Entre em contato

O Homem Mais Velho do Mundo é Um Sobrevivente de Auschwitz

O Homem Mais Velho do Mundo é Um Sobrevivente de Auschwitz

 E-mail

Yisrael Kristal tornou-se o homem mais velho do mundo, aos 112 anos de idade reconhecido pela organização dos recordes do Guiness. Yisrael sobreviveu a duas guerras mundiais e ao campo de concentração de Auschwitz.

Nasceu em15 de setembro de 1903, de uma família religiosa, na cidade de Zarnov, Lodz -Polônia, então parte do Império Russo. Poucos meses antes dos irmãos Wright terem realizado o primeiro voo controlado em avião e na época do lançamento do primeiro modelo Ford ter saido das linhas de produção.

Seu pai era um estudioso da Torá e o próprio Kristal estudou no cheder e até os 11 anos em escola religiosa. Nunca celebrou seu bar mitsvá devido ao caos da Primeira Guerra Mundial. Kristal suportou as dificuldades da infância tendo sido separado de seus pais aos 11 anos de idade. Sua mãe faleceu em 1910 e seu pai foi morto pouco depois de ter sido convocado para o Exército Imperial Russo, que controlava a Polônia como parte do império czarista.

Kristal casou-se e teve dois filhos, mudou-se para Lodz em 1939 onde estabeleceu uma fábrica de doces bem-sucedida. Após a invasão nazista da Polônia e da ocupação de Lodz, Kristal foi transferido para o gueto com sua família, mas foi autorizado a continuar operando sua fábrica. Mas todos acabaram sendo enviados a Auschwitzforam enviados a Auschwitz. Ele relatou que nem sempre havia comida no campo de concentração. Lá acabou perdendo sua mulher, Chaja Feige Frucht, e seus dois filhos. Ele fazia trabalhos forcados em campos até ser resgatado pelos Aliados em maio de 1945, pesando 37 kilos.

Casou-se novamente em 1947 e em 1950 fez aliá com sua esposa Batsheva e seu filho recém nascido, Haim, estabelecendo-se em Haifa. O casal teve uma filha, Shula, e Kristal acabou montando uma confeitaria na cidade, a Kristal Sweets.

Ele manteve-se religioso ao longo de sua vida, colocando tefilin e rezando todos os dias, recitando as orações de cor quando a sua visão piorou.

“O Holocausto não afetou suas crenças”, comentou sua filha Shula Kuperstock, “Ele acredita que foi salvo por que D’us assim o desejava. Ele não guarda raiva , nem rancor, nem busca prestação de contas. Meu pai está sempre feliz, é um otimista, sábio e valoriza o que tem. Ele acredita que tudo tem uma razão de ser no mundo.”

Sobre tornar-seo homem mais velho do mundo o Sr Kristal não atribuí o fato a dietas, exercício ou alguma perspectiva filosófica: “Não sei qual é o segredo de uma vida longa, mas acredito que tudo é decidido lá em cima e não vamos entender o motivo. Houveram homens mais inteligentes, mais fortes e saudáveis do que eu mas não estão mais vivos.” Ele atribui sua longevidade a D’us, e acredita que a sua velhice é simplesmente uma forma de graça divina que tem sido concedida a ele. E conclui: “Tudo que nos resta a fazer é continuar a trabalhar o mais duro possível e reconstruir o que foi perdido.”

Nota:

A pessoa mais velha que já viveu foi a francesa Jeanne Calment, que faleceu aos 122 anos de idade.

© Direitos Autorais, todos os direitos reservados. Se você gostou desse artigo, encorajamos você a distribuí-lo, desde que concorde com a política de copyright de Chabad.org.
 E-mail
Inicie um Debate
1000 Caracteres restantes