Here's a great tip:
Digite seu endereço de e-mail e lhe enviaremos nossa revista semanal com conteúdo novo, interessante e reflexivo que irá enriquecer sua caixa de entrada e sua vida, semana após semana. E é gratuito.
Oh, and don't forget to like our facebook page too!
Entre em contato

Por que D'us Permite o Sofrimento?

Por que D'us Permite o Sofrimento?

 E-mail

Por Shmuel Pollen

Todos que lerem esse artigo já passaram por sofrimento. Às vezes o mais piedoso entre nós parece sofrer mais. Portanto é humano perguntar: “Por que um D'us bom permite que coisas más aconteçam a pessoas boas?”

Os rabinos não gostam de responder a essa pergunta. Não porque não podem. É por causa do risco. Se o sofrimento do seu irmão faz sentido, poderia não incomodar você da mesma maneira. Nesse caso, seria melhor não ter nenhuma resposta. Então, se você quer entender “por quê”, precisa prometer-me uma coisa. Que em face ao sofrimento dos outros, você vai esquecer toda explicação e apenas ficar em silêncio. Apenas olhe nos olhos deles. Olhe para o sofrimento. E não pare até que eles saibam que você compartilha aquilo. Até que eles saibam que não estão sozinhos. Para todas as outras vezes, vamos começar a entender.

Um grupo de meninos decide jogar basquete. Um dos meninos não ouve bem. Uma bola é passada para ele, então ele a coloca no chão e a chuta com força para o outro lado da quadra. Os outros meninos se voltam para ele, furiosos, e dizem: “O que você pensa que está fazendo?”

Ele diz: “O que querem dizer? Apenas marquei um gol.”

Eles dizem. “Não, não marcou. Não marcou nada, fez um pênalti contra nós, e deu ao outro time o controle da bola.”

O menino fica confuso e se sente excluído. O problema? Ele estava jogando futebol. Eles estavam jogando basquete. Chamo esse problema de “jogar o jogo errado”. E “jogar o jogo errado” é o maior erro que você pode cometer na vida.

Qualquer que seja o problema que você enfrenta agora, seja dívidas, fome, desemprego, vício ou incapacidades, é assim que D'us “chutou a bola”. Você fica furioso e acha que algo deve estar errado com Ele. Ou com você. Na verdade, o único problema é que vocês dois estão jogando jogos diferentes. Vamos apresentá-los.

Você está jogando um jogo chamado “Minha Vida Perfeita”. Todo dia, você se esforça para ter saúde perfeita, finanças em ordem e o casamento perfeito. Ou chegar o mais perto que puder disso tudo. Quando ocorre o sofrimento, você fica furioso porque isso significa que seu jogo está dando errado.

Qual jogo D'us está jogando? É chamado “A Perfeita História”. D'us deseja contar a maior história que jamais foi contada. Ele desenrola Sua história como atos numa peça. A história está repleta de drama. Heróis e vilões. Vitória e catástrofe. tristeza e alegria. E aprendemos que tudo está sendo gravado “acima” como um longo filme com sete mil anos de duração. Então, onde está você nesse jogo?

Está sendo filmado! Você é um ator e Ele é o diretor. Você tem atuado neste filme o tempo todo. O problema é que você não percebe que está nele. Você está jogando o outro jogo, portanto as instruções do diretor não parecem relevantes. Nesse ínterim, não há ninguém que possa desempenhar seu papel, e isso está arruinando este jogo. Até que um dia, você decide escutar. As palavras que ouve afetam você até o âmago do seu ser. Começa a sentir-se como se tivesse acordado de um pesadelo. Você não é quem pensava ser. E sua vida não é aquilo que você pensava que era. As coisas começam a fazer sentido.

É isso que o Diretor disse: “Meu filho, escolhi você para este papel específico por uma razão. Esperei muito tempo até você voltar-se a Mim e descobrir o que era. Então vou dizer a você o que é. Seu papel jamais foi ter a vida perfeita para si mesmo. Seu papel é encontrar uma maneira de ser um herói para alguém. O que é um herói? Alguém que está disposto a ir além de si mesmo para o bem maior. Alguém que está disposto a deixar de lado os próprios desejos, para cumprir Meus desejos para ele.

“O que eu desejo? Quero que você eleve outros que caíram, com uma palavra bondosa ou um pequeno ato de caridade. Desejo que você seja grato por tudo de bom que o cerca, e que aceite humildemente o desafio de superar o restante. Desejo que você lute todo dia para derrotar os desafios que Eu dei a você, sejam eles a cobiça, luxúria, preguiça ou qualquer outra coisa.

“Porque Eu quero que você saiba: enterrado por baixo das rochas que coloquei à sua frente, há ouro escondido. É naqueles momentos mais sombrios, quando você não vê saída, que todas as almas que já passaram, ‘a grande plateia no céu,’ será colada à tela, chorando por você, rezando por você, esperando para ver o que você fará e quem vai se tornar.

