Enter your email address to get our weekly email with fresh, exciting and thoughtful content that will enrich your inbox and your life.

Tehillim do Dia - Salmos

Capítulo 119, Versículos 1-96

Mostrar conteúdo em:
Verso 1-96
Este Salmo, denominado “As Oito Facetas”, está em 22 estrofes de oito versos cada, em ordem alfabética (em hebraico), descrevendo o empenho por uma vida fiel e autêntica, de acordo com a Torá, independentemente da época, tempo, lugar, circunstância ou ambiente social. Nas orações pela recuperação dos doentes, recitam-se trechos deste Salmo correspondendo às letras do nome da pessoa. Nossa oração fervorosa é para que a pessoa, ao se recuperar, use cada faceta de sua personalidade única (conforme sugerem as diferentes letras que formam o seu nome) a serviço de Deus através da Torá e seus preceitos.
  1. Bem-aventurados aqueles cujos caminhos são íntegros e que andam nas trilhas da lei do Eterno.
  2. Bem-aventurados são aqueles que guardam Suas leis e O buscam com todo coração.
  3. Não cometem iniquidades nem se afastam de Suas veredas.
  4. Ordenaste que seguíssemos diligentemente Teus preceitos.
  5. Oxalá seja firme a direção de meu caminho para guardar sempre os Teus estatutos.
  6. Pois assim não me sentirei envergonhado ao ponderar sobre todos os Teus mandamentos.
  7. Agradecer-Te-ei com um coração sincero ao aprender Teus juízos totalmente justos.
  8. Observarei sempre os Teus decretos e por isto jamais me desampares.
  9. Como poderá um jovem manter integridade em seu caminho? Atendo-se ao cumprimento de Tua palavra.
  10. A Ti busquei com todo empenho de meu coração; não permitas que me deixe desviar de Teus mandamentos.
  11. Conservo Tua palavra no fundo de meu coração, para que não venha a pecar contra Ti.
  12. Bendito sejas Tu, ó Eterno, que me ensinas Teus preceitos.
  13. Meus lábios enumeram todas as leis que proclamaste.
  14. Regozijo-me tanto seguindo Teus estatutos quanto se houvesse encontrado uma riqueza imensa.
  15. Meditarei sempre sobre Teus preceitos, para seguir Teus caminhos.
  16. Em Teus estatutos me deliciarei e não negligenciarei nenhuma de Tuas palavras.
  17. Sê Misericordioso com Teu servo, para que eu viva e observe Tua palavra.
  18. Desvenda meus olhos para que eu possa perceber as maravilhas de Tua lei.
  19. Sou apenas um peregrino sobre a terra; não me ocultes Teus mandamentos.
  20. Consome-se minha alma em ansiar todo o tempo por Teus preceitos.
  21. Repreendeste os malditos pecadores que, conscientemente, se esquivam de Teus mandamentos.
  22. Livra-me de opróbrio e desprezo, pois Teus princípios sempre guardei.
  23. Ainda que príncipes se unam para falar contra mim, Teu servo continua a estudar Tuas leis.
  24. Pois elas constituem meu prazer, e são minhas conselheiras as Tuas prescrições.
  25. Prostrada ao pó está minha alma; revive-a segundo Tua palavra.
  26. Eu Te expus meus caminhos e me respondeste; ensina-me agora Tuas leis.
  27. Faz-me compreender como seguir Teus preceitos, para que eu possa meditar sobre Tuas maravilhas.
  28. De tristeza se derrete em lágrimas minha alma; fortalece-me segundo Tua palavra.
  29. Afasta-me do caminho da falsidade e concede-me, piedosamente, a Tua lei.
  30. Escolhi o caminho da fidelidade e ponho ante meus olhos Teus ensinamentos.
  31. Apego-me a Teus estatutos, ó Eterno! Não me deixes ficar confundido e envergonhado.
  32. Seguirei pelo caminho de Teus mandamentos, quando ampliares a compreensão de meu coração.
  33. Ensina-me, ó Eterno, o caminho dos Teus estatutos, e eu o seguirei com fidelidade.
  34. Dá-me entendimento para que eu possa guardar Tua Lei e observá-la-ei de todo o meu coração.
  35. Faze-me trilhar a vereda de Teus mandamentos, pois isto é o que mais desejo.
  36. Inclina meu coração para Teus preceitos, e não para a ganância e à ambição.
  37. Desvia meus olhos de contemplarem futilidades e preserva-me em Teus caminhos.
  38. Confirma a Teu servo Tua palavra, que é dedicada aos que Te servem.
  39. Desvia de mim o opróbrio de que receio, pois misericordiosos são Teus julgamentos.
  40. Tenho ansiado por Teus preceitos; preserva-me por Tua justiça.
  41. Que me alcance Tua misericórdia e Tua salvação, conforme a Tua promessa, ó Eterno!
