ב"ה
Para visualizar horários do Shabat clique aqui para selecionar sua localização

Shabat, 28 Sivan, 5783

Horas haláchicas (Zemanim)
Para visualizar horários haláchicos Clique aqui para configurar a sua localização
História Judaica

Após escapar da Paris ocupada pelos nazistas, e muitos meses perigosos em Vichy, na França, o Rebe, Rabi Menachem Mendel Schneerson e sua esposa, Rebetsin Chaya Mushka embarcaram no SS Sorpo Pinto em Lisboa, Portugal. Na segunda-feira 23 de junho – 28 de Sivan no Calendário Judaico – às 10:30 da manhã, eles chegaram a Nova York. Logo após sua chegada, o sogro do Rebe, então Lubavitcher Rebe Rabi Yossef Yitschac Schneersohn (que tinha sido resgatado da Varsóvia ocupada pelos nazistas em 1940), nomeou-o para liderar os programas sociais e educacionais de Chabad-Lubavitch. Assim o Rebe começou sua obra revolucionária, com décadas de duração, para revitalizar a vida judaica no Hemisfério Ocidental, que se espalhou, através dos emissários (shluchim) que ele despachou da sede em Nova York para os quatro cantos do mundo.

Leis e Costumes

Este Shabat é Shabat Mevarechim (o Shabat que “abençoa” o novo mês): uma prece especial é recitada abençoando o Rosh Chodesh (Cabeça do Mês) do mês vindouro de Tamuz, que cai no Shabat e no domingo da próxima semana.

Antes da bênção, anunciamos a hora exata do molad, o “nascimento” da lua nova.

É costume Chabad recitar todo o Livro de Salmos antes das preces matinais, e promover farbrengens (reuniões chassídicas) no decorrer do Shabat.

Em preparação para a Festa de Shavuot, estudamos um dos seis capítulos da Ética dos Pais do Talmud (Avot) na tarde de cada um dos seis Shabatot entre Pêssach e Shavuot; esta semana estudamos Capítulo Três. (Em muitas comunidades – e este é o costume Chabad – o ciclo de estudo é repetido durante todo o verão, até o Shabat anterior a Rosh Hashaná.)