Here's a great tip:
Digite seu endereço de e-mail e lhe enviaremos nossa revista semanal com conteúdo novo, interessante e reflexivo que irá enriquecer sua caixa de entrada e sua vida, semana após semana. E é gratuito.
Oh, and don't forget to like our facebook page too!
Entre em contato

Mensagem da Parashá

Mensagem da Parashá

Lições da Parashat Ki Tissá

 E-mail

Ao examinar esta Porção da Torá, é interessante notar que a mitsvá de construir o Mishcan veio após a Revelação do Monte Sinai. O ponto focal do Mishcan era a Arca Sagrada, que continha as duas Tábuas. Não faria mais sentido primeiro preparar o local para colocar as Tábuas e então recebê-las? Por que o Mishcan não foi construído primeiro?

Desta dúvida aparentemente simples, emerge uma poderosa lição de vida. Quando vamos à loja de presentes judaicos mais próxima, freqüentemente passamos muito tempo examinando o belo trabalho nos estojos das mezuzot, mas gastamos o mesmo tempo inspecionando a qualidade do rolo que vem dentro do estojo? Muitas vezes nos preocupamos com o propósito secundário, esquecendo totalmente o objetivo principal. Gastamos tempo e dinheiro adquirindo um talit muito fino e uma bolsa de tefilin, mas não mostramos o mesmo entusiasmo pelo conteúdo que ali está.

Ao colocar a construção do Mishcan após a revelação no Monte Sinai, a Torá está nos lembrando a não perder de vista este propósito. As Tábuas e os Dez Mandamentos nelas gravados são o mais importante: a Arca Sagrada que os contém é secundária. Mais tempo deveria ser gasto aprendendo e honrando a Torá que aprimorando a Arca que a contém. Será a cobertura da chalá ou a chalá nosso maior foco de atenção, a bela sinagoga como santuário ou as preces que lá são ditas? Não devemos jamais deixar de lado nossa prioridade de cumprir as mitsvot de D'us ao máximo de nossas capacidades.

© Direitos Autorais, todos os direitos reservados. Se você gostou desse artigo, encorajamos você a distribuí-lo, desde que concorde com a política de copyright de Chabad.org.
 E-mail
Participe da discussão
Classificar por:
4 Comentários
1000 Caracteres restantes
Antonio Carlos Bhte 18 Março, 2017

Religião A religião sempre descumpriu seu propósito que seria "religar o homem ao Eterno". Creio que a Torá não é para todos e sim somente para aqueles que buscam entender e se aproximar do criador do universo. Povos usam a religião para cometer atrocidades, matam e excluem pessoas em nome dela. A Torá é o que é ninguém pode ou vai altera-la porque foi Ele que nos deu. Reply

A. Pereira Portugal 22 Fevereiro, 2016

Crise de valores O Materialismo filosófico é todo sobre forma e esquece o conteúdo. A filosofia que rege as sociedades ateístas de hoje enfatiza o que é secundário e apaga o que é nuclear. Daí o período de crise que ainda vivemos, na ressaca de uma época em que as sociedades exilaram a Divindade. As pessoas procuram prazer, dinheiro, poder, experiências arrojadas para os sentidos, preservação artificial da beleza física, etc., etc., e estão sempre um tanto vazias. Perseveram nos mesmos erros para preencher esse vazio e vazias continuam. A Religião ainda é considerada um resíduo de atraso civilizacional. A Torá é vista pelo vulgo apenas como um relato histórico do Povo Judeu, um relato antiquado e sem substância moral. Sem a chave para abrir os seus segredos, assim parece, com efeito. Mas tenho esperança de que em breve a Humanidade possa olhar para a Religião com outros olhos, com um olhar mais esclarecido, e reencontrar o equilíbrio. Este site revela-nos os significados da Torá e as suas mensagens. Reply

Leonardo 7 Março, 2015

Muitas vezes nos preocupamos mais com as coisas passageiras, materiais e esquecemos das espirituais. Reply

Isabela Abreu Olinda 14 Fevereiro, 2014

é verdade muitas vezes nos preocupamos mais com a ''caixa'' do que o ''conteúdo''. Reply