Here's a great tip:
Digite seu endereço de e-mail e lhe enviaremos nossa revista semanal com conteúdo novo, interessante e reflexivo que irá enriquecer sua caixa de entrada e sua vida, semana após semana. E é gratuito.
Oh, and don't forget to like our facebook page too!
Entre em contato

Como Evitar Ser Inflexível

Como Evitar Ser Inflexível

 E-mail

Pergunta:

Cara Rachel,

Tenho aquilo que considero um típico estilo masculino de comunicação que é direto, competitivo e combativo, desafiando meu “oponente”. É como um esporte, um jogo.

Mas isso não funcionou bem com minha ex-esposa. Lembro-me de vê-la juntando os braços, (figurativamente), batendo os pés, e terminando a discussão com “Bem, é assim que me sinto a respeito disso.” A conversa terminava quando eu pensava estar apenas começando. Voltando ao passado, vejo meu estilo de comunicação como construtivo, uma maneira de examinar os assuntos e chegar a uma conclusão. O que vejo agora é que isso cria uma barreira quando estou me comunicando num relacionamento amoroso com uma mulher, especialmente uma mulher que tem um – muito comum – estilo de comunicação que é indireto, dança ao redor do assunto, procura um consenso e tenta evitar um debate combativo. Como posso me comunicar melhor com as mulheres no futuro?

Obrigado,

Inflexível

Resposta:

Por Rachel

Caro Inflexível,

Como isso deve ter sido difícil para você, especialmente em seu casamento. Embora você pareça pensar que a maior parte das pessoas que são inflexíveis sejam mulheres, isso não é verdade. Os homens podem igualmente, e às vezes até ser mais caracterizados por esse traço.

A ciência do cérebro revela que, em geral, o cérebro das mulheres é mais desenvolvido nas áreas de sentimentos, processos verbais e relacionamentos interpessoais. O cérebro dos homens é mais desenvolvido nas áreas de resolução de problemas e processos lógicos.1 Portanto é compreensível que um homem se sinta inadequado para lidar com a expressão de sentimentos que tem dificuldade em processar. Ele pode sentir que um problema que não consegue resolver foi atirado para ele. Ele se fecha ou se afasta para proteger a si mesmo de sentir aquilo que pode parecer como desconforto insuportável ou incompetência.

É claro, essas são generalizações que não se aplicam necessáriamente a todo homem ou a toda mulher. Como ilustra a sua pergunta, algumas mulheres têm dificuldade em ter ou lidar com sentimentos. E alguns homens são verbais e ficam à vontade lidando construtivamente com os próprios sentimentos e ouvindo os outros expressarem os seus. Mas independente de quem está sendo do contra, isso magoa.

Aqui estão algumas dicas para se relacionar com alguém assim, mantendo abertas as linhas de comunicação, e prevenir que isso ocorra no futuro.

Dicas para relacionar-se com alguém inflexível

Se você não for cuidadoso, é fácil deixar que os sentimentos de mágoa guiem sua reação, o que pode exacerbar a situação se você ficar tentando engajar alguém que é inflexível. Seu cônjuge provavelmente se sentirá mais prensado e defensivo se você descontar nele por comportar-se de maneira insensível com você.

Quando for tentado a reagir negativamente em relação a pessoa que o pressiona poderá ser útil aplicar na prática a sabedoria de Shimon benZoma, que pergunta: “Quem é forte?” Ele responde: “Aquele que domina sua inclinação pessoal, como se diz:2 Aquele que demora a se enfurecer é melhor que um homem forte, e um mestre de suas paixões é melhor que o conquistador de uma cidade.3

A mensagem é evitar comportamento impulsivo, que poderia resultar em consequências negativas. Uma reação grosseira por sentir-se estressado pelo comportamento inflexível de alguém, por exemplo, poderia desencadear em fúria ou provocar o afastamento físico ou até emocional.

Quanto à pessoa inflexível, você poderia nem dar-lhe uma resposta, mas isso alimentaria ainda mais seu rancor contra ela. Uma das 613 mitsvot da Torá nos proíbe de manter rancor4, portanto é importante manter abertas as linhas de comunicação e discutir seus sentimentos de maneira bondosa e respeitosa em relação ao seu cônjuge e em relação a si mesmo. Expresse seus sentimentos colocando o quanto se sente mal quando isso ocorre, e diga o que preferiria que acontecesse.

Você pode também usar uma auto-comunicação para, ao invés de magoado, sentir compaixão. Em vez de dizer para si mesmo “ela não me ama” quando for pressionado, reconheça que ela está fugindo de sentir-se pressionada ou incompetente. Em vez de levar para o lado pessoal, você pode dizer “Ela precisa de um tempo para se refazer.”

Prevenir Pressão

Uma boa maneira de impedir que sua comunicação se deteriore ao ponto da inflexibilidade é ter “encontros conjugais” regulares. São conversas gentis que usam técnicas de comunicação positiva, como declarações “Eu”.

Ao usar declarações “Eu”, você pode ajudar seu cônjuge a manter-se aberto para ouvir você. Tente dizer antes de uma conversa que você acha difícil ouvir “Eu apenas quero dizer como estou me sentindo. Quero que você me escute sem tentar consertar nada.” Você pode acrescentar: “Eu gostaria que, depois que eu me expressar, você diga algo do tipo ‘Eu escuto você’, ‘Eu entendo’, ou apenas concordasse com a cabeça.

Ao declarar antes o que você gostaria, você remove a ameaça do quadro e assim torna mais fácil manter a proximidade ao invés do afastamento.

Quando você usa esses meios de comunicação positivos, fará com que a pessoa ao seu lado sinta-se mais à vontade, direta e reagente, e os dois poderão se sentir mais conectados e apreciadores um do outro.

NOTAS
1.
Dois livros sobre o tema, por Louann Brizendine, neuropsiquiatra de Harvard, são O Cérebro Feminino e o Cérebro Masculino.
2.
Provérbios 16:32
3.
Ética dos Pais, 4:1
4.
Vayicrá 19:18
© Direitos Autorais, todos os direitos reservados. Se você gostou desse artigo, encorajamos você a distribuí-lo, desde que concorde com a política de copyright de Chabad.org.
 E-mail
Participe da discussão
1000 Caracteres restantes
Envie-me e-mail quando novos comentários forem postados.