Here's a great tip:
Digite seu endereço de e-mail e lhe enviaremos nossa revista semanal com conteúdo novo, interessante e reflexivo que irá enriquecer sua caixa de entrada e sua vida, semana após semana. E é gratuito.
Oh, and don't forget to like our facebook page too!
Entre em contato

Ôhel

Ôhel

O Local de Repouso do Lubavitcher Rebe

 E-mail

"Os justos são mais notáveis após a morte que durante sua vida."


Talmud tratado de Chulin 7bv


Origem

O termo Ôhel (lit. tenda) refere-se à estrutura construída sobre o local de descanso de uma pessoa justa. É o local onde o Lubavitcher Rebe, Rabi Menachem Mendel Schneerson, de sagrada memória, foi colocado para o repouso eterno a 3 de Tamuz de 5754 (12 de junho de 1994), junto a seu sogro, o sexto Lubavitcher Rebe, Rabi Yossef Yitschac Schneerson, de santa memória.

Durante sua vida, o Rebe foi receptivo a todas as pessoas, independente de seu passado, educação e grau de envolvimento religioso. Elas encontravam consolo em suas palavras e conselhos. Atualmente os chassidim, judeus e não-judeus de todas as esferas da vida vêm do mundo inteiro ao túmulo do Rebe pedir uma bênção, para meditar ou procurar orientação espiritual.

Forte Conexão

No decorrer de nossa jornada através da história, os sagrados locais de repouso de nossos justos antepassados têm servido como oásis espirituais em tempos tanto alegres quanto tristes. Estes túmulos, como a da Matriarca Rachel e o do Rei David, mencionados na Torá e no Talmud, têm proporcionado consolo a milhões de pessoas.

Durante a vida do Rebe, especialmente nos últimos anos, ele visitava o túmulo de seu sogro o sexto Rebe, Rabi Yossef Yitschac Schneersohn, duas, três até quatro vezes por semana, levando os problemas e alegrias das pessoas, pedidos de prece de todos os tipos ao sagrado local de repouso. O Rebe lia laboriosamente milhares de bilhetes, depois os rasgava e os deixava no túmulo.

Como ocorria durante a vida do Rebe, há muitas histórias de miraculosas recuperações resultando de uma visita ao túmulo. Isso não deveria ser surpresa, pois reconhecemos a vida do Rebe como uma massa contínua de espiritualidade e santidade. Enquanto nessa terra o Rebe se relacionava com D'us nos planos superiores, nossos Sábios nos dizem que após deixar as restrições físicas isso apenas se intensifica.Porém como ocorreu durante sua vida, rezar na presença do Rebe tem não apenas um efeito salutar e redentor, como motiva e fortalece a pessoa a continuar seu pensamento, palavra e ações no âmbito da bondade.

Na verdade, mais uma vez como durante a vida do Rebe, muitos observam cuidadosamente o costume de acrescentar uma resolução para intensificar a observância de determinada mitsvá numa carta escrita ao Rebe; estes são os "condutores" através dos quais as bênçãos Divinas podem fluir. Reza-se pelo bem-estar espiritual e físico de si mesmo, dos entes queridos e de todo o povo judeu.

A experiência no túmulo do Rebe tem o potencial de fundir o suplicante e o Rebe em espírito, numa experiência marcante. A pessoa se coloca perante o Rebe sensibilizada e elevada para examinar o próprio relacionamento com D'us e seu propósito na terra.Parte dali carregada com um espírito renovado e elevado, num profundo senso de renovação.

24 horas

Há numerosas observâncias relacionadas com a visita ao túmulo do Rebe, como abster-se de comida (embora não de bebida) antes da visita, remover sapatos de couro antes de entrar no mausoléu (como Moshê fez antes de se aproximar da sarça ardente) e outras.Porém o mais importante é a preparação de caridade, estudo e balanço espiritual.

O centro de visitação perto do Ôhel está aberto 24 horas por dia.

Se alguém estiver impossibilitado de comparecer pessoalmente, pode juntar-se às centenas de milhares que enviam cartas (via postal, fax ((718) 723-4444 ou e-mail) para serem colocadas no Ôhel.

© Direitos Autorais, todos os direitos reservados. Se você gostou desse artigo, encorajamos você a distribuí-lo, desde que concorde com a política de copyright de Chabad.org.
 E-mail
Participe da discussão
Classificar por:
1 Comentário
1000 Caracteres restantes
Sandra S. Paulo, SP/Brasil 23 Março, 2013

Sou uma pessoa que gosta de aprender, e procurando sempre um pouco mais sobre a nossa cultura resolvi abrir este site.
Quando alguem me perguntar algo mais sobre nossa cultura com certeza saberei responder graças a contribuição de vcs.
Shabat shalom Reply

Esta página em outros idiomas