Here's a great tip:
Digite seu endereço de e-mail e lhe enviaremos nossa revista semanal com conteúdo novo, interessante e reflexivo que irá enriquecer sua caixa de entrada e sua vida, semana após semana. E é gratuito.
Oh, and don't forget to like our facebook page too!
Entre em contato

Um médico para um paciente

Um médico para um paciente

 E-mail

Os chassidim queriam chamar um médico, talvez houvesse ainda algo a ser feito para ajudar o Rebe enfermo, Rabi Yekusiel Yehuda Teitelbaum. Mas Rabi Teitelbaum não quis saber da sugestão. Em vez disso, declarou:

"Deixe-me contar-lhes uma história…

"Certa vez Rabi Yoel Sirkes, que mais tarde ficaria famoso como o ‘Bach’ (por seu livro Bayit Chadash) visitou seu genro, Rabi David ben Shmuel Halevi, que mais tarde seria conhecido como o "Taz" (por seu livro Turei Zahav.) Quando Rabi Yoel chegou, toda a cidade saiu para encontrá-lo e dar-lhe as boas-vindas com a tradicional saudação de "Shalom", exceto um jovem erudito, que não se aproximou.

"Que petulância" – disse seu genro, Rabi David, sobre o jovem.

"Fui informado pelo próprio Elihahu, o Profeta, que Rabi Yoel tinha sido banido pela Corte celestial, e por esse motivo não lhe estendi um cumprimento formal" – replicou o jovem.

Rabi David ficou chocado e pediu mais detalhes ao erudito.

"Certa vez, Rabi Yoel estava passando por uma determinada cidade. Dois homens estavam discutindo sobre uma carroça carregada de madeira que um homem tinha vendido a outro. O comprador alegava que tinha concordado com um preço de três moedas de ouro, ao passo que o vendedor era categórico em afirmar que tinha vendido por 3 e 1/10.

"Quando os dois homens viram Rabi Yoel, perguntaram-lhe se ele poderia arbitrar a questão.

"Qual o valor que está sob discussão?" perguntou Rabi Yoel.

"A décima parte de uma moeda de ouro" - responderam eles.

"Devo retardar minha viagem e ser incomodado por um décimo de uma moeda de ouro?" Rabi Yoel protestou.

"Os anjos acusadores no céu tiveram um dia e tanto com o comentário do Rabi, pois nossos Sábios ensinam que 'Uma disputa envolvendo uma moeda de cobre deve ser tratada tão seriamente como uma questão envolvendo uma centena de moedas.'"

Rabi David apressou-se a procurar seu sogro para certificar-se de que a história era verdadeira. Na verdade, Rabi Yoel lembrou-se do incidente como se fosse inadequado para ele fazer esse tipo de comentário. Os dois homens perceberam que este jovem erudito tinha sido levado a eles pela Divina Providência, para ajudar Rabi Yoel a fazer teshuvá (arrependimento) e acertar tudo.

Procuraram então uma corte rabínica que imediatamente anulou o banimento celestial.

Rabi Yoel aproximou-se do jovem e pediu um favor. "vejo que é uma pessoa correta e temente a D’us aos olhos do Céu. Portanto, gostaria de dar-lhe meu manuscrito, um comentário sobre Arba Turim (uma seção do Código da Lei Judaica) que planejo publicar sob o título Bayit Chadash. Antes de publicá-lo, gostaria que você o olhasse e me desse sua opinião."

O jovem concordou.

Pouco depois, Rabi Yoel aproximou-se do rapaz e perguntou-lhe se tinha tido uma chance de examinar o manuscrito, e se podia devolvê-lo.

"Não o devolverei nem mesmo em vinte anos" - respondeu o jovem erudito.

Chocado, Rabi Yoel pediu uma explicação. "Minha obra não teve sua aprovação? Se é este o caso, diga-me o que há de errado, pois eu a entreguei a você para que a examinasse com olho crítico."

O rapaz respondeu: "Seu livro é bom. No entanto, assim que o publicar e distribuir em todo o mundo, terá completado sua missão na vida e não haverá motivo para viver neste mundo. Portanto, farei tudo que puder para retardar sua publicação, para que você permaneça aqui conosco neste mundo."

"Se é este o motivo de ter ocultado seus comentários, então não atrasarei a publicação" – disse Rabi Yoel. "Pois, como você mesmo notou, o mundo precisa dele."

O jovem não teve outro recurso senão devolver o manuscrito ao autor, que foi em frente com a publicação, volume por volume. Foi publicado no decorrer de nove anos. Em 1640, logo após a publicação do último volume, Raby Yoel faleceu.

Rabi Yekusiel Yehuda Teitelbaum completou sua história. Então acrescentou: "O mesmo ocorre comigo. Se com a ajuda de D’us eu tiver completado minha missão neste mundo, então nada tenho a fazer aqui, e não quero um outro médico."

© Direitos Autorais, todos os direitos reservados. Se você gostou desse artigo, encorajamos você a distribuí-lo, desde que concorde com a política de copyright de Chabad.org.
 E-mail
Inicie um Debate
1000 Caracteres restantes