Entre em contato

Desmistificando a Cabalá

Desmistificando a Cabalá

 E-mail

O que é Cabalá?

Qual é a diferença entre Cabalá e o mercado de capitais?

Um é uma dimensão misteriosa, fora deste mundo, e o outro é uma disciplina simples, dinâmica e muito abusada.

Cabalá é uma palavra hebraica que significa "recepção". É misticismo judaico, que Moshê recebeu de D’us, os alunos de Moshê receberam dele, e assim sucessivamente no decorrer dos séculos. A Cabalá é a interpretação espiritual de toda a Torá, a compreensão do funcionamento interior das coisas, do mundo, de D’us, da alma, da Torá, e a vasta coleção de sabedoria oral e impressa que abrange e registra aquele conhecimento.

Não há um "Livro da Cabalá", mas há livros judaicos de Cabalá e sobre Cabalá. O mais conhecido é o Zohar, escrito por Rabi Shimon Bar-Yochai de Israel no século II EC. É uma compilação de entendimentos cabalistas sobre a Torá. Nos séculos seguintes, dezenas de livros foram escritos pelos alunos de Rabi Shimon, pelos alunos dos alunos, e assim por diante, até hoje. Um verdadeiro estudante da Cabalá é chamado um mekubal, que significa "recipiente" – alguém que recebeu os ensinamentos da Cabalá de seu mestre mekubal, voltando até Rabi Shimon e mais além.

Por que há tantas pessoas estudando Cabalá hoje?
Posso estudar Cabalá também?

Mufasa, ou Frank?

Por que Disney escolheu dar o nome de Mufasa ao pai morto do Rei Leão, e não Frank – porque Mufasa significa alguma coisa em algum obscuro dialeto africano? Talvez, mas aqui está o verdadeiro motivo: porque é exótico, misterioso, místico e mágico, assim como o filme em si. Não somente o nome Frank não tem nada a ver, como convenhamos, Frank é sem graça. Parece um peixe morto. Mas entoe MU-FA-SA lentamente, e sua imaginação o leva até a África, carregado nas asas do mistério e da aventura. Eis por que "Cabalá" atrai as pessoas: palavras exóticas, misteriosas e fora do comum sugerem coisas exóticas, misteriosas e fora do comum. Pense sobre isso – o que atrairia mais o seu interesse: "espiritualidade" ou "Cabalá"? Deixe-me lhe dar uma pista: não é espiritualidade.

O Fim está Perto!

Um motivo mais sério é simplesmente que o mundo está passando por uma revolução espiritual um tanto sem sentido. As pessoas nunca tiveram mais conforto na história, mas na verdade desejam dar um fim nisso tudo. As pessoas desejam uma autêntica experiência espiritual, e então se voltam para Deepak Chopra, feng shui, meditação, e mais – tudo que pareça ser uma fonte de auto-aperfeiçoamento, profundidade e espiritualidade. São os anos 60 se repetindo, mas de maneira antisséptica, profissional e via Web. A Cabalá se ajusta bem, mas somente se você souber onde procurar, evitando…

Óleo de Cobra!

A verdadeira Cabalá tem sido muito confundida – ocasionando entidades como: proliferação de livros sobre o assunto; cursos e "Centros" alegando ensinar "Cabalá" e; o crescente número de celebridades que estudam aquilo que erradamente pensam ser o misticismo judaico (geralmente nos mesmos "Centros"). Evite tudo isso.

Como se pode separar o fato da ficção?

Para os principiantes, evite aqueles livros. Uma seleção de livros sobre Cabalá da Editora Barnes e Noble parece a Cirurgia de Ponte de Safena para Leigos: ficção, escrita por um não-médico sobre não-Medicina. Cursos e "Centros" são a mesma coisa: como a Cabalá é baseada na Torá, você não pode estudar nem avaliar a Cabalá sem uma observância básica de Torá, assim como não pode andar pela rua e entrar num "Centro de Ponte de Safena" se não estudou e praticou Medicina durante vários anos.

O verdadeiro misticismo judaico é inteiramente baseado na Torá, o guia prático do Judaísmo, e o estilo de vida ali prescrito, e não em "atrair luzes para baixo".

Contrário à opinião pública, a Cabalá não é magia: não envolve rituais estranhos ou eventos sobrenaturais. Também não tem nada a ver com psicologia pop. E certamente não lhe dará poderes psíquicos. Portanto, se você deseja se tornar cabalista, pergunte-se: "Por quê?" É porque você gosta daquele lado mágico e místico? Se for esse o caso, lembre-se que a Cabalá não é sobre efeitos especiais, e simplesmente se apega à verdadeira Torá. Mas se você ainda deseja estudar Cabalá, faça uma visita eletrônica a inner.org.

É proibido estudar os livros cabalistas do Zôhar?

Não é proibido estudar o Zôhar, mas como é um estudo altamente complicado, e exige muitos pré-requisitos, é preferível estudá-lo com um professor de confiança.

By Mendy Hecht
© Direitos Autorais, todos os direitos reservados. Se você gostou desse artigo, encorajamos você a distribuí-lo, desde que concorde com a política de copyright de Chabad.org.
 E-mail
Participe da discussão
Classificar por:
3 Comentários
1000 Caracteres restantes
Anonymous Bauru, SP/Brasil 3 Outubro, 2012

Cabalá - Principiantes Busco em todos instrumentos (ferramentas) de D'us, um meio de tornar-me uma pessoa melhor, no meio em que vivo. A Cabala, seus seguidores tiveram vidas vitoriosas, porque filtraram seu saber e é o que me sugere a Torá. Reply

Hulda Duque de Caxias, RJ/Brasil 6 Setembro, 2012

Cabalá Gosto muito da cabalá, pois é uma forma de me aprofundar mais na Torá, O livro santo. Reply

Arnaldo Risman Rio de Janeiro, RJ 27 Junho, 2012

Aprender Adoro continuar estudando por via do e-mail que recebo e ficar perto de minha origem.
No momento estou longe , fisicamente, de uma sinagoga, mas perto de minha alma judaica. Reply