofar”; sob Tua luz hão de caminhar.
  17. Por Teu Nome regozijar-se-ão a cada dia, e por Tua justiça serão exaltados,
  18. pois Seu poder reflete Teu esplendor e Sua honra provém de Teu favor.
  19. Pois do Eterno vem nosso escudo, e do Santo de Israel, nosso rei.
  20. Numa visão profética falaste aos que Te são devotos, dizendo: “Concedi força a um valente, exaltei do meio do povo um escolhido;
  21. escolhi David, Meu servo, e com Meu sagrado óleo o ungi.
  22. Minha mão lhe será sempre amparo e Meu braço o fortalecerá.
  23. Nenhum inimigo poderá oprimi-lo nem tampouco o afligirá o iníquo.
  24. Esmagarei diante dele seus opressores e destruirei os que o odeiam.
  25. Minha dedicação e Minha bondade sempre o acompanharão e por Meu Nome sua honra será exaltada.
  26. Porei sua mão sobre os mares; sua destra sobre os rios.
  27. Ele me invocará dizendo: ‘Eis meu Pai, meu Deus, a Rocha de minha salvação!’
  28. Eu o constituirei Meu primogênito, supremo sobre todos os reis da terra.
  29. Minha bondade para com ele não há de cessar e Meu pacto se manterá com ele sempre firme.
  30. Sua semente perpetuarei e seu trono preservarei como os dias do céu.
  31. Se seus descendentes esquecerem Minha Torá e não trilharem o caminho de minhas Leis;
  32. se profanarem Meus estatutos e não cumprirem Meus mandamentos,
  33. punirei suas transgressões com severidade, e com pragas sua iniqüidade.
  34. Mas não lhe negarei Minha benevolência e não renegarei Minha dedicação fiel.
  35. Não profanarei Meu pacto, não modificarei o pronunciamento de Meus lábios.
  36. Jurei por Minha santidade que não faltaria com Minha palavra a David.
  37. Sua semente persisitirá para sempre e seu trono será para Mim como o sol.
  38. Como a lua, fiel testemunha no céu, será preservado eternamente.”
  39. Mas abandonaste e rejeitaste irado o Teu ungido;
  40. anulaste o convênio com Teu servo, lançaste à terra sua coroa, profanada;
  41. rompeste suas muralhas e arruinaste suas fortalezas.
  42. Todos que por ele passam, o saqueiam; tornou-se opróbrio para seus vizinhos.
  43. Exaltaste a destra de seus atormentadores; alegraste seus inimigos.
  44. Até tornaste inócuo o fio de sua espada e não o sustentaste nas batalhas.
  45. Eliminaste seu esplendor e jogaste por terra seu trono.
  46. Encurtaste os dias de sua juventude e o cobriste de vergonha.
  47. Até quando, ó Eterno, Te ocultarás para sempre? Acaso arderá sempre como chama Tua ira?
  48. Porventura Te lembras quão breve é minha existência? Por que terias criado em vão todos os homens?
  49. Que homem viverá sem encontrar a morte e conseguirá resgatar sua alma do sepulcro?
  50. Onde está a benevolência que demonstraste outrora, ó Eterno, e que prometeste a David manter em Tua fidedignidade?
  51. Lembra, meu Deus, o opróbrio a que estão submetidos Teus servos por parte da multidão de nações.
  52. Aqueles que nos desgraçam são Teus inimigos, ó Eterno; são eles que embargam os passos do Teu ungido.
  53. Seja para sempre bendito o Eterno. Assim seja, Amen!



Salmo 88
Este Salmo é um pedido apaixonado pela libertação de Israel de seu longo e quase insuportável exílio.
  1. Shir mizmor livnê Côrach, lamenatsêach al machalat leanot, maskil leheman haezrachi.
  2. Adonai Elohê ieshuati, iom tsaácti valaila negdêcha.
  3. Tavo lefanêcha tefilati, hate oznechá lerinati.
  4. Ki savea veraot nafshi, vachaiai lish’ol higuíu.
  5. Nech’shavti im ioredê vor, hayíti keguéver en eial.
  6. Bametim chofshi, kemo chalalim shochevê kéver asher lo zechartam od, vehêma miiadechá nigzáru.
  7. Shatáni bevor tachtiót, bemachashakim bimtsolot.
  8. Alai samechá chamatêcha, vechol mishbarêcha iníta sêla.
  9. Hirchácta meiudaai mimêni, shatáni toevot lámo, calu velo etse.
  10. Eni daava mini ôni, keratícha Adonai bechol iom, shitáchti elêcha chapai.
  11. Halametim táasse péle, im refaim iacúmu iodúcha sêla.
  12. Haissupar bakéver chasdêcha, emunatechá baavadon.
  13. Hayivada bachóshech pil’êcha, vetsid-catechá beérets neshiiá.
  14. Vaani elêcha Adonai shiváti, uvabóker tefilati tecademêca.
  15. Lama Adonai tiznach nafshi, tastir panêcha mimeni.
  16. Ani ani vegovêa minôar, nassáti emêcha afúna.
  17. Alai averu charonêcha, biutêcha tsimtutúni.
  18. Sabúni chamáyim col haiom, hikífu alai iáchad.
  19. Hirchácta mimêni ohev varêa, meiudaai mach’shach.