  42. Terei então uma resposta aos que me afrontam, pois em Tua palavra confiei.
  43. Não emudece de minha boca o pronunciamento da verdade, pois minha esperança depositei em Teus juízos.
  44. Por todo o sempre Tua Lei observarei.
  45. Andarei por caminhos largos e seguros, pois Teus preceitos busquei.
  46. De Teus testemunhos falarei perante reis, e não serei envergonhado.
  47. Hei de deleitar-me em Teus mandamentos, pois muito os tenho amado.
  48. Estenderei as mãos a Teus mandamentos, que amo, e meditarei sobre Teus estatutos.
  49. Lembra-Te da palavra que deste a Teu servo, pois através dela me transmitiste esperança.
  50. Ela é meu conforto em meio à aflição, pois Tua promessa preserva minha vida.
  51. Arrogantes zombaram cruelmente de mim, contudo não me desviei de Tua lei.
  52. Lembrei Teus julgamentos desde tempos passados e com isto me senti confortado.
  53. Indignação de mim se apodera à vista dos ímpios que renegam Teus preceitos.
  54. Teus estatutos têm sido a inspiração de meus cânticos por onde quer que eu peregrine.
  55. Mesmo em plena noite lembro Teu Nome, e me mantenho na observância de Tua Lei.
  56. Esta alegria é minha porção, por cumprir sempre os Teus preceitos.
  57. O Eterno é minha porção, por isto assumi observar Tuas leis.
  58. Do fundo do coração Te implorei: tem piedade de mim, como prometeste.
  59. Analisei meus caminhos e voltei os meus passos para a observância de Teus preceitos.
  60. Apressei-me, nem por um momento me detive, a fim de cumprir Teus mandamentos.
  61. Hordas de ímpios me despojaram, mas de Tua Lei não me olvidei
  62. Em meio à noite, me levanto para louvar a Ti e Teus julgamentos plenamente justos.
  63. Minha amizade se estende a todos que Te temem e aos que guardam Teus preceitos.
  64. Plena está a terra de Tua misericórdia; ensina-me para que eu cumpra Teus estatutos.
  65. Beneficiaste Teu servo, ó Eterno, conforme Tua promessa.
  66. Concede-me discernimento e sabedoria, pois creio plenamente em Teus mandamentos.
  67. Antes de estudar Tua Lei, eu andava em erro, mas agora, Tua palavra tenho guardado.
  68. Tu és bondoso e benfazejo; ensina-me Teus estatutos.
  69. Ímpios forjaram calúnias contra mim, mas em verdade de todo coração guardei Teus preceitos.
  70. Seus corações se tornaram insensíveis, como se estivessem revestidos de gordura, mas eu continuo encontrando prazer em Tua lei.
  71. Foi benéfica minha aflição, pois me conduziu a aprender Teus estatutos.
  72. A lei que enunciaste me é mais preciosa que grandes porções de ouro e prata.
  73. Tuas mãos me formaram e plasmaram; dá-me agora discernimento para estudar Teus mandamentos.
  74. Alegrar-se-ão os que Te temem quando me virem, porque saberão que só em Tua palavra deposito minha esperança.
  75. Bem sei que justas são Tuas sentenças e que com razão me afligiste.
  76. Possa agora a Tua bondade me confortar conforme prometeste a Teu servo.
  77. Que me alcance Tua misericórdia para preservar minha vida, pois em Tua lei está o meu deleite.
  78. Sejam confundidos os malévolos que me difamam com calúnias; quanto a mim, continuarei a meditar em Teus preceitos.
  79. Que tornem a voltar-se para mim os que Te temem e os que conhecem as Tuas leis.
  80. Mantenha-se íntegro meu coração em Teus estatutos, para que eu não seja envergonhado.
  81. Desfalece a minha alma no anseio por Teu socorro; em Tua palavra deposito minha esperança.
  82. Meus olhos se anuviam a esperar por Tua palavra enquanto pergunto: quando me consolarás?
  83. Pareço até um odre ressecado pelo fumo, mas Teus estatutos não esqueço.
  84. Quantos serão os dias de Teu servo? Quando farás justiça a meus perseguidores?
  85. Para mim cavaram fossos os malévolos, que não seguem os preceitos da Tua lei.
  86. Verdadeiros são todos os Teus mandamentos; só com mentiras me perseguem os inimigos.
  87. Dá-me Tua ajuda! Quase me conseguiram destruir, mas Teus preceitos não abandonei.
  88. Preserva minha vida conforme Tua misericórdia e guardarei os pronunciamentos de Tua boca.
  89. O Eterno é nosso Deus e permanente é Sua palavra, que ecoa nos céus.
  90. Tua fidelidade é contínua, passando de uma geração a outra. Criaste a terra e todos os astros, e firme é Tua criação.
