Here's a great tip:
Digite seu endereço de e-mail e lhe enviaremos nossa revista semanal com conteúdo novo, interessante e reflexivo que irá enriquecer sua caixa de entrada e sua vida, semana após semana. E é gratuito.
Oh, and don't forget to like our facebook page too!
Para visualizar os horários de Shabat clique aqui para configurar a sua localização

Segunda-feira, 3 Dezembro, 2018

1º Dia de Chanucá
Horas haláchicas (Zemanim)
Para visualizar horários haláchicos Clique aqui para configurar a sua localização
História Judaica

25 de Kislev é o yahrtzeit (data de falecimento) do Rabi Chaim Chizkiah Medini (1832-1904), autor de Enciclopédia Haláchica Sdei Chemed.

Em 25 de Kislev do ano 3622 da Criação, os Macabeus liberaram o Templo Sagrado em Jerusalém, após derrotarem os exércitos vastos e mais numerosos do rei greco-sírio Antiochus IV, que tinha tentado desenraizar à força as crenças e práticas do Judaísmo do povo de Israel. Os vitoriosos judeus consertaram, purificaram e reconsagraram o Templo ao serviço de D'us. Porém todo o azeite do Templo tinha sido profanado pelos invasores pagãos; quando os judeus quiseram acender a menorá do Templo, encontraram apenas uma pequena ânfora de azeite de oliva ritualmente puro. Milagrosamente, o estoque para um dia ardeu durante oito, até que novo azeite puro pudesse ser obtido. Em comemoração, os Sábios instituíram a Festa de Chanucá, com oito dias, na qual as luzes são acesas toda noite para relembrar e tornar público o milagre.

Os receptáculos, tapeçarias, biombos e outros componentes do Mishcan (o Santuário portátil ou "Tabernáculo", construído sob a direção de Moshê para abrigar a Divina Presença durante a jornada dos israelitas pelo deserto) foram completados a 25 de Kislêv do ano 2449 da Criação (1312 AEC). O Mishcan foi montado somente 3 meses mais tarde. A partir de 25 de Adar daquele ano ele foi erigido e desmontado diariamente por um período de "treinamento" de sete dias, antes de sua dedicação a 1º de Nissan. Nossos sábios relatam que o dia 25 de Kislêv foi compensado 12 séculos mais tarde, quando os macabeus dedicaram o Templo Sagrado a 25 de Kislêv de 3622 (139 AEC).

O primeiro assassinato da história ocorreu a 25 de Kislêv do ano 41 da Criação (3720 AEC), quando o filho mais velho de Adam e Eva, Caim, matou seu irmão mais novo, Abel, coonforme é relatado no capítulo 4 de Bereshit.

Leis e Costumes

Hoje é o primeiro dia da Festa de 8 dias de Chanucá. Em comemoração ao milagre do azeite acendemos as luzes de Chanucá – lamparinas ou velas – a cada noite durante 8 dias, aumentando o número de luzes a cada noite.

No calendário Judaico, o dia começa ao anoitecer; portanto a primeira luz de Chanucá é acesa na noite precedente, que é quando começa a data hebraica de 25 de Kislev.

Esta noite é a véspera do 2º dia de Chanucá, portanto acendemos 2 luzes na menorá de Chanucá.

O ícone abaixo mostra o horário ideal de acendimento de Chanucá para sua localidade; o acendimento pode ser feito, porém, mais tarde durante a noite. Para saber mais sobre luzes de Chanucá, clique aqui.

Observâncias adicionais de Chanucá estão listadas abaixo.

Preces especiais de agradecimento – Halel completo e Al HaNissin – são acrescentadas às preces diárias e às Graças Após as Refeições em todos os oito dias de Chanucá.

Tachanun (confissão dos pecados) e preces similares são omitidas pela duração da Festa.

Em Chanucá comemos alimentos fritos em óleo, como latkes (panquecas de batatas) e sufganiot (sonhos) – em celebração ao milagre do azeite. Costuma-se comer produtos à base de laticínios para lembrar o ato heróico de Yehudit.

É um antigo costume distribuir presentes de Chanucá Guelt (dinheiro) às crianças em Chanucá. Era costume dos Rebes de Lubavitch dar Chanucá guelt aos seus filhos e outros membros da família na quarta e na quinta noite de Chanucá ; mais recentemente, porém, o Rebe encorajava a doação de Chanucá guelt todos os dias da Festa – exceto no Shabat, quando é proibido lidar com dinheiro.