Enter your email address to get our weekly email with fresh, exciting and thoughtful content that will enrich your inbox and your life.
Para visualizar os horários de Shabat clique aqui para configurar a sua localização

Quinta-feira, 10 Janeiro, 2019

Horas haláchicas (Zemanim)
Para visualizar horários haláchicos Clique aqui para configurar a sua localização
História Judaica

Rabi Abraham (1741-1810) foi uma figura polêmica da terceira geração de líderes chassídicos. Em sua juventude, foi companheiro de estudos de Rabi Elihahu, o “gaon de Vilna”, que liderou a oposição inicial contra o movimento chassídico; mas veio mais tarde a unir-se ao proibido kat ("seita", como era chamado o movimento chassídico por seus oponentes a fim de ridicularizá-lo) tornando-se discípulo de Rabi DovBer, o Maguid de Mezeritch, sucessor do fundador do chassidismo, Rabi Israel Baal Shem Tov.

Em 1777, Rabi Abraham uniu-se a pirmeira aliyah chassídica, na qual um grupo composto mais de 300 chassidim liderados por Rabi Menachem Mendel de Vitebsk emigraram para a Terra Santa. Rabi Abraham faleceu em Tiberias em 5570 (1810 EC).

Filho de ilustre família, Rabi Israel Abuchatzera (1890-1984), conhecido como “Baba Sali”, nasceu em Tafillalt, Marrocos. Desde muito jovem tornou-se famoso como sábio, fazedor de milagres e mestre cabalista. Em 1964 mudou-se para a Terra Santa, estabelecendo-se no assentamento sul que ele tornaria famoso, Netivot. Faleceu em 4 de Shevat de 1984. Seu túmulo em Netivot tornou-se um local sagrado, visitado anualmente por milhares de pessoas.