Por Osias Wirman, Em Rua Judaica

Um esforço diplomático que começou há dois anos deu frutos. O secretariado das Nações Unidas anunciou que Yom Kipur será reconhecido como um feriado oficial da ONU.

Os esforços para tornar Yom Kipur um feriado reconhecido nas Nações Unidas começou com o embaixador de Israel Ron Prosor na ONU. Seu apelo era o de fazer com que os estados membros da ONU reconhecessem o dia mais sagrado do calendário judaico.

Cerca de 60 membros apoiaram o movimento no passado, entre eles os Estados Unidos, Canadá e União Europeia, mas por causa das objeções de estados árabes, liderados pela Arábia Saudita, a resolução foi sendo adiada. Um ano atrás, um reconhecimento geral do princípio de que Yom Kipur é um dia sagrado para o povo judeu foi aceita e, desde então, os estados árabes têm trabalhado para atrasar o reconhecimento oficial.

O embaixador atual Danny Danon manteve os esforços calmamente, juntamente com a delegação americana chefiada pela embaixadora Samantha Power. "Yom Kipur é o dia mais sagrado para o povo judeu, e a ONU deveria ter reconhecido isto há muitos anos", disse ele. "esta é uma correção de um erro histórico dirigido para o povo judeu e ao Estado de Israel."