Here's a great tip:
Digite seu endereço de e-mail e lhe enviaremos nossa revista semanal com conteúdo novo, interessante e reflexivo que irá enriquecer sua caixa de entrada e sua vida, semana após semana. E é gratuito.
Oh, and don't forget to like our facebook page too!
Entre em contato

Educação

Educação

 E-mail
Como educadores e pais, há muito que podemos fazer para ajudar as crianças a desenvolverem seu senso natural de reverência.
A boa notícia é que elas são bonitas e curtas. A má notícia é que você terá que incrementar.
Para nós como judeus, o líder mais notável que já houve foi Moshê. E o que me fascina é o título que demos a ele. Moshê foi um libertador, aquele que deu a lei, um comandante militar e um profeta. Mas não o chamamos por nenhum desses títulos. Em vez disso, chamamo-lo de Moshê Rabeinu, Moshê nosso mestre. Porque esta, para nós, é a maior das honrarias.
Não encoraje a dependência respondendo a tais perguntas. Em vez disso, encoraje-a a tomar suas próprias decisões.
Há uma voz lá dentro que me diz para ser correto, moral e bem comportado. Este é o meu impulso de ser bom, chamado yetser tov. Porém, eu também tenho um lado errado e rebelde, uma voz interior que tenta me convencer a fazer o que é errado, prejudicial e egoísta, conhecida como yetser hará.
O sistema foi projetado para uma população de estudantes na qual todos têm o mesmo nível. Lá atrás, quando somente gênios iam à escola, isso funcionava.
Esclarecemos assim à criança os benefícios de não se comportar de maneira rude com seus amigos. Este é apenas o primeiro passo. Queremos realmente instilar neles o ideal mais elevado de ver o positivo em cada pessoa, pois o resultado é que a negatividade vai desaparecer, como a escuridão desaparece quando confrontada pela luz.
Assegure que seu filho receba uma educação moral. Matricule-o numa escola que coloque ênfase em desenvolvimento do caráter e moralidade, baseada nos princípios de que este pais é fundado com: Em D'us Confiamos.
Muitos jovens sentem suas vidas vazias, destituídas de significado. Eles estão permanentemente buscando algo que dê sentido a sua existência, que seja de grande relevância pela qual estariam motivados a seguir em frente em suas conquistas.
Queridos pais… Nem sempre eu irei fazer o que você diz, mas certamente vou falar o que você fala e fazer o que você faz.
Em seguida ensina-se à criança o final da bênção que se relaciona com o que ela quer levar à boca; tudo, e também esse pouquinho de bebida que vai tomar, foi criado “da palavra de D’us.”
Em muitas ocasiões difíceis em minha vida, tenho refletido sobre a atitude de meus filhos pequenos. Encanto-me com a sua confiança infantil de que tudo dará certo. Invejo sua confiança inabalável em D'us, que Ele ouviu seus pedidos e vai responder imediatamente de maneira positiva.
Acostumei meus filhos a partilhar seus sentimentos mostrando a eles a régua quando estão aborrecidos, perguntando: “O quanto esse incidente foi doloroso?”
O Professor Reuven Feuerstein, que faleceu aos 92 anos de idade em abril de 2014, foi um dos melhores psicólogos para crianças do mundo, um homem que transformou vidas e levou crianças com sérios problemas cerebrais a conquistarem aquilo que ninguém julgava possível.
Nossa história nos ensina que todo aquele que não acredita em milagres não é realista. Portanto, de fato, crer é ver.
Infelizmente, a frequência de cyberbullying está aumentando, especialmente entre esudantes do ensino médio. Como é responsabilidade de todo pai proteger seu filho de qualquer dano, pense em discutir os perigos do cyberbullying hoje mesmo com seus filhos.
Os filhos não reagem tanto àquilo que os pais dizem quanto àquilo que eles são. Valores são como resfriados: são apanhados, não ensinados.
Se você não consegue se controlar, tenha a humildade de procurar ajuda antes que a vida de seus filhos seja arruinada.
Ela matriculou os filhos numa escola para surdos perto de sua casa. “A primeira vez que fui à escola para surdos, foi assustador para mim. As crianças fazem sons guturais. Pensei: meus filhos serão assim?” Ela logo se acostumou ao ambiente e encorajava os filhos a falar e a fazer sinais.
Shifra começou a sentir a verdade por trás da história de Reb Zusha. Ele nos ensinou a não nos compararmos com outras pessoas, mas sim a nos medir com nosso próprio potencial, porque em última instância, D'us não vai nos perguntar: “Por que você não foi tão grande quanto Moshê?” mas sim: “Por que você não foi tão grande quanto poderia ter sido?”