Salmo 89
As promessas de Deus a David e Israel são eternas e, com certeza, serão cumpridas. Esta verdade acompanha Israel durante seu exílio.
  1. Maskil leetan haerzrachi.
  2. Chasdê Adonai olam ashíra, ledor vador odía emunatechá befi.
  3. Ki amárti olam chéssed yibanê, shamáyim tachin emunatechá vahem.
  4. Caráti verit livchiri, nishbáti ledavid avdi.
  5. Ad olam achin zar’êcha, uvaníti ledor vador kis’acha sêla.
  6. Veiodu shamáyim pil’acha Adonai, af emunatechá bic’hal kedoshim.
  7. Ki mi vasháchac iaaroch ladonai, yidme ladonai bivnê elim.
  8. El naarots bessod kedoshim raba, venorá al col sevivav.
  9. Adonai Elohê Tsevaót mi chamôcha chassin Iá, veemunatechá sevivotêcha.
  10. Ata moshel begueut haiam, besso galav ata teshabechem.
  11. Ata dikíta chechalal ráhav, bizrôa uzechá pizárta oievêcha.
  12. Lechá shamáyim af lechá árets, tevel umloá ata iessadtam.
  13. Tsafon veiamin ata veratam, Tavor vechermon beshimchá ieranênu.
  14. Lechá zerôa im guevurá, taoz iadechá tarum ieminêcha.
  15. Tsédec umishpat mechon kis’êcha, chéssed veemét iecademú fanêcha.
  16. Ashrê haam iodê teruá, Adonai beor panêcha iehalêchun.
  17. Beshimchá ieguilun col haiom, uvetsidcatechá iarúmu.
  18. Ki tiféret uzámo áta, uvirtsonechá tarum carnênu.
  19. Ki ladonai maguinênu, velicdosh Yisrael malkênu.
  20. Az dibárta vechazon lachassidêcha, vatômer shivíti êzer al guibor, harimôti vachur meam.
  21. Matsáti David avdi, beshémen codshi meshachtiv.
  22. Asher iadi ticon imo, af zeroí teametsênu.
  23. Lo iashi oiev bo, uven avla lo ieanênu.
  24. Vechatoti mipanav tsarav, umsan’av egof.
  25. Veemunati vechasdi imo, uvishmi tarum carno.
  26. Vessamti vaiam iado, uvaneharot iemino.
  27. Hu yicraêni ávi áta, Eli vetsur ieshuati.
  28. Af ani bechor etenêhu, elion lemalchê árets.
  29. Leolam eshmor lo chasdi, uvriti neemenet lo.
  30. Vessamti laad zar’ó, vechis’ó kimê shamáyim.
  31. Im iaazvu vanav torati, uvmishpatai lo ielêchun.
  32. Im chucotai iechalêlu, umitsvotai lo yishmôru.
  33. Ufacadeti veshévet pish’am, uvingaim avonam.
  34. Vachasdi lo afir meimo, velo ashaker beemunati.
  35. Lo achalel beriti, umotsá sefatai lo ashane.
  36. Achat nishbáti vecodshi, im ledavid achazev.
  37. Zar’ó leolam yihie, vechis’ó chashémesh negdi.
  38. Keiarêach yicon olam, veed basháchac neeman sêla.
  39. Veata zanáchta vatim’as, hit’abárta im meshichêcha.
  40. Neárta berit avdêcha, chilálta laárets nizro.
  41. Paráts’ta chol guederotav, sámta mivtsarav mechita.
  42. Shassúhu col overê dárech, haia cherpa lish’chenav.
  43. Harimôta iemin tsarav, hismáchta col oievav.
  44. Af tashiv tsur charbo, velo hakemoto bamilchamá.
  45. Hishbáta mitoharo, vechis’ó laárets migárta.
  46. Hictsárta iemê alumav, heetíta alav bushá sêla.
  47. Ad ma Adonai tissater lanétsach, tiv’ar kemo esh chamatêcha.
  48. Zechor ani me cháled, al ma shav baráta chol benê adam.
  49. Mi guéver yichie velo yir’e mávet, iemalet nafsho miiad sheól sêla.
  50. Aiê chassadêcha harishonim, Adonai, nishbáta ledavid beemunatêcha.
  51. Zechor Adonai cherpat avadêcha, seeti vecheki col rabim amim.
  52. Asher cherefu oievêcha, Adonai, asher cherefu ikevot meshichêcha.
  53. Baruch Adonai leolam amen veamen.

