Entre em contato
Para visualizar os horários de Shabat clique aqui para configurar a sua localização

Shabat, 8 Abril, 2017

 E-mail
Shabat Hagadol
Horas haláchicas (Zmanim)
Para visualizar horários haláchicos Clique aqui para configurar a sua localização
História Judaica

No Shabat anterior ao Êxodo – 10 de Nissan naquele ano – os primogênitos do Egito, que ocupavam as posições mais importantes no sacerdócio e no governo, lutaram uma batalha sangrenta com as tropas do faraó, num esforço para assegurar a libertação dos israelitas e impedir a Praga do Primogênito. Este grande milagre é comemorado todo ano no Shabat anterior a Pêssach, que portanto é chamado Shabat HaGadol, o Grande Shabat. (Este é um dos raros exemplos nos quais uma data comemorativa no Calendário Judaico é estabelecida pelo dia da semana, em vez de pelo dia do mês.)

Neste dia, o Rei Hezekia, o mais notável de todos os reis da Judeia, ficou gravemente enfermo, e foi informado pelo Profeta Yeshayahu que morreria, pois D'us estava descontente com o fato de Hezekia jamais ter se casado. Ele se recusara a casar porque tinha previsto profeticamente que seus filhos levariam o povo judeu a pecar. Ele errou, pois cabe ao homem cumprir o mandamento de procriar, e o resto fica nas mãos de D'us.

Hezekia pediu ao Profeta para rezar por ele, mas este se recusou, insistindo que o decreto era definitivo. O rei pediu ao Profeta para sair, dizendo que ele tinha uma tradição de seus ancestrais de que a pessoa jamais deveria se desesperar, mesmo que uma espada afiada estivesse sobre a sua garganta. O rei rezou a D'us, e sua prece foi aceita. D'us enviou Yeshayahu para dizer a ele que iria se recuperar e que sua vida seria prolongada por quinze anos. Hezekia se recuperou três dias depois, no primeiro dia de Pêssach. Mais tarde o rei desposou a filha do Profeta Yeshayahu.

Um ano após a construção do Segundo Templo em Jerusalém, Ezra reuniu muitos judeus que tinham permanecido na Babilônia e começou uma jornada até a Terra de Israel. Embora certamente ele quisesse ir antes, seu professor, Baruch ben Neria estava muito fraco para viajar, e Ezra recusou-se a deixá-lo até seu falecimento.

Ezra era o líder do Sanhedrin, e todos os membros viajaram com ele. Em 12 de Nissan, Ezra partiu do rio de Akava, o início de uma longa viagem a Israel, que demoraria pelo menos cinco meses (veja “Esta Data na História Judaica” para 1º de Av).

Leis e Costumes

Na leitura Nasi de hoje lemos sobre o presente levado pelo nasi da tribo de Naftali, Achira ben Enan, para a inauguração do Mishcan.

O Shabat anterior a Pêssach é chamado Shabat HaGadol, ("O Grande Shabat") em comemoração ao "grande milagre" que aconteceu no Egito neste dia, garantindo o Êxodo do Egito cinco dias depois (veja "Hoje na História Judaica"). Os costumes do Shabat HaGadol incluem ler uma porção da Hagadá (a partir de "Avadim hayinu" até "al kol avonotainu"), que narra a história do Êxodo. Outro costume nesta ocasião é que o rabino de cada comunidade faça uma palestra na qual mencione as leis de Pêssach e seu significado, em preparação para a Festa.