“E onde Eu estarei? Não por trás da câmera como qualquer outro diretor. Estarei com você naquele momento de dor. Sentindo o mesmo que você. Porque não somos separados. Somos um. E você jamais estará sozinho.Quero que ouça Minhas instruções, porque sei o que é melhor para você. Sei porque Eu criei você. Mas mesmo se você ignorar tudo que digo, o amor que tenho por você será o mesmo. Você é minha filha. Você é meu filho. Sempre.”

Ao ouvir essas palavras, você olha para tudo pelo qual já passou.E diz: “Sim, eu fui cortado. Sim, fui ferido. Sim, atores que amo tiveram seus papéis cortados cedo demais. Injusto? Imperfeito? Sim. Mas talvez a meta jamais foi a perfeição. Talvez a meta seja a história em si mesma. E histórias nunca morrem. Sinto alegria interior por trás de todo aquele sofrimento. Porque sei que não importa o que acontecer, todo dia sou escolhido para ter uma pequena parte na Grande Produção. E vou trabalhar com, e para, o Diretor Criativo Todo Poderoso.

Os desafios estarão ali. Não são torturas. São a maneira de o Diretor dizer “Acredito em você. Tenho uma lição que preciso ensinar à audiência, e creio que você pode fazer isso como ninguém mais no mundo.” Quando um desafio parece grande demais para enfrentar, isso significa que o Diretor vê em você um poder que você não sabia que tinha. Ele quer que você veja também. Desgosto não é motivo para raiva ou desespero. Não, É o seu momento. Faça algo com isso que valha a pena assistir. Algo que faça o Diretor sorrir.

A melhor parte do jogo?

Você nunca pode perder. Porque as falhas valem tantos pontos quanto os sucessos. A história precisa daquelas falhas. Se você não pode ver agora, espere. No devido tempo, Ele mostrará a você como a produção inteira teria fracassado sem elas.

Qual é o seu papel agora, nesse instante?

Eis aqui: Você está numa cena na qual o mundo foi envolvido pelas trevas durante milhares de anos. Todos esqueceram até o que é a luz. Todos têm um único fósforo, mas não sabem o que fazer com ele. Você risca seu fósforo numa pedra, e os outros ficam surpresos com aquilo que vêem. Começam a fazer o mesmo. Logo depois, velas ao redor de todo o globo iluminam o mundo.

As instruções do Diretor são a Torá e suas mitsvot. Seu fósforo são as suas ações. Sua alma é o seu fogo. E quando você chegar a uma pedra, em vez de perder a fé, acenda o fósforo. Isso pode mudar tudo. Está chegando o dia em que coisas boas acontecerão a pessoas boas e a justiça será ministrada ao restante E junto com Mashiach, criaremos “Nossa Vida Perfeita”. Abençôo todos vocês para que sejam heróis que não precisem de nenhum desafio para se tornarem grandes.

Agora vá e jogue!

© Direitos Autorais, todos os direitos reservados. Se você gostou desse artigo, encorajamos você a distribuí-lo, desde que concorde com a política de copyright de Chabad.org.
 E-mail
Participe da discussão
Classificar por:
4 Comentários
1000 Caracteres restantes
Maria Machado Nederland 26 Janeiro, 2017

Shalom! Muito bonito e pura verdade.
Com os erros e desafios aprendemos a ficar mais fortes. O silêncio e confiança no Criador, quando menos espera, Ele nos dá a resposta. Este e muitos desafios e nada é por acaso. As vezes quando as coisas ficam muito difíceis eu fico em silêncio em verdade em Espirito e falando tudo com o Criador, tudo que se passa para mim. É melhor se lamentar com o Criador, do que amigos falsos que não são de confiança. Escolhi ser monoteísta, só ter um D'us. Ele me governa, falo todos meus problemas. Ainda não vi um amigo tão bondoso e doce como o mel como o Criador. As pessoas só dão valor depois de ter passado por várias dificuldades, e se tornam gratas só pelo fato de estarem vivas. Tudo isto passa, depois às vezes eu mesmo sorrio para quem me fez sofrer ou mal porque já vivi e por meio das coisas ruins aprendemos com elas; a vida é uma lição. Reply

Paulo Guaratingueta 5 Maio, 2016

Amiga Fernanda, isto foi apenas uma analogia, mas fique certa que o Eterno confia em ti, avalie e corrija suas intenções, aproxime-se do Criador, apresente suas necessidades, desejo em meu coração que a luz abundante que emana Dele seja revelada a você, melhores dias virão. Reply

Fernanda Bueno 2 Maio, 2016

Nossa,fiquei chocada! A vida é um filme, isso é muito triste... Não sei o que fazer! Gostaria de ser ajudada. Tenho vontade de servir a Deus, mas essas coisas são difíceis de aceitar, acho injusto, eu sei que não deveria pensar assim, sei que minha alma está desistindo de mim, mas meu coração está doendo muito em pensar que tudo isso é uma peça, para diversão e distração de muitos... Será que podem me ajudar? Reply

Cláudio Levy Manaus 1 Maio, 2016

Parabéns por esse excelente lição de vida. Reply