Here's a great tip:
Digite seu endereço de e-mail e lhe enviaremos nossa revista semanal com conteúdo novo, interessante e reflexivo que irá enriquecer sua caixa de entrada e sua vida, semana após semana. E é gratuito.
Oh, and don't forget to like our facebook page too!
Entre em contato
Para visualizar os horários de Shabat clique aqui para configurar a sua localização
Segunda-feira, 24 Abril, 2017
 E-mail
Horas haláchicas (Zmanim)
Para visualizar horários haláchicos Clique aqui para configurar a sua localização
Ômer: 13º dia - Yesod sheb'Gevurah
Hoje Conte 14
História Judaica

A primeira cidade a cair para os Filhos de Israel em sua conquista da Terra Prometida foi a cidade fortificada de Jericó. Durante sete dias, os israelitas marcharam ao redor das muralhas da cidade carregando a Arca Sagrada, precedidos por cohanim tocando o shofar. No 7º dia, as muralhas quebraram e a cidade foi conquistada (Yehoshua cap. 6).

O campo de concentração de Buchenwald foi fundado em 1937 perto da cidade de Weimar, Alemanha. Cerca de 250.000 prisioneiros foram encarcerados neste campo até sua libertação em 1945.

Weimar é uma cidade alemã famosa pelos cidadãos de elevada cultura. Foi o lar de muitos dos membros mais intelectualizados da sociedade europeia. Entre outros, Goethe, Schiller, Franz Liszt e Bach viveram em Weimar.

Embora tecnicamente não fosse um campo de extermínio, cerca de 56.000 prisioneiros foram assassinados em Buchenwald (não incluindo muitos outros que morreram após ser transferidos para outros campos de extermínio). Morreram vítimas de cruéis experimentos médicos, execuções sumárias, tortura, espancamentos, inanição e condições de trabalho sub-humanas. O campo também ficou conhecido pela sua brutalidade. Os guardas alemães forçavam os internos a comerem sua magra porção de sopa sobre a lama no chão; deixavam-nos de pé ao frio do relento para congelarem até a morte; e chegaram a usar pele dos internos mortos para fazer cúpulas de abajur.

Em 30 de Nissan de 1945 a Sexta Divisão Armada do Terceiro Exército dos Estados Unidos libertou o campo.

Dentre os presos mais famosos que estiveram em Buchenwald estão Rabi Israel Meir Lau, ex-Rabino Chefe de Israel, e o ganhador do Prêmio Nobel, Elie Wiesel.

Na véspera de 28 de Nissan de 5751 (11 de abril de 1991), o Rebe emitiu uma conclamação comovente aos seus seguidores, e a toda a comunidade judaica mundial, para intensificarem os esforços para trazer Mashiach e a suprema redenção. Pronunciadas numa voz angustiada e repleta de termos pessoais, algo que não lhe era característico, as palavras do Rebe abalaram profundamente os chassidim presentes na sinagoga do Rebe, e reverberaram em toda a comunidade Chabad-Lubavitch do mundo inteiro. “Como é possível que a Redenção ainda não tenha chegado?” gritou o Rebe. “Que apesar de tudo que tem acontecido e tudo que foi feito, Mashiach ainda não chegou? O que mais posso fazer? Tenho feito todo o possível para trazer ao mundo uma demanda e clamor verdadeiros pela Redenção… A única coisa que me falta fazer é transferir para vocês este assunto. Façam tudo que estiver ao seu alcance para atingir isso – a luz mais sublime e transcendente que precisa ser trazida ao nosso mundo com ferramentas pragmáticas.. Eu já fiz a minha parte. A partir de agora, está tudo em suas mãos…”

Leis e Costumes

Amanhã é o 14º dia da Contagem do Ômer. Como no calendário judaico o dia começa ao anoitecer do dia anterior, contamos o Ômer para amanhã hoje à noite, após o anoitecer. "Hoje são 14 dias, que fazem duas semanas do Ômer." (Se você perder a contagem esta noite, pode contar o Ômer durante todo o dia de amanhã, mas sem a bênção precedente).

A Contagem de 49 dias do Ômer refaz a jornada espiritual de sete semanas dos nossos antepassados, do Êxodo ao Sinai. A cada noite recitamos uma bênção especial e contamos os dias e semanas que passaram desde o Ômer; o 50º dia é Shavuot, a festa que celebra a Outorga da Torá no Sinai.

Sefirá desta noite: Malchut sheb’Guevurá – “Receptividade na Restrição”

Os ensinamentos da Cabalá explicam que há sete "Atributos Divinos" – Sefirot – que D'us assume para Se relacionar com nossa existência: Chessed, Guevurá, Tiferet, Netzach, Hod, Yesod e Malchut (Amor, Força, Beleza, Vitória, Esplendor, Fundação e Soberania). No ser humano, criado à imagem de D'us, as sete sefirot estão espelhadas nos sete "atributos emocionais" da alma humana: Bondade, Restrição, Harmonia, Ambição, Humildade, Conexão e Receptividade. Cada um dos sete atributos contém elementos de todos os sete – i.e., "Bondade na Bondade", "Restrição na Bondade", "Harmonia na Bondade", etc. – perfazendo um total de quarenta e nove traços. A Contagem de 49 Dias do Ômer é, portanto, um processo de 49 etapas de auto-refinamento, com cada dia devotado à "retificação" e aperfeiçoamento de uma das 49 sefirot.