Entre em contato

Novo emprego: “Sou Tímida Demais”

Novo emprego: “Sou Tímida Demais”

 E-mail

Cara Rachel,

Meu chefe acaba de me promover de um trabalho de escritório numa agência de publicidade para um cargo onde terei mais contato com os clientes. Sou tímida por natureza, mas meu chefe parece acreditar que tenho a habilidade para conversar com os clientes e convencê-los a trabalhar conosco. O problema é que preciso de muito tempo para me sentir à vontade ao lidar com as pessoas, e até conseguir isso, minha conversa é fraca. Tenho medo de não conseguir fazer um bom trabalho. A Torá tem algum conselho sobre como desenvolver as habilidades das pessoas?

Dolorosamente Tímida

Cara Promovida,

Em primeiro lugar, parabéns pelo seu novo emprego! Seu chefe poderia ter chamado alguém mais naturalmente desembaraçada e gregária, mas ele escolheu você, o que significa que ele valoriza seus atributos pessoais. “Tímida” é um termo mais forte para “introvertida”. As pessoas introvertidas geralmente consideram aquilo que vão dizer antes de falarem, são mais sensíveis, ouvem mais atentamente e não querem sobrepujar as pessoas com quem estão. É possível que seu chefe tenha visto que essas qualidades seriam vantagens em seu novo cargo.

Tendo dito isso, você está certa ao dizer que a Torá é o supremo manual de talentos das pessoas, portanto ficarei feliz em partilhar com você algumas dessas dicas. Este conselho pode ajudá-la a melhorar também seus outros relacionamentos.

1 – Ame a si mesma

O mandamento de amar ao próximo como a si mesmo significa que primeiro você tem de amar a si mesma. Quando você se ama, pode então amar aos outros, e os outros vão amá-la. Quando você valoriza suas forças e boas qualidades, os outros também o farão.

2 – Sorria

O sábio talmúdico Rabi Yochanan ensina que sorrir para outra pessoa é mais importante que dar-lhe um copo de leite, porque um sorriso alimenta a alma.1 Da mesma forma, na Ética dos Pais, Rabino Shammai diz para saudar a todos com um semblante agradável.2 Um sorriso de boas vindas e encorajador consegue fazer as pessoas se sentirem bem. Sorrir sinceramente não apenas ajudará você a vencer sobre os clientes, como também dará uma guinada positiva no espírito deles.

3 – Desenvolva um Olho Bom

Ter um “olho bom”, ayin tov, é um dos aspectos mais importantes de um relacionamento. Segundo Rabi Eliezer em Ética dos Pais, é o atributo mais importante para adquirirmos.3 Quando você encontra alguém, tente encontrar algo sobre aquela pessoa de que você goste, até mesmo um pequeno detalhe. Então mantenha sua mente concentrada naquele detalhe, traço ou comportamento. A pessoa sentirá as ondas positivas de energia passando por ela.

4 – Encontre algo que vocês tenham em comum

Outra interpretação da mitsvá de amar seu próximo como a si mesmo é “Ama teu próximo que é como você.” É mais fácil amar outra pessoa quando vocês têm coisas em comum. Procure aquelas coisas em seus clientes. Quais são as qualidades que você mais valoriza e admira? Pense sobre as qualidades em comum que aproximaram você e seus amigos. É um desejo pelo auto crescimento, uma vontade de contribuir para o mundo ou se divertir? Ou é ambição pelo sucesso? Quando você pode citar as qualidades e motivações que valoriza nas pessoas com quem fala, vai achar mais fácil falar na mesma língua.

5 – Encontre algo que a outra pessoa possa ensinar a você

O sábio Ben Zoma diz: “Quem é sábio? Aquele que aprende com toda pessoa.”4 Não há ninguém com quem você não possa aprender algo. Interessar-se pelos interesses dos outros e suas experiências faz com que elas se sintam importantes, e dá a você uma chance de aprender algo com elas. Isso também as deixa mais abertas a aprender algo com você.

6 – Concentre-se naquilo que você pode dar

Concentre-se no que você pode dar a outra pessoa, não naquilo que deseja dela. “O mundo é construído sobre bondade,” diz o Rei David em Salmos.5 Há um ensinamento chassídico de Breslav: “D'us diz: ‘Tudo que peço é que vocês façam bondade um para o outro.’” D'us criou o mundo para a bondade, e isso inclui a bondade que demonstramos nos relacionamentos profissionais.

7 – Crie uma Parceria

Pergunte a si mesmo como vocês dois podem criar algo maravilhoso juntos. O Rei Salomão ensinou que “dois é melhor que um”.6 O aprendizado em uma yeshivá é tipicamente feito em pares, porque o dar-e-receber entre duas pessoas é muito mais produtivo que uma pessoa estudando ou trabalhando sozinha. Quando trabalhamos junto, ajudamos um ao outro a lidar com nossas fraquezas, e apoiamos as forças de cada um. Quando você chega a um cliente com a atitude de que estão trabalhando juntos rumo a uma meta em comum, você está criando uma parceria.

8 – Seja hospitaleiro

Mostre preocupação genuína pela outra pessoa. A hospitalidade para com os clientes é como uma extensão da mitsvá de hospitalidade aos convidados. Eles estão com fome, com sede, com frio, cansados? Eles preferem se encontrar num escritório, num restaurante, no parque? Qual hora é boa para eles? Eles querem ouvir, ou preferem falar? Você pode deixá-los em algum lugar?

9 – Seja Modesto

Uma pessoa tímida não se vangloria nem conta vantagem, e a arrogância é o traço mais execrado por D'us. Uma venda suave não apenas combina melhor com a sua personalidade como provavelmente será melhor para convencer o cliente. Como disse o Rei Salomão: “As palavras do sábio são ouvidas suavemente.”

10 – Seja Sincero

Seja impecável em sua sinceridade e integridade. Afaste-se da falsidade. As pessoas perdoarão muitos erros, mas se você mentir, trapacear ou roubar delas o tempo, dinheiro ou afeição, será praticamente impossível construir novamente a confiança. Visão, sensibilidade, carinho sincero e integridade vão muito mais longe que carisma, excesso de autoconfiança e um forte senso de humor.

Dê polimento aos diamantes da sua personalidade com a sabedoria da Torá, e seus talentos pessoais vão brilhar com isso.

Boa sorte,

Rachel

NOTAS
1.
Talmud,Ketubot 111b
2.
Avot 1:15
3.
Ibid. 2:10
4.
Ibid. 4:1
5.
Salmos 89:3
6.
Eclesiastes 4:9
Por Rosally Saltsman
© Direitos Autorais, todos os direitos reservados. Se você gostou desse artigo, encorajamos você a distribuí-lo, desde que concorde com a política de copyright de Chabad.org.
 E-mail
Inicie um Debate
1000 Caracteres restantes