Três capítulos Adicionais
O Baal Shem Tov instituiu um costume de recitar três capítulos adicionais de Salmos todos os dias, desde o dia 1º de Elul até Yom Kipur (em Yom Kippur os restantes 36 capítulos são recitados, completando assim todo o livro dos Salmos).
Hoje os capítulos são52, 53 e 54.
Salmo 52
David lamenta a tragédia e o destino de quem usa seu talento para fazer o mal.
  1. Ao mestre do canto, um “Maskil” de David,
  2. quando Doeg, o Edomita, veio e informou a Saul, dizendo-lhe: “Veio David à casa de Achimélech.”
  3. Por que te vanglorias com o mal, ó guerreiro? A misericórdia de Deus prevalece continuamente.
  4. Forjas traição através da tua língua que, como uma navalha afiada, é enganadora.
  5. Preferiste o mal ao bem, a mentira à verdade.
  6. Na fala maligna te comprazes; pérfida é tua língua.
  7. Por isto Deus te destruirá para sempre, te arrancará de tua tenda e te desarraigará da terra onde vives.
  8. Os justos assistirão e os temerosos a Deus dirão:
  9. “Eis o homem que não faz de Deus sua proteção, que prefere em sua grande riqueza confiar e se fortalece na sua maldade.”
  10. Quanto a mim, sou como uma oliveira frondosa na casa de Deus, pois tenho confiado na benevolência Divina, agora e por todo o sempre.
  11. Agradecer-Te-ei eternamente pelo que me fizeste e glorificarei a bondade de Teu Nome na presença dos Teus fiéis.



Salmo 53
Este Salmo é quase idêntico ao Salmo 14, uma referência profética à destruição do primeiro Templo. Este Salmo diz respeito à destruição do segundo Templo.
  1. Ao mestre do canto, sobre “Machalat”, um “Maskil” de David.
  2. Os malévolos dizem em seu coração: “Deus não existe.” Eles se corromperam e desprezaram a justiça. Não há entre eles quem pratique o bem.
  3. Dos céus o Eterno perscruta os homens para verificar se alguém se preocupa em buscar a Deus.
  4. Mas todos se contagiaram com a depravação, e não há um sequer que pratique o bem.
  5. Acaso não se apercebem de seus erros os iníquos que devoram meu povo como se fora pão, e que não invocam a Deus?
  6. Serão atingidos por um terror como nunca houve antes, pois o Eterno espalhará os ossos dos que te sitiaram, ó Jerusalém. Ele os humilhará e os tornará objeto de desprezo.
  7. Que de Tsión venha logo a salvação de Israel. Quando o Eterno fizer retornar Seu povo, Jacob exultará e Israel se rejubilará!



Salmo 54
David ora a Deus, seu salvador e fonte que lhe dá forças, quando é traído por seu amigo e perseguido pelo inimigo implacável. Esta oração é apropriada aos que estão em situação semelhante.
  1. Ao mestre do canto, sobre instrumentos de cordas, um “Maskil” de David,
  2. quando os Zifenitas vieram dizer a Saul: “Saiba que David se esconde entre nós.”
  3. Salva-me, ó Eterno! Por Teu Nome e com Teu poder, faz-me justiça.
  4. Ouve minha oração e escuta as palavras que pronuncio.
  5. Poderosos se levantaram contra mim, e malévolos atentam contra minha vida, pois não têm diante deles a Presença Divina.
  6. Eis, porém, que me auxilia o Eterno; Ele apóia os que amparam minha alma.
  7. Faze contra meus opressores voltar-se o mal, e em Tua justiça verdadeira, devasta-os.
  8. Uma oferenda voluntária Te elevarei e Teu Nome louvarei, ó Eterno, pois o bem Ele significa.
  9. De todo infortúnio me salvaste e meus olhos puderam mirar, triunfantes, a derrocada de meus inimigos.




© Direitos Autorais, todos os direitos reservados. Se você gostou desse artigo, encorajamos você a distribuí-lo, desde que concorde com a política de copyright de Chabad.org.

A Parashá
ParasháKi Tavô
Esta página em outros idiomas