  91. Se comportam segundo as leis que para eles estabeleceste, pois Teus servos são todos eles.
  92. Se não encontrasse meu deleite em Tua Lei, aflições já me teriam feito perecer.
  93. Jamais esquecerei Teus preceitos, pois só através deles minha vida é preservada.
  94. A Ti pertenço, salva-me, pois somente eles busco cumprir.
  95. Pretendem os malévolos destruir-me, mas em Teus mandamentos me protejo.
  96. Há limites para tudo, menos para Tua lei, cuja grandeza é infinita.

Verso 1-96
Este Salmo, denominado “As Oito Facetas”, está em 22 estrofes de oito versos cada, em ordem alfabética (em hebraico), descrevendo o empenho por uma vida fiel e autêntica, de acordo com a Torá, independentemente da época, tempo, lugar, circunstância ou ambiente social. Nas orações pela recuperação dos doentes, recitam-se trechos deste Salmo correspondendo às letras do nome da pessoa. Nossa oração fervorosa é para que a pessoa, ao se recuperar, use cada faceta de sua personalidade única (conforme sugerem as diferentes letras que formam o seu nome) a serviço de Deus através da Torá e seus preceitos.
  1. Ashrê temimê dárech, haholechim berotat Adonai.
  2. Ashrê notserê edotav, bechol lev yidreshúhu.
  3. Af lo faalu avla, bidrachav haláchu.
  4. Ata tsivíta ficudêcha, lishmor meod.
  5. Achalai, yicônu derachai lishmor chukêcha.
  6. Az lo evosh, behabiti el col mitsvotêcha.
  7. Odechá beiósher levav, belomdi mishpetê tsidkêcha.
  8. Et chukêcha eshmor, al taazvêni ad meod.
  9. Bame iezake náar et orcho, lishmor kidvarêcha.
  10. Bechol libi derashtícha, al tashguêni mimitsvotêcha.
  11. Belibi tsafánti imratêcha, lemáan lo echeta lach.
  12. Baruch ata Adonai, lamedêni chukêcha.
  13. Bisfatai sipárti, col mishpetê fícha.
  14. Bedérech edevotêcha sasti, keal col hon.
  15. Beficudêcha assícha, veabíta orechotêcha.
  16. Bechucotêcha eshtaasha, lo eshcach devarêcha.
  17. Guemol al avdechá, echie veeshmerá devarêcha.
  18. Gal enai veabíta, niflaót mitoratêcha.
  19. Guer anochi vaárets, al taster mimêni mitsvotêcha.
  20. Garessa nafshi letaavá, el mishpatêcha vechol et.
  21. Gaárta zedim arurim, hashoguim mimitsvotêcha.
  22. Gal mealai cherpa vavuz, ki edotêcha natsárti.
  23. Gam iashevu sarim bi nidbáru, avdechá iassíach bechukêcha.
  24. Gam edotêcha shaashuái, anshê atsati.
  25. Davecá leafar nafshi, chaiêni kidvarêcha.
  26. Derachai siparti vataanêni, lamedeni chukêcha.
  27. Dérech picudêcha havinêni, veassícha benifleotêcha.
  28. Dalefa nafshi mituga, caiemêni kidvarêcha.
  29. Dérech shéker hasser mimêni, vetoratechá chonêni.
  30. Dérech emuná vachárti, mishpatêcha shivíti.
  31. Davácti veedevotêcha, Adonai al tevishêni.
  32. Dérech mitsvotêcha aruts, ki tarchiv libi.
  33. Horêni Adonai dérech chukêcha, veetsarêna ékev.
  34. Havinêni veetserá toratêcha, veeshmerêna vechol lev.
  35. Hadrichêni bintiv mitsvotêcha, ki vo chafats’ti.
  36. Hat libi el edevotêcha, veal el bátsa.
  37. Haaver enai mereot shav, bidrachêcha chaiêni.
  38. Hakem leavdechá imratêcha, asher leyir’atêcha.
  39. Haaver cherpati asher iagôrti, ki mishpatêcha tovim.
  40. Hine taávti leficudêcha, betsidcatechá chaiêni.
  41. Vivoúni chassadêcha Adonai, teshuatechá keimratêcha.
