Here's a great tip:
Digite seu endereço de e-mail e lhe enviaremos nossa revista semanal com conteúdo novo, interessante e reflexivo que irá enriquecer sua caixa de entrada e sua vida, semana após semana. E é gratuito.
Oh, and don't forget to like our facebook page too!
Entre em contato

Por que meus pais, não-religiosos, são contra eu me casar com uma não-judia?

Por que meus pais, não-religiosos, são contra eu me casar com uma não-judia?

 E-mail

Pergunta:

Rabino, não estou pedindo um sermão – já tenho sermões suficientes dos meus pais. Estou pedindo uma explicação. Estou namorando seriamente uma moça que é tudo que jamais sonhei. Ela é inteligente, linda, divertida… definitivamente material para casamento. Mas – adivinhe – ela não é judia. Meus pais se recusam até a conhecê-la, e me disseram que se nos casarmos, eles não irão ao casamento. Minha avó está fora de si. Minha pergunta é: meus pais não são religiosos; nunca guardamos casher ou nenhuma das festas. Não havia nada de muito judaico em nossa casa. Por que de repente eles são tão judeus quando se trata da pessoa que escolhi para casar? Isso não é totalmente hipócrita? Quando pergunto isso a eles, simplesmente respondem: “Isso é diferente,” mas para mim não faz sentido. Por que isso é diferente?

Resposta:

Esta não é simplesmente a pergunta da semana: é a questão da geração. Por que o casamento misto toca um nervo em tanta gente, mais do que qualquer outra questão judaica?

Sua frustração é bem fundamentada. Não é razoável por parte de seus pais esperar que o Judaísmo seja importante para você se nunca pareceu importante para eles. Além disso, eles não podem explicar a você por que se sentem dessa maneira. Provavelmente não podem explicar nem para eles mesmos. Mas eu tenho uma teoria.

Há uma verdade profunda de que de alguma forma nossos pais aprenderam subconscientemente dos pais deles, isso: Judaísmo é quem você é, não aquilo que você faz.

Não existe isso de um judeu ser mais judeu do que outro. Pratique você ou não os costumes judaicos, guarde ou não as festas, more ou não em Israel, um judeu é um judeu é um judeu. Judaísmo é um status irreversível que não é definido pela maneira que você leva sua vida quando você nasce judeu.

Um judeu pode estar sentado numa igreja comendo bacon em Yom Kipur vestido como Papai Noel, mas ainda é 100% judeu. Ele é um bom judeu? Um judeu fiel? Um judeu orgulhoso? D'us sabe. Mas ele continua judeu. Porque o Judaísmo não é algo que você faz; mas algo que você é. Nada que você faça pode afetar quem você é.

Nada, ou seja, com uma exceção: com quem você casa.

A pessoa com quem você casa se torna parte do que você é. Casar não é um hobbie ou uma carreira; é fazer de alguém um parte da sua identidade, e tornar-se uma parte da identidade dela. Seu cônjuge preenche um vazio em seu próprio ser, e você preenche o vazio nele. Portanto o casamento, como o Judaísmo, não é algo que você faz; é algo que você é.

Não há nada de errado com não-judeus. Mas eles não são judeus. Se você casar-se com um não-judeu, ainda é 100% judeu, mas uma parte de você – sua outra metade – não é. Vocês podem ser felizes juntos, vocês podem se apaixonar um pelo outro. Mas há uma parte de você que os dois jamais partilharão.

Talvez seja este o desafio da nossa geração: enfrentar as questões do que significa se apaixonar, o que significa casar, e o que significa ser judeu. E – ao contrário de qualquer geração anterior à nossa – ter respostas verdadeiras.

© Direitos Autorais, todos os direitos reservados. Se você gostou desse artigo, encorajamos você a distribuí-lo, desde que concorde com a política de copyright de Chabad.org.
 E-mail
Ordenar por:
Discussão (1)
30 Janeiro, 2017
A parte goy
Infelizmente me apaixonei por um judeu, e sou como a garota da historia, toda a perfeição do mundo na maneira de agir e pensar, mas por herança não sou parte do povo escolhido de D'us, porém sei que Deus sonda corações e sabe que em meu coração não há espaço para dois senhores. Considero-me salva sim, porque sei que D'us me ama, e por amar a D'us sei que se não sou de descendência judia também é permissão Dele. Por respeitar o povo escolhido e os planos de D'us simplesmente me afastei. Isso pra mim era como a minha GALUT, eu simplesmente não podia mudar a historia, apenas sair da última cena! Claro, quem parte parte chorando, quem fica chora também, quem parte saudade leva, quem fica saudade tem. Mas quem sou eu pra questionar a inteligência de D'us, se ele quis assim... cabe a mim seguir em frente! Quanto ao seu texto, BÁRBARO, expressivo, claro e objetivo, no mais com sutileza toda a verdade descrita!
Caroline
Estados Unidos