Here's a great tip:
Digite seu endereço de e-mail e lhe enviaremos nossa revista semanal com conteúdo novo, interessante e reflexivo que irá enriquecer sua caixa de entrada e sua vida, semana após semana. E é gratuito.
Oh, and don't forget to like our facebook page too!
Para visualizar os horários de Shabat clique aqui para configurar a sua localização

Quarta-feira, 12 Setembro, 2018

Horas haláchicas (Zemanim)
Para visualizar horários haláchicos Clique aqui para configurar a sua localização
Jejum de Guedalyá
História Judaica

3 de Tishrei é dia de jejum pranteando o assassinato de Guedalyá ben Achikan, governador da Terra de Israel por um breve período após a destruição do Primeiro Templo. O assassinato de Guedalyá significou o fim da pequena comunidade judaica remanescente na Terra Santa após a destruição, que fugiu para o Egito. (seu assassinato na verdade ocorreu a 2 de Tishrei, mas a comemoração do evento é adiada para o dia seguinte, devido à celebração de Rosh Hashaná).

Rebetsin Devorah Leah, filha de Rabi Shneur Zalman de Liadi e mãe de Rabi Menachem Mendel de Lubavitch (o Tsemac Tsedec), faleceu nesta data apenas três dias após o terceiro aniversário de seu filho.

Leis e Costumes

Lamentando o assassinato de Guedalyá, abstemo-nos de comida e bebida da alvorada ao cair da noite; preces selichot são incluídas na prece matinal.

O período de dez dias começando em Rosh Hashaná e terminando em Yom Kipur é conhecido como "Os Dez Dias de Arrependimento"; este é o período, dizem os sábios do Talmud, sobre o qual o profeta fala quando proclama (Yeshayáhu 55:6): "Busca a D'us quando Ele deve ser encontrado; chama-O quando Ele está próximo." O Salmo 130, Avinu Malkeinu e outras inserções e adições especiais são incluídas em nossas preces diárias durante estes dias.