Here's a great tip:
Digite seu endereço de e-mail e lhe enviaremos nossa revista semanal com conteúdo novo, interessante e reflexivo que irá enriquecer sua caixa de entrada e sua vida, semana após semana. E é gratuito.
Oh, and don't forget to like our facebook page too!
Para visualizar os horários de Shabat clique aqui para configurar a sua localização

Shabat, 20 Janeiro, 2018

Horas haláchicas (Zemanim)
Para visualizar horários haláchicos Clique aqui para configurar a sua localização
História Judaica

Rabi Abraham (1741-1810) foi uma figura polêmica da terceira geração de líderes chassídicos. Em sua juventude, foi companheiro de estudos de Rabi Elihahu, o “gaon de Vilna”, que liderou a oposição inicial contra o movimento chassídico; mas veio mais tarde a unir-se ao proibido kat ("seita", como era chamado o movimento chassídico por seus oponentes a fim de ridicularizá-lo) tornando-se discípulo de Rabi DovBer, o Maguid de Mezeritch, sucessor do fundador do chassidismo, Rabi Israel Baal Shem Tov.

Em 1777, Rabi Abraham uniu-se a pirmeira aliyah chassídica, na qual um grupo composto mais de 300 chassidim liderados por Rabi Menachem Mendel de Vitebsk emigraram para a Terra Santa. Rabi Abraham faleceu em Tiberias em 5570 (1810 EC).

Filho de ilustre família, Rabi Israel Abuchatzera (1890-1984), conhecido como “Baba Sali”, nasceu em Tafillalt, Marrocos. Desde muito jovem tornou-se famoso como sábio, fazedor de milagres e mestre cabalista. Em 1964 mudou-se para a Terra Santa, estabelecendo-se no assentamento sul que ele tornaria famoso, Netivot. Faleceu em 4 de Shevat de 1984. Seu túmulo em Netivot tornou-se um local sagrado, visitado anualmente por milhares de pessoas.

Leis e Costumes

Os chassidim de Chabad observam os costumes de yahrtzeit do sexto Rebe, Rabi Yossef Yitschac Schneersohn (1880-1950), conforme estabelecido pelo seu genro, Rabi Menachem Mendel Schneerson (1902-1994), que o sucedeu como Rebe após seu falecimento a 10 de Shevat de 1950.