Here's a great tip:
Digite seu endereço de e-mail e lhe enviaremos nossa revista semanal com conteúdo novo, interessante e reflexivo que irá enriquecer sua caixa de entrada e sua vida, semana após semana. E é gratuito.
Oh, and don't forget to like our facebook page too!
Entre em contato

Abortar Bebê Com Síndrome de Down?

Abortar Bebê Com Síndrome de Down?

 E-mail

Pergunta:

Acabo de saber que meu bebê ainda não nascido terá Síndrome de Down. Já temos muitos outros filhos. O que acontecerá com a alma do bebê se o abortarmos? Estamos errados por não querer um bebê que não é perfeito?

Resposta:

Você pergunta se é errado querer somente um filho perfeito. Por mais que eu ame a todos eles, não posso dizer que nenhum filho meu é perfeito. Fomos abençoados, graças a D'us, com muitos filhos, e cada um trouxe seus próprios desafios. Eu os chamo de desafios porque eles têm desafiado muito a paciência, tolerância e sabedoria da minha mulher e a minha. E como sempre ocorre com os desafios, ganhamos e crescemos com todos eles.

Acreditamos que D'us nunca envia um desafio que não possamos aceitar, que todos eles são para nos elevar ainda mais e para irmos mais longe do que poderíamos ir sem eles, e que com cada desafio Ele provê a força de que precisamos para superá-lo. Você está sendo presenteada com um desafio particularmente especial – o que significa que vocês dois devem ter habilidades especiais que outros não possuem.

Você pergunta sobre a alma dessa criança. Antes que fosse concebida, sua alma estava no local elevado das almas acima, mais elevado que os anjos, desfrutando um êxtase sereno, espiritual, além de qualquer prazer que possamos imaginar neste mundo material. Por que ela escolheu deixar aquele paraíso para descer a um corpo físico num mundo repleto de sofrimento e confusão? O que ela realizaria aqui?

Como esta será a alma de uma criança que precisa de cuidado especial e que conhecerá o mundo diferentemente das outras, ela tem uma missão especial. É escolhida para acender a bondade que está oculta nas almas das pessoas e plantar as sementes da empatia em seus corações; ensinar carinho, paciência e tolerância numa maneira que nenhum outro professor poderia.

Ela entrará no mundo armada com lições e testes para todos que virão a conhecê-la – e fará dele um mundo muito melhor, repleto de compaixão, um mundo no qual as pessoas podem sentir umas pelas outras e deixar de lado as próprias preocupações e conforto para ajudar. Ela deixará para trás um toque do céu de onde ela veio.

Portanto, essa alma alegremente escolheu descer a este local, porque desejava tocar a essência da verdade e da beleza, atingir a nascente do rio do qual vêm todos os prazeres, e que somente pode ser encontrada aqui na terra.

Mais um detalhe, apenas uma sutileza em suas palavras: às vezes sabemos a verdade, mas nos escondemos dela. E o lugar mais fácil para se esconder é por trás das nossas próprias palavras.

Você está fazendo isso quando pergunta: “O que acontececrá com a alma do bebê se decidirmos abortá-lo?” Porém, uma alma não é abortada. Uma gravidez é abortada, porque é um processo, como o processo de construir um carro ou uma casa pode ser abortado. Mas uma vida não é abortada; não abortamos um alma ou um bebê. Alguém decide que essa criança não vai viver. Há um outro termo para isso, mas não consigo usá-lo. Talvez eu também esteja me escondendo por trás das minhas palavras.

Deixe-me apenas dizer que você foi abençoada para dar vida, muita vida, ao contrário de muitas mulheres que imploram por filhos a vida inteira e não têm resposta. A vida não é assunto nosso; não escolhemos qual vida será colocada aos nossos cuidados, quando acontecerá e como será. Dar vida é o maior privilégio que recebemos do Alto. Deixe D'us fazer Seus planos e aceite Suas bênçãos como elas vêm. Confie Nele que Ele sabe o que é melhor para cada alma que Ele fez, pelo mundo que Ele conduz e também para você e seu marido. Sim, será difícil – como todas as coisas boas da vida são difíceis. Continue dando vida, e você somente crescerá.

