Here's a great tip:
Digite seu endereço de e-mail e lhe enviaremos nossa revista semanal com conteúdo novo, interessante e reflexivo que irá enriquecer sua caixa de entrada e sua vida, semana após semana. E é gratuito.
Oh, and don't forget to like our facebook page too!
Entre em contato
Existe uma janela que abrimos toda semana em nossa vida e que une Céus e Terra, o sagrado e o cotidiano, transformando nosso limitado mundo em um espaço infinito de tranquilidade e conscientização: o Shabat!

Shabat

Shabat

Uma Ilha no Tempo

 E-mail

Estressado? Não é preciso se isolar em uma ilha distante para descansarmos: existe uma janela que abrimos toda semana em nossa vida e que une Céus e Terra, o sagrado e o cotidiano, transformando nosso limitado mundo em um espaço infinito. Uma Ilha no Tempo de tranquilidade, conscientização, identidade judaica e confraternização em família: O Shabat!

“Bendito és Tu, ó Eterno, nosso D'us , Rei do Universo, que alimenta o mundo inteiro com Sua bondade, com graça, com benevolência e com misericórdia…”
Os nossos Sábios escreveram que se deve dividir o tempo disponível no Shabat: metade deve ser dedicado aos prazeres materiais, como comer, beber e dormir e a outra metade aos prazeres espirituais do estudo da Torá.
Muitos de nós sentem-se diferentes após o término do Shabat, um sentimento nostálgico parece tomar conta, mas é difícil descrevê-lo. Embora possamos não saber ou sentir o verdadeiro motivo para essa mudança, nossas almas sabem.
É a terceira refeição de Shabat, ingerida na tarde de sábado, após a prece de Minchá. Em muitas sinagogas há o costume de oferecê-la acompanhada de canções e contos chassídicos.
Eu e minha família vamos passar o Shabat na casa de amigos. Como devemos fazer com o acendimento das velas?
Kolel Rio
“Gostaria de saber se há obrigação de fazer a ‘quarta refeição’ após o término do Shabat, ou se isso é apenas um costume”
Kolel Rio – Halachá Diária
O que deve fazer uma pessoa que fez Netilat Yadaim e percebe que não há com que enxugar as mãos?
Por incontáveis gerações, o povo judeu tem observado o Shabat acendendo velas antes do por do sol na sexta-feira.
Os nossos Sábios determinaram que o Kidush de Shabat deve ser recitado no local em que se vai fazer a refeição - ou, em outras palavras: comer a refeição de Shabat no local em que se ouviu a recitação ou se recitou o Kidush.
Esquanto Sara vivia, as velas que acendia para Shabat na sexta-feira ardiam milagrosamente a semana inteira até a sexta-feira seguinte. Quando morreu, o milagre cessou; mas com a chegada de Rivka, recomeçou.
Estas ações proibidas no Shabat nos indicam que devemos nos preparar com antecedência e depois poder celebrar o Shabat integralmente, em paz e com tranquilidade.
E permitido, no Shabat, cortar papel alumínio ou filme pvc para cobrir as travessas de alimentos que se quer guardar após as refeições?
Um estudo realizado na década de 1950 causou perplexidade nos meios médicos. Em Roseto, uma cidade da Pensilvânia formada por imigrantes italianos, constatou-se que era extremamente raro alguém com menos de 65 anos de idade ter algum problema de coração.
Talvez o trançamento da chalá, que é comida à mesa do Shabat, também represente esta ideia de unidade: como atamos tudo junto, mesclando toda a diversidade em nossas vidas para uma harmonia pacífica e uma unidade que somente o Shabat pode trazer.
Eruv é uma forma de transformar uma propriedade que não é "reshut harabim", mas no entanto é utilizada por um público ("carmelit"), em uma grande propriedade privada.
Era no final da tarde da sexta-feira no sexto dia da criação, e Adam e Eva tinham acabado de pecar comendo o fruto proibido. Como consequência, D'us quis esconder essa luz brilhante, primordial, e expulsar Adam e Eva do Jardim do Éden. No entanto, devido à santidade do Shabat, D'us adiou Suas ações e deixou a luz brilhar até o final do dia sagrado.
Os nossos Sábios determinaram o acendimento especial de velas na sexta-feira, em honra ao Shabat. Essas velas, chamadas de “Nerot Shabat”, desde os tempos mais remotos, quando ter luz nas casas à noite não era algo trivial, tiveram sempre o objetivo de trazer honra e prazer ao Shabat por meio de sua luz, em termos bem concretos.
Não é preciso ir às Bahamas ou Havaí para descansarmos: existe uma janela que abrimos toda semana em nossa vida e que une Céus e Terra, o sagrado e o cotidiano, transformando nosso limitado mundo em um espaço infinito: o Shabat!
Preciso de ajuda. Minha família sempre apreciou as refeições do Shabat, e acendo as velas. O problema é que sou uma profissional, trabalho muito. Deixar o emprego não é uma opção, e saio do trabalho na sexta-feira quase sem tempo de chegar em casa antes do pôr do sol. Como posso preparar o Shabat?