Here's a great tip:
Digite seu endereço de e-mail e lhe enviaremos nossa revista semanal com conteúdo novo, interessante e reflexivo que irá enriquecer sua caixa de entrada e sua vida, semana após semana. E é gratuito.
Oh, and don't forget to like our facebook page too!
Entre em contato

Histórias

Histórias

Histórias de Chanucá

 E-mail
Na parashá Mikêts lemos uma história forte. O Faraó, rei do Egito, teve dois sonhos. No primeiro, o faraó se vê sobre o Rio Nilo. “E veja, saíram do rio sete vacas, bonitas e gordas e se alimentavam da grama..
Chanucá é uma época de dedicação e rededicação à luz e ao calor. Não importa quais sombras estão surgindo e quantos ventos frios estão soprando, temos o poder e a capacidade não apenas de suportar esses desafios, como também de transformá-los em conquistas.
Sempre me interessei por espiritualidade. Tinha lido livros sobre Cabala, mas não os entendera bem. Na yeshivá, estudei o Tanya, um clássico que tem tornado o Judaísmo mais significativo para mim.
Quando a Menorá estava para ser acesa por Aharon no Mishcan, D’us prometeu-lhe que embora ela pudesse ficar apagada durante algum tempo quando Israel se afastasse Dele, ainda assim haveria uma luz que ficaria sempre acesa…
“Certamente não!” gritou Nachman Rozman. “É Chanucá, Reb Asher, a festa dos milagres. Cumpriremos a mitsvá da maneira que deve ser feita. Não numa lata enferrujada apanhada no lixo, mas com uma menorá adequada, óleo de verdade, na hora e no local exatos!"
Porém, depois que Rabino Katz contou a ele sobre sua audiência com o Rebe e seu telefonema pessoal ao General Sephton na África do Sul, Rabino Hecht relaxou. A experiência passada tinha lhe ensinado, disse ele, que se o Rebe pedisse a alguém para fazer algo de imediato, as coisas davam certo, mesmo que a ocasião não parecesse apropriada.
Há mais de 2000 anos, o rei selêucida Antiochus III governava Israel. A princípio, ele tratava com bondade os judeus e lhes dava alguns privilégios...
Entrevista realizada com o Prof. Yeshayáhu Gafni
Entrevista realizada com o Prof. Yeshayáhu Gafni da Universidade Hebraica de Jerusalém
Durante a ocupação grega da Terra Santa, houve um general especialmente sádico que decretou que qualquer mulher que desejasse se casar tinha de passar uma noite íntima primeiro com o general.
Por Mike Indgin - Originalmente publicado na Farbrengen Magazine
O pai de Sarah sorriu. "Sim, há muita escuridão no mundo, mas sem a escuridão não haveria nada para iluminar. Creio que as trevas existem somente para serem transformadas em luz."
Por Chana Sharfstein
Era apenas um cartão com uma mensagem simples, mas para mim foi um maravilhoso presente de Chanucá.
Pergunte a qualquer adulto sobre suas memórias de Chanucá e descobrirá que bem no fundo, as imagens que carregamos desse feriado estão inevitavelmente conectadas a nossa infância.
Por Fredricka Maister – Jornalista e roteirista - Nova York
Devo estar passando por algum tipo de mudança interna, um retorno inconsciente a minhas raízes judaicas, porque, pela primeira vez nos últimos 25 anos, decidi celebrar Chanucá.
Por Rabino Eli Hecht
O rabino não tinha nenhuma verdadeira utilidade para os partisans e recebeu a incumbência de cozinhar e rezar pela segurança dos combatentes.
Por Dr. Blair P. Grubb - Medical College de Toledo, Ohio
Conforme eu e minha família a acendemos, fizemos uma prece especial em honra daqueles cuja memória ela representa. Não deixaremos suas luzes desaparecerem outra vez.
De repente, a vela começou a tremular e saltar impetuosamente, embora não houvesse na casa a menor brisa. Era como se estivesse dançando. Ou lutando. E então, desapareceu!
Com permissão de Yossef Zukin e Shmuel Franco, editores do Torah-Mail
O General não estava conseguindo dormir pois estava preocupado com a batalha que se aproximava, e estava andando entre as fileiras de seus soldados adormecidos, quando percebeu a luz.
De repente, grandes flocos de neve começaram a flutuar, continuaram caindo até virar uma nevasca cobrindo toda a estrada, apagando as marcas que indicavam o caminho.
Os judeus se tornaram um povo cujas cidadelas eram escolas, os heróis eram professores e cuja paixão era a educação... E sobreviveram. Isto foi o mais notável.
Em 1980, durante a ocupação iraniana da embaixada dos Estados Unidos, Rabino Hershberg foi designado para viajar ao Irã e cuidar de um projeto do serviço público.
Quanto mais determinação mostrarmos para superar os obstáculos e falhas, mais D’us nos ajudará a fazê-lo, e sairemos mais fortes e vitoriosos, como os Macabeus.