Como seu médico pode confirmar, esses testes não garantem 100% de acurácia. Sei de um caso no qual uma mulher foi informada de que o bebê que estava gestando teria Síndrome de Down, e o bebê nasceu perfeitamente normal. Você pode ainda rezar pela saúde de seu filho e pedir que outras pessoas rezem com você. Em especial, você deveria escrever uma carta para ser lida no túmulo do Rebe, pois é costume os judeus pedirem a um tsadik – incluindo um tsadik falecido – para rezar por eles. Muitos fizeram isso e receberam grandes milagres.

Por Tzvi Freeman
Rabino Tzvi Freeman, editor sênior de Chabad.org, também lidera nossa equipe Pergunte ao Rabino. É autor de Trazendo o Céu para a Terra. Para inscrever-se e receber atualizações regulares sobre os artigos de Rabino Freeman, visite os Freeman Files.
© Direitos Autorais, todos os direitos reservados. Se você gostou desse artigo, encorajamos você a distribuí-lo, desde que concorde com a política de copyright de Chabad.org.
 E-mail
Participe da discussão
1000 Caracteres restantes
Envie-me e-mail quando novos comentários forem postados.
Ordenar por:
Discussão (3)
21 Março, 2017
Não sou judeu, mas juro que está linda mensagem me cativou. As vezes não entendemos as razões pela qual determinadas circunstâncias nos abordam. Eu e minha esposa temos um nível social e cultural elevado. Ela médica (pediatra) e eu executivo do segmento de tecnologia. No último ano acabei descobrindo um grave tumor na coluna que me remeteu a três grandes cirurgias, sendo essa última um pesadelo no qual acabei tendo uma parada cardíaca e fui entubado 4 vezes em 15 dias. Neste período posso dizer que tive uma experiência extra corpórea onde me vi saindo do meu corpo, todo enrolado de grama em meio a uma plantação de girassóis. Depois me lembro de estar junto a uma multidão de crianças com os olhos puxados (pareciam orientais) e estavam com cataventos em mãos. Compartilhei minha experiência com meu médico (judeu) que me ajudou. E posteriormente descobri ao nascimento do meu filho que o oriental era ele meu filho. Hoje nossa casa recebeu um presente e sentimos brisas de felicidade.
Anônimo
São Paulo
20 Novembro, 2015
Aborto Sindrome de Dow? Ajude a abortar essas idéia maligna das mente das pessoas.
Só tenho palavras de agradecimento quando encontro tamanha sabedoria de palavras e ensinamentos.....o Grande Eu Sou ...se alegra...
tenho autoridade de falar pois sou pai de um filho com Síndrome de Down e ele é perfeito aos meus olhos e aos olhos de Deus.
Ricardo
87055480
7 Janeiro, 2013
Abortar Bebê Com Síndrome de Down?
Estimado Rab. Tzvi Freeman, Shalom. Com todo respeito, eu amei a sua retórica sobre a questão do aborto. Ela, além de esclarecedora, tem um posicionamento muito ético, sábio e espiritual. Nos leva a questionar que nada é do acaso e tudo vem do Eterno. HaShem conduz a nossa vida com muita primacia. Por isso devemos sempre estar agradecido em nossas orações porque tudo é para o nosso bem. Eu fui diagnosticada com um melanoma malígno 5 anos atrás e outro em outra região há dois anos e meio. É a forma de câncer de pele mais agressiva que existe porque ele enraiza e pode vir a dar metástase. Meu filho caçula tinha na época 7 anos de idade. Precisei buscar forças de onde não tinha para superar este momento tão difícil e hoje mesmo tendo que fazer exames periódicos dou graças a HaShem por ter me tornado mais humilde, mais tolerante,e tantas outras mudanças maravilhosas que tenho tido a cada manhã após acordar, estar viva e poder recitar Modê Ani Lefanecha...
Valeria Samara Francabandiera
Aruja, SP/Brasil