Here's a great tip:
Digite seu endereço de e-mail e lhe enviaremos nossa revista semanal com conteúdo novo, interessante e reflexivo que irá enriquecer sua caixa de entrada e sua vida, semana após semana. E é gratuito.
Oh, and don't forget to like our facebook page too!
Entre em contato
Assumimos que precisamos comer para viver. Porém, se a alma dá vida ao corpo, então por que precisamos de nutrição externa?

Alimento que faz Bem à Alma

Alimento que faz Bem à Alma

 E-mail

Os critérios chassídicos, baseados nos ensinamentos místicos do Rabi Yitschac Luria, explicam por que a influência da alimentação Casher é tão poderosa. Assumimos como certo o fato de que precisamos comer para viver. Porém, se a alma dá vida ao corpo, então por que precisamos de nutrição externa? Por que precisamos comer? Os filósofos gregos fizeram a mesma pergunta, mas não encontraram uma resposta satisfatória.

A questão se complica ainda mais quando consideramos que somos mais dependentes de matéria inanimada - ar e água - do que de plantas, e ainda mais de plantas do que de animais. A hierarquia da Criação parece invertida; normalmente, deveríamos esperar que, quanto mais força vital aparente em alguma coisa, mais vida aquilo seria capaz de conceder.

"Nem só de pão vive o homem, mas da palavra de D'us" (Devarim Vlll:3).

A explicação óbvia deste versículo é que o homem exige uma dimensão espiritual em sua vida, e não deveria viver apenas para comer, beber e saciar seus desejos físicos. Mas isto também pode ser interpretado de maneira bastante literal; não é o próprio alimento que dá vida, mas a centelha da Divindade - a "palavra de D'us" - que está nos alimentos.

O sistema digestivo extrai os nutrientes, enquanto a Neshamá, a alma, extrai a centelha Divina que se encontra na natureza. Estas "centelhas" provêm de uma fonte de Divindade mais elevada ainda que a Neshamá do homem.

A energia Divina em cada molécula de alimento é o que realmente nos dá vida. O alimento Casher possui uma poderosa energia que confere força intelectual e emocional. O judaísmo, através da cashrut bem como de todos demais preceitos da Torá, nos exercita diariamente a conectar o físico ao espiritual.

O ato de comer, dormir, acordar, caminhar e agir em todas as esferas de nossa vida está intrinsecamente ligado a elevação das centelhas Divinas que se encontram em nosso caminho. Comer ou beber é apenas uma ínfima, mas essencial, parcela de todas as ações que nos ajudam a entender e a nos aproximar um passo a mais do Criador.

Inicie um Debate
1000 Caracteres restantes