Here's a great tip:
Digite seu endereço de e-mail e lhe enviaremos nossa revista semanal com conteúdo novo, interessante e reflexivo que irá enriquecer sua caixa de entrada e sua vida, semana após semana. E é gratuito.
Oh, and don't forget to like our facebook page too!
Entre em contato

Mensagens & Reflexões

Mensagens & Reflexões

Lições de Chanucá

 E-mail
O que temos para celebrar quando alguém em nossa família está sofrendo de Alzeimer e não consegue mais celebrar as festas judaicas como fazia antes? Como podemos assegurar que Chanucá permanece importante e alegre, além
Realmente, parece um tanto estranha esta mistura de queijo, decapitação, batatas, sede, óleo, panquecas e júbilo. Mas como frequentemente acontece, quanto mais você olha para algo, mais sentido faz…
O acendimento da Menorá, um símbolo e mensagem do triunfo da liberdade sobre a opressão, do espírito sobre a matéria, da luz sobre a escuridão.
Para os judeus, o mundo físico era algo a ser aperfeiçoado e elevado espiritualmente. Para os gregos, o mundo físico era perfeito. Para os gregos, o que era belo era sagrado. Para os judeus, o que era sagrado era belo...
Quando a penumbra é densa, a escuridão da rua não deve nos afetar.
Não joguemos fora, pela assimilação, aquilo que eles conseguiram às custas de suas próprias vidas. Acendamos nossa menorá usando o nosso azeite, puro e sagrado.
É preciso um exército para defender um país. Mas é preciso haver escolas para defender uma identidade.
O encontro com a cultura grega ensinou aos judeus a lição vital de que o verdadeiro campo de batalha da sobrevivência judaica não era militar, mas educacional. Essa foi a única maneira para eles poderem resistir à assimilação. E ainda é.
As pessoas sofrem de escuridão, tal como depressão, maus traços de caráter, e pecado. A maneira de clarear a escuridão é com luz, não com mais escuridão.
Rabi Shmuel M. Butman
A lição das luzes de Chanucá é múltipla, porém clara. Não basta iluminar a casa (como as velas de Shabat), ou mesmo a sinagoga ou escola judaica (como a Menorá do Templo) com o Judaísmo. Todo judeu tem a responsabilidade de ser uma luz brilhante para o exterior, no seu ambiente social e de trabalho.
Por Rabino Shabsi Alpern
Essa manifestação tão profunda de fé e coragem, sabendo que logicamente no dia seguinte não haveria uma continuação, já é um milagre por si mesma. O ato de acender a menorá foi um milagre tão grande quanto o milagre que veio a seguir.
Por Chaya Kaplan-Lester
Nossa tarefa nessas oito noites é rededicar o Templo, em nosso tempo, em nossa vida; cada noite ilumina um novo aspecto do ser, acendendo uma nova alcova de nossa Casa de Santidade interior.
Por Naftali Silberberg
E é exatamente disso que trata Chanucá. Há cerca de 2.100 anos o sevivon coletivo de nossa nação sofreu uma parada brusca, e as letras divinas que animam e dirigem toda a criação ficaram à mostra. Durante oito dias, o brilho da Menorá do Templo iluminou uma realidade que os gregos tinham tentado obscurecer: há uma mão que controla todo evento e ocorrência.
Por Rabino Simon Jacobson
Se olharmos atentamente para os detalhes de Chanucá – a Menorá, a história, o número de chamas – eles podem revelar a natureza de nossa alma.
Chanucá contém uma mensagem universal para todos os povos de todas as fés - uma mensagem de liberdade, da vitória do bem sobre o mal, da luz sobre as trevas.
Embora Chanucá seja celebrada apenas durante oito dias no ano, a mensagem da festa e de suas luzes são válidas o ano inteiro.
Chanucá transforma a Menorá, de instrumento para disseminar a luz do dia, em instrumento para extrair a essência luminosa da escuridão em si.
"Maravilha das maravilhas! Os enormes exércitos sírios são vencidos e o vasto império é derrotado. Nossa vitória é completa."
Sou pura, e mantenho minha pureza onde quer que eu vá. Os raios que penetram uma masmorra imunda são tão puros quanto aqueles que inundam um palácio de mármore branco.
por Rabino Shabsi Alpern
Os Macabeus lutaram por aqueles ideais e valores que tornaram o judaísmo "único" – amor e louvor a D’us, santidade e humildade, amor ao próximo, busca da justiça.
Por Rabino David Azulay
Em resumo, superar os limites da alma não é tarefa simples, mas é nosso desafio diário. Aliás, foi esta a grande vitória alcançada pelos macabeus contra os helênicos, que cultuavam o corpo, na história de Chanucá.