Enter your email address to get our weekly email with fresh, exciting and thoughtful content that will enrich your inbox and your life.
Para visualizar horários do Shabat clique aqui para selecionar sua localização

Domingo, 8 Setembro, 2019

Horas haláchicas (Zemanim)
Para visualizar horários haláchicos Clique aqui para configurar a sua localização
História Judaica

O zelador da Congregação Hebraica de Newport, Rhode Island, escreveu uma calorosa carta a George Washington, em nome da comunidade judaica, dando as boas-vindas ao Presidente em sua visita a Newport. Na carta, ele expressava uma visão de um governo americano que permitiria a todas as religiões conviverem lado a lado em harmonia, dando a todos os cidadãos a liberdade de praticar sua religião. Em 18 de agosto de 1790, o Presidente Washington respondeu:

Os cidadãos dos Estados Unidos da América têm o direito de aplaudirem a si mesmos por terem dado à humanidade exemplos de uma política ampla e liberal: uma política digna de ser imitada. Todos possuem a mesma liberdade de consciência e imunidades de cidadania. Fala-se agora em tolerância, como se fosse pela indulgência de uma classe de pessoas que outra classe desfrutasse o exercício de seus direitos naturais e inerentes. Pois felizmente o Governo dos Estados Unidos, que não sanciona a intolerância, que não acolhe a perseguição, exige apenas que aqueles que vivem sob sua proteção se comportem como bons cidadãos, para dar-lhes em todas as ocasiões seu efetivo apoio.

… Que os filhos do Rebanho de Avraham que habitam esta terra continuem a merecer e desfrutar a boa vontade dos outros habitantes; enquanto cada um se sente em segurança sob sua própria vinha e figueira, e não haverá ninguém para deixá-los temerosos…

Leis e Costumes

Elul é tradicionalmente uma época de introspecção e inventário – um tempo para rever as próprias ações e o progresso espiritual no ano que passou, e de preparar-se para os “Dias de Reverência” de Rosh Hashaná e Yom Kipur.

Sendo o mês do Perdão e da Misericórdia Divina, este é um tempo oportuno para teshuvá (retornar a D’us), prece e caridade na busca pelo auto-refinamento e para se aproximar mais de D’us. O mestre chassídico Rabi Shneur Zalman de Liadi compara Elul a um tempo em que “o rei está no campo” e, em contraste com o tempo em que ele está no palácio real, “todos que assim quiserem podem conhecê-lo, e ele recebe a todos com um semblante amigável e mostra a todos uma face sorridente.”

Os costumes específicos de Elul incluem o toque diário do shofar (chifre de carneiro) como um chamado ao arrependimento. O Báal Shem Tov instituiu o costume de recitar três capítulos adicionais de Tehilim a cada dia, de 1º de Elul até Yom Kipur (em Yom Kipur os restantes 36 capítulos são recitados, completando assim o livro inteiro de Tehilim).