  42. Veene chorefi davar, ki vatáchti bidvarêcha.
  43. Veal tatsel mipi devar emét ad meod, ki lemishpatêcha yichálti.
  44. Veeshmera toratechá tamid leolam vaed.
  45. Veet’halechá varechava, ki ficudêcha daráshti.
  46. Vaadaberá veedotêcha négued melachim, velo evosh.
  47. Veeshtaasha bemitsvotêcha asher ahávti.
  48. Veessá chapai el mitsvotêcha asher ahávti, veassícha vechukêcha.
  49. Zechor davar leavdêcha, al asher yichaltáni.
  50. Zot nechamati veonyi, ki imratechá chiyátni.
  51. Zedim helitsúni ad meod, mitoratechá lo natíti.
  52. Zachárti mishpatêcha meolam Adonai vaetnecham.
  53. Zal’afa achazátni mereshaim, ozevê toratêcha.
  54. Zemirót haiu li chukêcha bevet megurai.
  55. Zachárti valaila shimchá Adonai, vaeshmerá toratêcha.
  56. Zot haita li, ki ficudêcha natsárti.
  57. Chelki Adonai, amárti lishmor devarêcha.
  58. Chilíti fanêcha vechol lev, chonêni keimratêcha.
  59. Chishavti derachai, vaashíva raglai el edotêcha.
  60. Chashti velo hitmamáti, lishmor mitsvotêcha.
  61. Chevlê reshaim ivedúni, toratechá lo shacháchti.
  62. Chatsot láila acum lehodot lach, al mishpetê tsidkêcha.
  63. Chaver ani lechol asher iereúcha, ulshomerê picudêcha.
  64. Chasdechá Adonai maleá haárets chukêcha lamedeni.
  65. Tov assíta im avdechá, Adonai kidvarêcha.
  66. Tuv táam vadáat lamedêni, ki vemitsvotêcha heemánti.
  67. Térem eene ani shogueg, veata imratechá shamárti.
  68. Tov ata umetiv, lamedêni chukêcha.
  69. Tafelu alai shéker zedim, ani bechol lev etsor picudêcha.
  70. Tafash cachélev libam, ani toratechá shiasháti.
  71. Tov li chi uneti, lemáan elmad chukêcha.
  72. Tov li torat pícha, mealfê zahav vachássef.
  73. Iadêcha assúni vaichonenúni, havinêni veelmeda mitsvotêcha.
  74. Iereêcha yir’uni veyismáchu, ki lidvarechá yichálti.
  75. Iadáti Adonai ki tsédec mishpatêcha, veemuna initáni.
  76. Iehi na chasdechá lenachamêni, keimratechá leavdêcha.
  77. Ievoúni rachamêcha veechie, ki toratechá shaashuái.
  78. Ievôshu zedim ki shéker ivetúni, ani assíach beficudêcha.
  79. Iashúvu li iereêcha, veiodeê edotêcha.
  80. Iehi libi tamim bechukêcha, lemáan lo evosh.
  81. Caleta liteshuatechá nafshi, lidvarechá yichálti.
  82. Calu enai leimratêcha, lemor matai tenachamêni.
  83. Ki hayíti kenod bekitor, chukêcha lo shacháchti.
  84. Cama iemê avdêcha, matai taasse verodefai mishpat.
  85. Cáru li zedim shichot, asher lo chetoratêcha.
  86. Col mitsvotêcha emuna, shéker redafúni ozrêni.
  87. Kim’at kilúni vaárets, vaani lo azávti ficudêcha.
  88. Kechasdechá chaiêni, veeshmerá edut pícha.
  89. Leolam Adonai, devarechá nitsav bashamáyim.
  90. Ledor vador emunatêcha, conánta érets vataamod.
  91. Lemishpatêcha amedu haiom, ki hacol avadêcha.
  92. Lulê toratechá shaashuái, az avádeti veonyi.
  93. Leolam lo eshcach picudêcha, ki vam chiyitáni.
  94. Lechá ani hoshiêni, ki ficudêcha daráshti.
  95. Li kivu reshaim leabedêni, edotêcha etbonan.
  96. Lechol tichlá raíti kets, rechava mitsvatechá meod.


© Direitos Autorais, todos os direitos reservados. Se você gostou desse artigo, encorajamos você a distribuí-lo, desde que concorde com a política de copyright de Chabad.org.

A Parashá
ParasháVaerá
Esta página em outros idiomas