Here's a great tip:
Digite seu endereço de e-mail e lhe enviaremos nossa revista semanal com conteúdo novo, interessante e reflexivo que irá enriquecer sua caixa de entrada e sua vida, semana após semana. E é gratuito.
Oh, and don't forget to like our facebook page too!
Entre em contato
Para visualizar os horários de Shabat clique aqui para configurar a sua localização

Sexta-feira, 26 Janeiro, 2018

 E-mail
Yud Shevat
Horas haláchicas (Zemanim)
Para visualizar horários haláchicos Clique aqui para configurar a sua localização
História Judaica

Rabi Shalom Sharabi, conhecido pelo acrônimo RaShaSH, nasceu no Iêmen, e ainda jovem imigrou para Israel. Logo foi reconhecido pela sua piedade e erudição, especialmente na área do misticismo judaico. Foi escolhido como Rosh Yeshivá do famoso centro de estudos cabalísticos na Cidade Velha de Jerusalém, a Yeshiva ha-Mekubalim.

Escreveu diversas obras, a maioria baseada nos ensinamentos do grande cabalista Rabi Isaac Luria, o Ari. A obra mais famosa de Rabi Sharabi é um comentário sobre o livro de preces, repleto de meditações cabalísticas. Suas obras místicas são estudadas pelos cabalistas até hoje. Ele também é considerado uma autoridade respeitada nas tradições e costumes dos judeus iemenitas.

Rebetsin Rivka Schneerson nasceu em Lubavitch em 1833; seu avô materno era Rabi DovBer, o 2º Rebe de Chabad-Lubavitch. Em 1849 ela casou-se com seu primo em primeiro grau, Rabi Shmuel, que mais tarde se tornou o quarto Rebe de Lubavitch. Durante muitos anos Rebetsin Rivka, que sobreviveu 33 anos ao seu marido, foi a estimada matriarca de Lubavitch, e os chassidim freqüentavam sua casa para ouvir suas narrativas dos primeiros anos de Lubavitch. Ela é a fonte de muitas das histórias registradas nas palestras, cartas e memórias de seu neto, Rabi Yossef Yitschac (o sexto Rebe de Lubavitch). A rede de escolas para meninas, Beth Rivka, fundada por Rabi Yossef Yitschac nos anos 1940, recebeu este nome em homenagem a ela.

O sexto Rebe, Rabi Yossef Yitschac Schneersohn, faleceu na manhã do Shabat em 10 de Shevat, no ano 5710 (1950).

Numa reunião chassídica marcando o primeiro aniversário de falecimento do sexto Rebe, seu genro, Rabi Menachem Mendel Schneerson, pronunciou um discurso chassídico (maamar) intitulado Basi L'Gani (Venha ao meu Jardim), que marcou sua aceitação oficial de liderança do Movimento Chabad-Lubavitch.

Leis e Costumes

Os chassidim de Chabad observam os costumes de yahrtzeit do sexto Rebe, Rabi Yossef Yitschac Schneersohn (1880-1950), conforme estabelecido pelo seu genro, Rabi Menachem Mendel Schneerson (1902-1994), que o sucedeu como Rebe após seu falecimento a 10 de Shevat de 1950.